Subscribe

Investir via Banco ou via Corretora ?

Investir via Corretora ou Banco ? O movimento Desbancarize está ai, mas vale mesmo a pena?
Geralmente para o investidor iniciante esta pergunta é polêmica.

Provavelmente você já deve estar investindo via banco de alguma forma. Basta ter uma poupança ou conta em um banco, por exemplo, o que é muito provável.

Você vai escolher basicamente entre comodidade ou possibilidade de acesso a produtos com rendimentos superiores.


BANCO: 

Comodidade- Você já deve estar bem familiarizado com os sistemas do seu banco, seu gerente, o internet banking, o caixa eletrônico, etc. Fica muito cômodo transferir o dinheiro da sua conta-salário para a poupança ou para os fundos do seu banco pois é questão de poucos cliques e já está pronto.
O problema dessa praticidade é que o seu banco geralmente oferece aos clientes (ou seu gerente te empurra) produtos próprios de acordo com o seu perfil e patrimônio - conta universitária, conta estilo, conta private, personalite, etc. Os fundos disponíveis são da própria instituição bancária com o objetivo de a beneficiar logicamente. Estes produtos geralmente tem embutidos taxas de administração altíssimas (qualquer coisa mais de 1% aa é altíssima).
Outros produtos ofertados como planos de previdência de alguns bancos chegam a cobram mais de 3% de taxa ao ano sem contar taxa de carregamento. Se seu rendimento for de 6% aa, você deixa a metade disto para eles.
O Tesouro direto (TD) é uma ótima maneira de fugir destas taxas abusivas, porém o banco não tem interesse nenhum que você invista no TD. Ao investir no TD via banco, como eles não poderão usar seu dinheiro, cobram taxas de administração altas somente para te dar acesso ao TD. Eles não vão nem administrar seu dinheiro (que fica sob custódia da BVMF&Bovespa), ou seja, isto é uma espécie de vingança do banco por você não deixar o seu dinheiro na mão deles.


Dicas AA40 para quem não quer mudar: 


-Evite dicas do gerente. Ele tem que bater meta, e isto só é bom para o banco e para ele. Fuja de previdência privada e títulos de capitalização pois o último é mais loteria e não investimento.

-Quer investir pelo banco, procure fundos DI ou de ações com as menores as taxas dentro as opções ofertadas.
-Peça para o gerente se vc consegue acessar um perfil melhor (estilo ou private) conforme aumentar seu patrimônio, assim você consegue ter acesso a fundos melhores, com mais rendimento e mais baratos;
-Evite investir no TD via banco a menos que eles cobrem taxa zero. Várias corretoras oferecem taxa zero- Veja a lista das taxas por agente então por que você vai pagar simplesmente para o banco entregar seu dinheiro ao governo?


CORRETORA: 

Rendimento superior - Quando você abre uma conta em uma corretora independente, você perde um pouco da comodidade do banco, pois para investir parte do seu salário terá que fazer uma TED para a corretora. Mas basicamente é este o único desconforto. As corretoras hoje em dia possuem sistemas e aplicativos acessíveis a todos de qualquer lugar do mundo as vezes melhores que o dos bancos.
A diferença está principalmente nos produtos disponibilizados aos clientes. Não somente os produtos de um banco mas de diversas instituições, de grande, médio e pequeno porte com uma gama ampla de taxas, riscos e retornos, além de acesso a todo o mercado acionário e de debentures.
Você encontrará uma gama muito grande de CDBs, LCIs, LCAs, Fundos, Debêntures, enfim, renda fixa e renda variável, além do Tesouro Direto, onde muitas corretoras nem cobram mais taxa de administração.

Pode valer muito a pena trocar um pouco de comodidade por acesso a produtos com rendimentos superiores, principalmente para quem investe no longo prazo. Cada ponto percentual de retorno a mais juntamente com o poder dos juros compostos, ao longo de 15 ou 20 anos fará uma diferença considerável no tamanho do seu portfólio (simule no link abaixo).

Mas via Corretora é Seguro investir? 

Sim, é seguro sim. Por que seu dinheiro fica investido no produto e não nas mãos da corretora. Além disso os investimentos ficam registrados na CVM (Comissão que regula o mercado) em seu nome e CPF.
Muitos investimentos como CDB, RDB, LCI, LCA, LC, LH, Poupança e outros contam com a garantia do FGC (espécie de Seguro contra a falência da instituição) no valor de até 250 mil reais por CPF por instituição (Atualização: até o limite de 1 milhão por cpf), então se ainda tem algum receio, invista em ativos que tenham esta proteção e tome cuidado para investimentos + rendimentos não ultrapassarem 250 mil reais em cada instituição aplicada via corretora.
⇉O prazo médio para ressarcimento FGC nos últimos casos de falência foram de menos de 3 meses. Confira aqui a lista dos últimos casos.

Dicas AA40 para  quem quer mudar para corretora:


-Cuidado com o assessor de investimentos da corretora. Faça suas próprias escolhas com base em análises e não siga dicas milagrosas que prometem enriquecer rápido;
-Evite produtos da própria corretora a menos que tenha analisado e seja bom mesmo;
-Procure uma corretora que não cobre tx de administração para tesouro direto;
-Procure uma corretora que tenha função grátis de controle de Imposto de Renda, pois facilita muito na hora de declarar o IR;
-Se pretende negociar ações, procure uma corretora com boas taxas de corretagem, mas desconfie do muito barato pois pode sair caro (pesquisa sobre a TOV);
-Ações, FII, Fundos de Investimentos, CRI, CRA, LF e debêntures não possuem seguro do FGC;
-Use este comparador de fundos de investimentos para te ajudar a escolher e comparar entre as opções;
-Leia mais e deixe sua pergunta abaixo em caso de dúvidas !







Nenhum comentário

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog ou autores do AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.