Subscribe

Foque na taxa de poupança quando o mercado não está subindo !

Estamos de volta depois de uns dias de merecidas férias. Mas que mês foi Maio gente? Nem renda fixa doméstica escapou.
Como sabem, aqui no AA40 não recomendamos ser muito agressivo no mercado de renda variável brasileiro (aliás nem recomendamos mais só mercado brasileiro) pois isto é um mercado emergente instável, de fraco fundamento macroeconômico e forte intervencionismo político como bem comprovamos no episódio da greve dos caminhoneiros. 
Isto significa que a volatilidade é muito maior do que em mercados desenvolvidos, os riscos são maiores e os nervos do investidor devem ser de aço e os retornos nem sempre compensam este estresse. 

Com a queda dos juros, o AA40 aumentou sua exposição em renda variável para 15% em 2017 (antes de parar de investir no Brasil, decisão tomada em Maio de 2018-leia nosso último post para saber por que), algo inédito dado ao perfil conservador. Além disso, já possuía 14% alocado em multimercado que parcialmente também investe em renda variável [cuja posição vou diminuir aos poucos dado que os juros/Selic já vão começar a subir muito em breve] .
Com esta maior exposição em RV é natural que a volatilidade da carteira aumente e haverão meses que os rendimentos serão negativos com toda certeza como foi o último. 

Em momentos assim, ao invés de entrar em pânico e vender sua carteira de renda variável, o melhor a fazer é focar na sua taxa de poupança - Já que sabemos  que para o pequeno investidor o quanto você poupa é mais importante do que o retorno dos seus investimentos (Clique aqui).

Aproveitar as barganhas? Sim, se você ainda acreditar !

Alguns podem até aproveitar a "promoção" para ir as compras de ações se ainda acreditar em uma saída para a dívida pública do Brasil, o que sinceramente já não é mais meu caso. Não vejo a recuperação do grau de investimento do país como provável na próxima década, então a mensagem é clara: Brasil só para especulação, nada de investimento sério mais.

Alguns podem dizer:" Vai investir no exterior com o dólar neste patamar? ". Sim, está alto, mas você sabe a quanto poderá ir o dólar se o Brasil não fizer reformas e controlar a dívida?
Sabe quanto pode ir o dólar se tiver que pedir dinheiro ao FMI (vide Argentina) ou se tiver que imprimir papel moeda como alguns políticos sugerem fazer?

Brasil caótico e caminha para a insolvência: Dólar a R$5,30 e Selic subindo em 2018]

Devo focar mais em poupar mais ou investir melhor?

Para responder isso, calcule o seguinte:

A-Quanto pretende investir este ano em reais
B-Estime o quanto seu portfólio te retornará bruto este ano em reais.

C=A/B

-Divida A por B. Se C for maior que 1 foque mais nos aportes e taxa de poupança; se o resultado for menor que 1, foque mais em investir melhor.

Basicamente este cálculo determina se o retorno estimado do seu portfólio no ano será maior do que os aportes que pretende fazer. Se isto for verdadeiro, você já deve focar menos nos aportes e mais em investir melhor, porém, nunca esquecer dos aportes constantes até atingir seu objetivo final, a independência financeira. Lembre-se também que focar em uma coisa não significa esquecer da outra!
Já fez sua lição de casa? Então talvez seja hora de começar a aprender a investir fora do Brasil. Com o risco aumentando por aqui, devemos buscar oportunidades lá fora, pois além da proteção de ter uma parte do patrimônio em dólar ou euro em um ano que promete uma desvalorização ainda maior do real com o cenário eleitoral, de uma hora para outras as coisas podem sair dos trilhos como está acontecendo na Argentina (veja) e Turquia e ai como fica nosso sonho FIRE?





20 comentários:

  1. Bom dia AA40. Gostaria de saber se o pessoal daqui pode me auxiliar. Comecei a investir em rv esse mês e saí comprando ações e fii. Lí seu artigo anterior sobre não investir no Brasil, mas por enquanto não tenho conhecimentos para investir fora, então prefiro me defender por aqui mesmo por hora. A questão é que não sei se estou comprando certo, errado, caro, barato etc.. Já entrei em tanto blog de finanças que estou mais confuso do que nunca. Eu gostaria de alocar aprox. 60k mas não sei se é prudente fazer isso.
    Se alguém puder me ajudar, agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani. Creio que fiz o estudo de caso para vc. Dá uma lida lá
      Não sai comprando qualquer coisa. Tem que montar um plano. Curto prazo primeiro como reserva de emergência, depois renda fixa e só depois rena variável. Brasil tá complicado cara, vá com muita calma e só compra boas empresas (nao estatais) com ótimos fundamentos. Talvez para começar o melhor investimento q vc pode fazer é comprar um livro sobre analise fundamentalista e estudar bastante. abcs

      Excluir
  2. Bom dia, AA40.

    Sei que tem uma aba de e-mail, contudo, por uma questão de praticidade e até para os outros colegas opinarem, decidi postar aqui.

    Eu e minha esposa temos aproximadamente 30 anos cada um, poupamos em média R$15.000,00 por mês, desejamos uma IF de R$7.000,00 por mês, temos aproximadamente R$70.000,00 aplicados em cdbs pos, pré e ipca + taxa, além R$200 mil na poupança.

    Todos os cdbs foram comprados recentemente, rendendo em média de 0,85 à 1% am sem descontar o imposto e inflação.

    Temos um saldo de financiamento junto a caixa de R$120 mil, com custo de 8,00% a.a + TR, o qual não sabemos se quitamos ou não (gostariamos da sua opinião).

    Pretendemos montar o portfólio divido da seguinte maneira: 70% em renda fixa, 10% em FIIs (esperando abrir boa janela de compra - valores das cotas atuais são inaceitáveis, pois o valor da cota e o DY não protegem de eventual risco de tributação) 10% dividos entre fundos multi mercados e fundos e/ou ações e 10% no exterior - possivelmente ETFS na irlanda.

    Não sabemos ainda aonde nem como alocar mensalmente (compras fracionadas? aporte dobrado em janelas de oportunidade?), pois começamos a pouco tempo a sair da poupança. Não sabemos também se quitamos ou não o apartamento, sendo que pedimos para você um estudo de caso e a opinião dos colegas.

    Vamos juntos até a IF?

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon. Podemos montar um estudo de caso para vc mas para isso precisamos de mais informações.
      Para isso, envie para aposente40@outlook.com um breve sumário contendo:
      -Breve história da sua situação / introdução / seu nome /idade (pode ser inventado para manter anonimato)
      -Sua renda familiar mensal bruta / líquida
      -Os seus gastos familiares mensais
      -Dívidas e detalhes da mesma caso houver
      -Quantidade investida atualmente e em quais classes de ativos e porcentagem.
      -Objetivos financeiros futuros (e idade objetivo) e o que mais achar relevante para o caso

      Com isto você autoriza a elaborarmos e publicarmos gratuitamente um estudo de caso aqui no site, porém preservaremos sua identidade. Usaremos um codinome de sua escolha.

      Excluir
  3. Ps: Esqueci de postar que não sabemos também no que aplicar nesse momento - RF, RV? Exterior? Toda opinião é bem vinda

    Abc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comece pelos três pilares. Primeiro reserva emergência, depois renda fixa e só depois de estudar muito entrar em renda variável. Muita calma e muito estudo.
      Dá uma lida nos nossos estudos de caso para entender melhor.
      abcs

      Excluir
  4. AA40,

    Muito apropriado o seu post para o momento atual.

    "um mercado emergente instável, de fraco fundamento macroeconômico e forte intervencionismo político."
    Penso exatamente como você, por isso, acredito que a RF ainda seja melhor e mais segura do que a RV. Para quem tem perfil mais agressivo, seria um bom momento para "ir às compras", mas isso não é para todos.

    Desejo sucesso em seus investimentos no exterior!
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito. Fala-se tanto mal da Renda Fixa no Brasil mas ela quem segura as pontas em crises como esta. Eu mantenho sempre 75% do capital alocado ao Brasil em RF. CDI ganha até do IBOV em quase todos os periodos analisados de longo prazo então para que se aventurar neste mercado maluco de RV BRasil? abcs

      Excluir
  5. Meu resultado ainda é maior que 1, e já estou aumentando os aportes na medida do possível para compensar esse tempo de portfólio lateralizado. Abraço do DM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito. Foque nos aportes e boa jornada. Abcs

      Excluir
  6. Olá, AA40. Até concordo com algumas premissas do seu raciocínio, porém sou menos pessimista em relação ao risco-Brasil.

    Já passamos por diversas situações muito, muito piores que a atual e sobrevivemos, o Brasil tem uma capacidade produtiva e de consumo muito mal aproveitada. O país é resiliente, aguentar apanhar muito antes do nocaute (tipo um Rocky Balboa kkk).

    Entretanto, concordo plenamente com as medidas que você está tomando, especialmente a diversificação no exterior.

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal IC, eu era muito menos pessimista até os ultimos eventos que me mostraram que o Brasil continua sendo o mesmo. Entra e sai presidente a coisa só piora. Apesar de sermos resilientes, um dia a conta chegará...vc acha que recuperaremos nosso grau de investimento novamente dentro de uma década?
      vamos nos proteger, esperar pelo melhor mas preparado para o pior ! abcs

      Excluir
  7. Segunda vez que os especialistas ventilam a idéia de dólar acima dos 5 reais, da ultima vez fiquei ansiosamente aguardando isso acontecer por conta do impeachment da Dilma e nada, vamos ver se dessa vez vai!rs

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cambio é uma das coisas mais imprevisíveis que existe, mas com a deterioração dos fundamentos e principalmente das contas publicas, pode ir lá sim. Dá uma olhada no que acontece na Africa do Sul, Turquia e Argentina...
      espero estar errado sinceramente.
      abcs

      Excluir
  8. Boa tarde AA 40.
    Tempos complicados pro pequeno investidor, muita instabilidade e uma manada de analistas, defendendo as mais diversas opiniões, complicando o entendimento, principalmente do investidor com menos conhecimento.

    Eu sou um cara com conhecimento limitado em economia e RV, mas esse ano resolvi arriscar e investir em algumas ações como Vale e Banco do Brasil, no início do ano ganhei um bom dinheiro, a partir de fevereiro perdi bastante.
    Hoje passo pelo meu pior momento em termos de investimentos, desde que comecei nessa rotina. Durante boa parte do tempo investi em RF pela segurança, mas o tempo foi passando e o juros caindo e o patrimônio emperrando.
    A variável tempo não perdoa, não quero esperar 5, 10, 15 anos pra ter um crescimento significativo de patrimônio, já não sou mais uma "criança".

    Por conta disso resolvi arriscar, não sei se o mercado vai se recuperar, se vai lateralizar ou não. Pra onde correr? Dólar? Apostar em swing trades, pra obter pequenos ganhos?
    Estou no limite da minha capacidade de aporte, não posso guardar mais do que venho guardando e ainda não tenho o conhecimento suficiente pra investir fora do Brasil.

    Vou procurar aprender mais sobre investimentos menos populares, vamos ver se encontro algo ao meu alcance.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, justamente por não ter tempo para esperar é que não pode arriscar cara. Nada é rapido no mundo das finanças. Variável tempo é a mais importante na equação.
      Por isso eu defendo tanto renda fixa. Ela não te deixa na mão - é a velha historia da tartaruga e do coelho...devagar se vai longe ! Não corra para lado nenhum...mantenha seu plano e não titubeie nestes momentos de turbulencia. Se não aguentar é por que seu plano não considerou bem seu perfil de risco. Reveja-o. Abcs

      Excluir
  9. AA40, vou seguir seu conselho e vou começar e mandar dinheiro para fora do Brasil. Acho que a coisa aqui tá feia e só vai piorar.. Imagina se um Ciro ganha as eleições? Ja pensou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça por conta e risco seu Anon mas com a situação do Brasil se deteriorando, se torna imprescindível ter uma reserva em dólares para uma eventual bancarrota por aqui ! Se Ciro ganhar então nem se fala!

      Excluir
  10. Ótimo post AA40, tenho uma dúvida, já tenho uma reserva de emergência de 12 meses em RF, mas tenho um poder de aporte reduzido (entre 800-900), acredita que a compra de IVVB11 (com corretagem por volta de 0,80) poderia ser um caminho? Sem a necessidade dessa forma da abertura de conta lá fora por causa dos custos operacionais mantendo, contudo, alguma diversificação além dessa ETF. Compreendo que isso não é uma recomendação de compra, apenas gostaria de saber sua opinião nesse caso específico. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IVVB11 é um começo, apesar de ter o fator cambio ai. Eu já prefiro ter investimento lá fora em dolar diretamente e totalmente isolado do Brasil, mas para iniciante sim vale a pena colocar em IVVB11 enquanto estuda melhor aplicar diretamente lá fora. Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.