Subscribe

Orçamento: Revisar 2017 para que 2018 seja melhor

À medida que encerramos mais um ano (e como passou rápido !) temos que começar a planejar para que o próximo seja ainda melhor. Não há como 2018 ser bom sem passar pelo tema financeiro, afinal, infelizmente tudo hoje em dia gira ao redor do dinheiro. 

Aqui no AA40, sempre recomendamos iniciar o planejamento de um próximo ano com a análise do que você fez com o seu dinheiro em 2017 e considerar quais as despesas que você enfrentará em 2018. Em suma, você precisa ajustar seu orçamento com base na experiência passada.

Alguns passos para planejar 2018 financeiramente:


1) Revise seu fluxo de caixa de 2017:  Salvo alguma mudança radical, seu orçamento 2018 será uma continuação de seus gastos habituais de 2017. Se você utiliza um aplicativo para isto, vá a fundo nos itens genáricos como o item "Extras" ou "Outros" que são simplesmente acúmulo de coisas não categorizadas, além é claro que ver todos os detalhes de cada gasto. Deve haver muito mais detalhe nos sub-níveis que vão te dizer se aqueles custos são recorrentes, são únicos e não se repetirão, etc.
Hora de colocar metas de baixar custos fixos também, ver se o plano de TV a cabo está mesmo sendo usado, celular, se aquele aplicativo ou mensalidade ainda fazem sentido pagar, etc.
Veja quais os meses tiveram maiores gastos e inteire do motivo daquele mês ter sido atípico.
No exemplo acima, fevereiro foi bem atípico mas foi devido a viagem de férias. 

A propósito, para satisfazer a curiosidade da comunidade, qual foi seu custo médio mensal em 2017?

!
Qual foi seu custo médio mensal em 2017?
 

2) Preveja o futuro: Ok, isto pode ser difícil, mas no gráfico acima o mês de fevereiro foi atípico devido a uma viagem. Tendo isto em mente, tente antecipar quando seus gastos maiores acontecerão em 2018 e já coloque no orçamento e, se possível, distribua através dos meses para não afetar o seu fluxo de caixa mensal.
Gastos periódicos como impostos de início de ano, revisão do carro, viagens e outros gastos grandes precisam entrar no orçamento para evitar surpresas depois.

3) Promova cortes: Não é só no mundo corporativo que os orçamentos passam por revisões e cortes. Da mesma forma, nas finanças pessoais isto deve ser praticado, já que você não vai gastar apenas por que está previsto no orçamento. 
Isto é um grande problema. As pessoas acham que por que previram e colocaram no orçamento você precisa gastar aquele valor. NÃO. 
Você, e principalmente você que busca independência financeira antecipada, deve evitar gastar ou gastar menos do valor estimado para aportar e investir mais - Nunca esqueça disso.

4) Planejar os aportes: Geralmente quando falamos em orçamento pensamos só nos custos, mas os aportes mensais mínimos na sua carteira de investimento devem entrar no orçamento. Um bom orçamento deve ser um orçamento base-zero.

Orçamento base-zero

Um orçamento base-zero é aquele orçamento que faz a receita líquida menos as saídas ser igual a zero todo mês. Se você cobrir todas as suas despesas durante o mês e sobrar digamos 500 reais, você ainda não completou o orçamento. Você deve dar um destino para estes 500 reais. 
Se você não fizer isso, você pode perder a chance de fazê-lo trabalhar para você. Destine este valor para uma área, seja ela pagamento de dívidas, o fundo de emergência, investir, antecipar contas, etc.
Um dos aplicativos de orçamento que utilizam este conceito é o YNAB - Video
Como o OBZ pressupõe um orçamento novo sem considerar o passado, não sou fã dele. Porém utilizar seu conceito junto a uma análise do passado pode ser uma excelente estratégia. 
E você, como faz/fez seu orçamento 2018? Conte seu método abaixo. Feliz 2018 de ótimos rendimentos a todos !



10 comentários:

  1. Olá AA40,
    Muito bom post, bastante didático.
    Somente contribuindo, diferente do que está no post, orçamento base zero (OBZ) é uma técnica onde se ignora dados históricos para construir o novo orçamento a partir das coisas imprescindíveis. Geralmente usado em reestruturações e em empresas com problemas de caixa. A gente também pode fazer uso destas técnicas para melhorar nossos resultados!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato e obrigado por corrigir. Antes de fazer um obz acho sempre sensato analisar o passado para ver o mínimo necessário. Sei que não é o princípio do obz mas acho mais sensato apenas. Valeu e feliz 2018

      Excluir
  2. Não sei vocês, mas estou fazendo previsão orçamentária há 4 anos e somente agora posso dizer que cheguei num ponto de equilíbrio. Eu acho que o orçamento é uma construção, pois não são somente números, são hábitos há muito tempo enraizados. E é uma luta diária para mudar hábitos. Vivemos em sociedade consumista e ostentação. Nossos pais, que viveram a hiperinflação, geralmente consomem e fogem do sistema financeiro. Por isso, ao meu ver, devemos nos sentirmos felizes, pois somos uma minoria que saiu da Matrix. Com determinação chegaremos aos nossos objetivos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas anon. Ter um orçamento que funcione bem leva anos. Hábitos são realmente difíceis de mudar mas aos poucos é possível e chegaremos lá. Matrix umplugged

      Excluir
  3. Olá AA40,

    Já tinha ouvido falar o OBZ, mas nunca tinha aplicado. O meu orçamento em 2018 vai ser direcionado pra acabar com as dívidas (financiamento imobiliário) devido à queda da Selic. Esta decisão pode impactar o montante dos aportes, mas estou melhorando o meu fluxo de caixa futuro.

    Grande Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima estratégia. Dívidas zero é meta número 1 sempre

      Excluir
  4. Olá, AA40. Controlar e classificar os gastos são ítens primordiais. Muito bom o post, valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Enri, abraço e um 2018 de ótimos investimentos

      Excluir
  5. AA40,

    EU faço tudo nas minhas planilhas mesmo mas vou dar uma olhada nesse YNAB. Já tinha ouvido falar dele mas não usei. Tentei o bankactivity que o VDD sempre fala mas também não me familiarizei com ele. Vamos ver.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BPM, também tentei o Bankactivity mas não gostei nada. Ynab é bom mas só é grátis por um período depois cobra. O jeito é usar o Guiabolso ou planilhas mesmo já que não temos o Mint por aqui. Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.