Subscribe

Estudo de caso: Começando tarde demais ou ainda dá tempo de realizar um sonho?

Prezados, mais um estudo de caso que nos chega. Quem nos escreve hoje é o FLC.

Bom dia.
Pode me chamar de FLC. Tenho 43 anos e minha esposa 39 e somos, ambos, funcionários públicos. Temos 3 filhos (todos com menos de 6 anos). A nossa renda conjunta (só salário) é de 17 mil reais mensais. Temos uma casa e um carro, ambos quitados. Temos despesas pesadas com a a educação das crianças (escola particular, inglês, natação) e com empregada/cuidadora de idosos (para a minha sogra, que mora com a gente). Com tudo isso, conseguimos aplicar apenas 2 mil reais mensais. Lamentável, eu sei. E só comecei a aplicar a pouco tempo. O que eu tenho, hoje:

- 45 mil em uma previdência privada (que mantenho pq a empresa em que trabalho é quem mantém)
- 25 mil em FIIs
- 20 mil em TD Selic
- 1 mil em CDBs
- 5 mil em fundos de investimentos multimercado

Meu projeto: atinjo 35 anos de contribuição em 2026. Mesmo sofrendo com o fator previdenciário acho que vale a pena me aposentar. E pretendo continuar trabalhando até 2034, quando a minha esposa poderá se aposentar com rendimentos integrais. Nesse período entre 2026 e 2034 pretendo investir todo o valor recebido de aposentadoria para só em 2034 parar com tudo. Terei, então 59 anos. 

Quando pararmos o projeto é irmos viver em Portugal com o visto de aposentados/recebedores de rendimentos. Pela lei atual precisamos de 2,5 mil euros (ou 10 mil reais na quotação de hoje) para termos esse visto. Morando em Portugal não precisaremos de plano de saúde e teremos um qualidade de vida ok para os nossos padrões e expectativas. 

Esse projeto é plausível? 

Obrigado pela atenção e parabéns pelo site!


Obrigado pelo email FLC e seja muito bem vindo ao AA40.
Seu caso é um tanto peculiar. Como você mesmo disse, sua renda conjunta é bem alta porém seus gastos são muito altos, especialmente considerando que não paga aluguel. Pouco lhe sobra para investir e isto é um dos primeiros items a atacar é fazer um orçamento mensal e começar cortar supérfluos e investir mais.
Como pretende trabalhar até 2034, isto ainda são quase 16 anos (186 meses) de investimentos e ganhos via juros compostos. Ainda dá tempo para recuperar o tempo perdido.

Aumentando a taxa de poupança

Poupando R$ 2 mil ao mês atualmente, ao final do período terá acumulado, com o montante inicial de R$ 96 mil,  terá quase R$ 700 mil reais a valor presente.
Se conseguir aumentar esta poupança para R$ 5 mil por mês, por 186 meses a uma taxa de juros real de 4%aa, conseguirá acumular um patrimônio a valor presente de   R$ 1.463.791,78. Nada mal !

Projeto Migrar para Portugal

Para seu projeto você precisa de  € 2,5 mil ou cerca de 10 mil reais mensais. Com este valor de R$ 1,5 milhões de reais, a uma TSR de 4% por 35 anos (você teria 94 anos), possibilitaria saques de cerca de R$ 6,5 mil reais, ainda longe do necessário para sua meta.
Porém, como diz que tens imóvel quitado, deve considerar duas opções: VENDER o imóvel e investir ou ALUGAR o imóvel e consumir esta renda.
Como não sabemos onde fica o imóvel, nem o valor nem a menor informação quanto a isto, precisa analisar se isto complementaria o restante dos R$ 3,5 mil reais faltantes. Além disso precisa incluir uma provável aposentadoria tradicional pelo INSS como renda extra, além de conferir se tens FGTS para sacar ao aposentar.
Pessoalmente creio ser possível sim, mas o primeiro passo é aumentar a taxa de poupança assim que possível. Seus filhos irão para faculdade e importantíssimo conseguir que eles entrem para uma faculdade pública de qualidade assim não comprometerá sua vida financeira por mais tempo.

Siga em frente

Seus investimentos estão bem diversificados e alocados em sua maioria em renda fixa, embora tenha FIIs também que são ótimos para gerar renda. Continue aportando regularmente e estabeleça uma alocação de ativos. Quantos porcento quer investir em cada classe de ativo de acordo com seu perfil de risco, assim evita de aportar na empolgação em ativos já sobrevalorizados. Faça o rebalanceamento regularmente com "dinheiro novo".

Seriam estas as minhas considerações FLC. Abro abaixo o espaço para comentários e contribuições de toda nossa blogosfera financeira que tanto contribui. Abraços e continue firme!


17 comentários:

  1. Concordo que o ponto principal desse caso é verificar uma forma de aumentar a taxa de poupança, ou gerando uma renda extra ou cortando gastos.
    Sobre a questão de morar imigrar para Portugal, aconselho a conversarem com pessoas que já moram lá. Já li alguns relatos de pessoas que não se adaptaram ao país por vários motivos.

    ResponderExcluir
  2. Interessante estudo de caso. Creio que com esta renda mensal de 17 mil, fazendo um orçamento mensal e com escolhas inteligentes, cortando alguns itens que não precisa tanto, e substituindo alguns itens mais caros por outros mais baratos, isso ia aumentar muito o aportar mensal e fazer chegar no objetivo de ir para Portugal muito mais cedo.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Longe de mim julgar mas escola particular, inglês, natação para 3 filhos é um pouco demais para um casal que quer atingir FIRE. Com 17 mil de renda dava para fazer muita coisa se poupar uns 50 a 60%, mas vc precisa priorizar, ou FIRE ou uma educacao de primeira linha para os filhos. Qual trará maior retorno (financeiro ou pessoal) para vc? A escolhe é sua e muito pessoal. A minha eu já compartilhei abaixo no comentário do IF365!

      Excluir
    2. Acredito que o segredo esteja no meio termo, ter uma boa educação, mas com o preço que também possa poupar mais, para um bom patrimônio, capaz de gerar uma alta renda passiva no futuro, o segredo está no equilibrio.

      Abraço e bons investimentos.

      Excluir
  3. E ainda tem gente na comunidade FIRE dizendo q os gastos quando se tem filhos não sobem muito depois que a criança nasce.... já li que para se criar um único filho dos 0 aos 23 anos são necessários 400mil. Pode não parecer muito mas se o dinheiro fosse aplicado vc teria 1.5 milhões para se aposentar. Mas como diz na TV, algumas coisas não tem preço, para todas as outras existe MasterCard...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SRIF365, isto é por que a maioria dos país querem dar o melhor para seu filhos, melhor educação, tudo o que eles querem. Eu já sou bem diferente quanto a isso. Escola Publica, se passar para um faculdade federal ótimo senao ele vai se financiar sua faculdade particular. Só recebe uma pequena mesada e se quiser comprar algo mais caro terá que poupar para isso.
      Meu pai me criou com muito mais rigor e sem me dar nenhum dinheiro. Eu tinha que trabalhar desde os 10 anos para conseguir dinheiro e acredito que tenha aprendido muito com isto e pretendo fazer algo semelhante mas mais light para ensinar meu filho. Dar tudo não vai levar anda.
      Se vc seguir minha linha nao vai gastar muito nao e terá muitas alegrias ensinando ele, mesmo parecendo que nao. ! abcs

      Excluir
    2. AA40, também estudei minha vida toda em escola pública. E lembro muito bem do ambiente. Da violência e do desestímulo.

      Então, além da educação MUITO melhor, acabo pagando para colocar meus filhos em um ambiente onde eles estão protegidos pelo dia todo e onde são estimulados a se tornarem a melhor versão de sí mesmos.

      Tenho fé que, com essa base, eles serão plenamente capazes de entrar um uma federal de boa qualidade.

      Excluir
    3. Legal. Eu tive a sorte de estar no interior durante meu primeiro grau e a escola publica era melhor que as particulares ! Bons tempos!

      Excluir
  4. Gostaria de convidar a participar do primeiro subreddit brasileiro sobre FIRE, se puder compartilhe alguns dos seus artigos por lá, acho que será um lugar ideal para trocar ideias.

    https://www.reddit.com/r/FIRE_BRASIL/

    ResponderExcluir
  5. Olá AA40,

    Esse caso me chamou a atenção pelo fato de o conteúdo do post coincidir com um texto que estou preparando lá no Valores Reais.

    Vou adicionar alguns elementos que, complementando sua já excelente opinião, podem servir para reflexões adicionais do nosso leitor.

    Inicialmente, achei estranho o fato de ele dizer que são "funcionários públicos" e, ao mesmo tempo, têm previdência privada "mantida pela empresa". Se são funcionários públicos, a previdência só pode ser a pública, custeada pela U/E/DF/M.

    Minha suposição é a de que ambos sejam servidores públicos de empresas públicas ou sociedades de economia mista, tais como Petrobras, BB, Correios etc., cujos regimes previdenciários admitem contribuições a fundos de pensão.

    Outra dúvida é se os R$ 17k mensais de salários são o valor líquido ou bruto.

    Bem, mas independentemente disso, um dos alvos que eu sugiro eles mirarem é o imposto de renda. A renda salarial conjunta de R$ 17k mensais implica no pagamento de imposto de renda em sua alíquota mais alta, de 27,5%.

    Como parto da premissa de que eles fazem a declaração do IRPF no modelo completo - afinal de contas, só de dependentes filhos menores são 3, o que possibilita consideráveis abatimentos de imposto a pagar (e isso sem contar a previdência “privada” que fazem) - não há motivos para não aproveitar o benefício fiscal proporcionado pelos planos do tipo PGBL com tributação regressiva definitiva.

    Suponho que eles devam pagar, na fonte, algo entre R$ 50k a R$ 80k só de imposto de renda, cuja parcela maior poderia voltar para o bolso deles se houvesse a escolha do PGBL como instrumento de restituição de IR retido na fonte.

    Mas o maior problema é de fato a pouca sobra mensal para investir. É preciso urgentemente limitar os gastos a um teto maior que os R$ 15k que eles supostamente gastam por mês (o que implica uma despesa anualizada de quase R$ 200.000). Adotar um estilo de vida mais simples: limitar viagens de férias a uma vez por ano, cancelar cartões de crédito com anuidades, cancelar tarifas bancárias, fazer downgrade de combo de TV + Internet; reduzir gastos com refeições fora de casa, diminuir drasticamente os gastos com supermercados, limitar gastos com transporte, saúde e vestuário etc. É difícil, mas não impossível.

    Outro problema é a alocação de ativos: além de ser um valor relativamente reduzido diante do contexto dos ganhos mensais, há uma excessiva alocação em renda fixa, e praticamente nada alocado em ações, que é onde residem as maiores possibilidades de ganho a longo prazo. Em resumo, recomendo ao casal mais estudos, não só para melhorar a capacidade de aportes, mas também melhorar a alocação de ativos, pois esses são dois fatores críticos para melhorar a rentabilidade e o crescimento do patrimônio líquido.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Ele não tá sabendo de uma coisa muito importante: o governo de Portugal tá reduzindo os serviços públicos pq não dá mais sustentar a multidão de idosos que eles tem hoje. Os portugueses que eu conheço falam que tão até assustados e tão tendo que começar a contratar serviços privados de saúde e educação. Tenho uma prima numa freguesia perto do Porto que trabalhava num posto de saúde que foi fechado e ela ficou sem emprego. Esse negócio aí de se enfiar na saúde pública não é uma boa ideia não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ponto interessante a considerar sem dúvidas! obrigado anon

      Excluir
  7. Um site que pesquisei fala que seria necessários 10 mil euros por ano, para dois adultos, que daria uns 3500 reais por mês. Adicionando 3 filhos dá 16 mil euros por ano, que dá uns 5650 reais por mês. De onde o cara tirou esses 10 mil reais por mês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para Visto D7:

      Primeiro adulto (requerente): 100% do salário mínimo vigente (€ 557) = € 6.684 /ano;
      Segundo adulto: 50% do salário mínimo vigente (€ 279,5) = € 3.342/ano;
      Cada criança e jovens com idade inferior a 18 anos e maiores a cargo do requerente: 30% do salário mínimo vigente (€ 167,1) = € 2.005,2/ano.

      Excluir
    2. Provavelmente ele não vai levar os filhos, que já deverão estar indo para a faculdade

      Excluir
    3. AA40, exatamente esses valores que eu usei. Ou seja, uns 3500 reais por mês, sem filhos.

      Excluir
  8. Sempre há tempo, você sempre teve tudo que precisou para obter o que quiser deste planeta, temos a maior força do universo em nós que é a nossa mente, e para ela nada é impossível, configure sua mente com seu objetivo e vá o buscar.

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.