Subscribe

Como saber se tivemos sucesso ou não na jornada FIRE ?

Quem está em busca de FIRE (independência financeira e aposentadoria antecipada) como nós, muitas vezes, acaba perdendo a noção do que realmente estamos buscando como objetivo e este objetivo não é dinheiro, embora ele seja o instrumento.

Buscar FIRE é interessante por que coloca uma perspectiva a sua vida profissional. FIRE te dá propósito e poder para decidir o que vai consumir ou não vai consumir. Ainda mais legal é ver o patrimônio crescer todo mês e gerar dividendos que geram mais dividendos que geram mais patrimônio. Porém a parte mais fácil da jornada FIRE é saber quanto precisamos acumular. Pela TSR você está careca de saber que basta multiplicar o valor mensal desejado por 300 e este é sua meta de patrimônio. Mas a parte não financeira é que realmente vai definir seu sucesso como um FIREe*.

Estamos nos perdendo neste ciclo e esquecemos qual o real propósito desta jornada. A independência, a paz e tranquilidade no final da jornada e isto não é apenas sobre ter dinheiro e sim sobre liberdade, tranquilidade, sossego e paz. Conseguir obter isso vai definir se tivemos sucesso ou não na jornada e não o número que seu patrimônio atingir no final.

Muitas pessoas ficam dois dias na praia e já não suportam o não ter nada para fazer

Muitos FIREes* espalhados pelo mundo estão extremamente infelizes, embora tenham milhões em suas contas. Isto por que não se prepararam para a chegada e pelo caminho ficaram obcecados em construir um patrimônio que agora não conseguem mais parar e curtir a vitória. Sentem tanto a necessidade de continuar a poupar, investir que se esqueceram totalmente do real objetivo ! Já houveram casos de suicídio, drogas, depressão.

Em muitos outros casos, o sucesso do indivíduo está ligado ao cargo e a empresa em que ele trabalha, a competição, os projetos e a vida social. Isto tem mais importância para ele do que viver uma vida de paz, liberdade e sossego. 

Portanto, conhecer-se antes de chegar ao final da caminhada FIRE é muito, MUITO importante. Diria que é tão importante quanto o patrimônio que precisará acumular. 
Se você medir seu sucesso baseado em status social, cargo, empresa onde trabalha, amigos importantes que tem, sem falar ainda em objetos materiais que possui (mansão, carros, joias, etc), REPENSE agora. FIRE não te fará feliz !


E você, como está se preparando para a parte não-financeira da sua vida FIRE?

*FIREe - Pessoa que atingiu a independência financeira e/ou se aposentou precocemente com seus próprios recursos


32 comentários:

  1. AA40,

    Interessante post. É algo para reflexão.


    "Muitas pessoas ficam dois dias na praia e já não suportam o não ter nada para fazer."
    Em uma sociedade tão acelerada, na qual estar ocupado parece até sinônimo de sucesso, a FIRE pode tornar-se até frustrante, se esse parte não for também planejada.

    Um bom final de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Simplicidade. Pensei em vc ao escrever este post pois leio os seus e vejo que pensa parecido. É preciso muita disciplina para desapegar e colocar o sentido da vida em outra coisa que não seja o trabalho ! Abcs

      Excluir
  2. Realmente é muito importante este detalhe. A maioria pensa em uma vida FIRE sem fazer nada, acho importante ter alguma ocupação. Pode ser até voluntária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Batemos muito nessa tecla aqui. E propósito não necesariamente tem que estar no trabalho, mas em muitas outra coisas...

      Excluir
  3. Fiquei impressionado em saber de casos como suicídio e depressão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem casos sim, nao especificamente FIRE mas pessoas que largaram emprego ou se aposentaram por idade e simplesmente perdem a alegria de viver por alguma razão...geralmete isto acontece em países cuja cultura coloca o trabalho acima da propria familia...

      Excluir
  4. Post super interessante.
    Realmente, não adianta só crescer por fora, o mais importante é crescer por dentro.
    Não devemos perder o foco.
    Excelente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai Filipe...saúde mental e ter vários interesses na vida ajuda muito!

      Excluir
  5. Ótimo texto, parabéns! Infelizmente essa é a realidade. Posso dizer que o meu pai, que já tem os seus 70 e tantos anos, é um exemplo disso.... é uma pessoa que nasceu pobre, começou a trabalhar com 12 anos como office boy, estudou, fez faculdade e galgou ótimos cargos em empresas, e no ápice de sua carreira passou num concurso público de alto escalão. Hoje em dia tem 2 aposentadorias - uma do INSS e outra integral do serviço público, um patrimônio e aposentadoria invejáveis, mas não se preparou para a aposentadoria e vive infeliz, pois a essência da sua vida sempre foi o trabalho... não desfruta do patrimônio que acumulou, não viaja, não aproveita da vida em família....vive apenas na frente da TV, milionário, sem ter objetivo algum, esperando a morte chegar. É bem triste isso, um desperdício de vida. Por incrível que pareça, ele se tornou uma pessoa avarenta, economiza aquilo que não precisa, e uma das diversões dele é ir quase todos os dias ao caixa eletrônico do banco pra tirar extrato da conta bancária, para ver quanto dinheiro tem em conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um exemplo e tanto Anon. Existem muitos por ai que deram seu sangue, suor e todo o tempo de vida para construir algo e não se dão conta que acabarão deixando tudo para os outros. Por isso é tão importante um equilíbrio entre o poupar e investir e o aproveitar também ao longo do caminho e não só no final. Por isso não abro mão de viajar por exemplo, pois quanto estiver velhinho não terei mais força e disposição que tenho agora...embora terei muito mais dinheiro lá.

      Excluir
  6. Tem que saber desfrutar durante o caminho tambem, pois chegando la não podemos morrer de tedio ....nessa longa jornada rumo a FIRE precisa ter equilibro e nunca esquecer da saude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Jornada é tão importante quanto o destino. Abcs

      Excluir
  7. Não me entra na cabeça essa história de parar de trabalhar aos 40 anos. Meus primeiros anos de vida já foram tediosos demais, não quero que os últimos sejam assim.

    Eu penso em seguir a área acadêmica, quero trabalhar até onde der. Mas sempre aproveitando a vida, como morar em uma boa casa, alimentação, esportes, eventos e shows que eu me interesse, viagens e também investir na educação moral e financeira de meus futuros filhos.

    Para mim, quero atingir um bom padrão de vida para poder ter tranquilidade e conforto - uma das metas mais fortes da minha vida. Não me imagino morando na praia, nasci e cresci em cidade pequena e quero morar é em uma grande cidade, que tenha de tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada um tem objetivos diferentes e isso é o bacana. Jamais voltaria a morar em uma grande cidade hoje em dia e viveria numa praia na boa. Meta de parar de trabalhar por dinheiro aos 40 firme e forte mas não significa parar e sim sair da corrida de ratos oque é bem diferente também. Abcs

      Excluir
    2. AA tenho curiosidade. Qual a idade atual , falta pra 40?

      Excluir
    3. Olá Rafa. Sim, tenho 34...faltam 6 anos e contando...

      Excluir
    4. AA40, conheci seu blog hj.
      Muito legal a essência do site.
      Qual valor de patrimônio vc estabeleceu para alcançar a IF? Qual renda passiva mensal planejada?

      Excluir
    5. Legal. Seja bem vindo anon. Como falo no menu portfólio, por questões de segurança não falo em valores monetários aqui. Algumas pessoas me conhecem pessoalmente. Minha meta é 30 vezes meu gasto anual ou 360x gasto mensal investido. Abcs

      Excluir
  8. Muito legal Aposenteaos40!
    O autoconhecimento é o primeiro passo pra quem busca o FIRE.
    Adorei o texto.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. Comento melhor o seu post daqui um ano, sinceramente aposto todos as minha fichas na independência financeira para ser feliz, se não acreditasse que o futuro será melhor quando finalmente comprar de volta a minha liberdade não teria forças para continuar na caminhada. Talvez por poder poupar muito escolhi um caminho radical onde estou disposto a sacrificar e muito a minha felicidade hoje por dias felizes amanhã, mas se fosse uma viagem lenta posso afirmar categoricamente que não conseguiria chegar nos objetivos.

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Equilíbrio. Casos de doenças, acidentes, assaltos, etc. Poupa felicidade a vida vem e paga. Cuidado. Equlibrio

      Excluir
    2. SRIF365, também aposto, mas precisamos nos preparar além do dinheiro para isto.
      Pensa comigo, você tá acostumado a voar e estar em um lugar novo todos os dias praticamente. Um ritmo de vida corrido para caramba. Quando parar com isto, não vai demorar até vc entrar em um ritmo mais lento? Vai conseguir relaxar? Não vai sentir falta da vida anterior? Vai ocupar a mente com o que? Coisas para pensar...abcs

      Excluir
  10. AA40

    obrigado. otimo post. refletindo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom KSPOV. Refletir é a ideia deste post realmente...
      Para muita gente dinheiro não será o problema mas a esposa, o ócio, e muitos outros problemas...

      Excluir
  11. Quando chegar o momento pretendo:

     Passar mais tempo com a esposa e filhos.
     Fazer algum trabalho voluntário.
     Intensificar atividade física. Atualmente pratico atividade física 4x semana, quando chegar a hora aumento para 6x semana. Corrida , academia, natação e luta.
     Aprender inglês e espanhol. Atualmente o nível é intermediário, na fase FIRE quero ficar fluente em poucos anos.
     Ler mais sofre finanças. Ações, FIIs e outros.
     Ler mais livros, assuntos diversos . Estou lendo uns cinco livros por ano. Bem pouco. A ideia é chegar no mínimo uns dois livros por mês.
     Viajar mais. Viajo pouco. Na fase FIRE pelo menos duas boas viagens por ano, Brasil e fora do País.
     Tirar título de mestre xadrez. Para isso será preciso estudar pelo menos duas horas por dia.
     Cuidar da casa....rsss Tenho uma pequena horta. A ideia é quando tiver mais tempo aumenta-la
     Curso de gastronomia. Uma das minhas paixões é cozinhar . quero me dedicar em aprender coisas novas.

    Eu sei tão bem o que fazer, que no fundo acho que vou precisar de mais algumas vidas como FIRE para conseguir atingir toda essa lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Anon, horta e xadrez são ótimas ideias.
      Já a primeira (esposa e filho) para mim é a que terei mais problema pq sempre que passo mais tempo com a esposa dá muito conflito e brigas...vai ser dificil mas...teremos que achar um jeito. Abcs

      Excluir
    2. kkkk...Sabe que já pensei nisso? Me dou super bem com minha esposa, isso pq trabalho o dia todo e só consigo ve-la após as 20 hrs. NOs finais de semana que passamos mais tempo junto, sempre sai uma treta ou outra. Outro dia tava pensando, e quando estiver na fase FIRE e tivermos o dia todo juntos, como vai ser?

      Excluir
  12. AA40,

    O que mais vejo é a pessoa não parar de trabalhar pois ela nem percebe que entrou em uma espiral de acumular e se superar que chega a adoecer. Está sempre achando que não tem o suficiente e dando desculpas pra continuar nessa espiral.

    Sinto muito por elas, minha FIRE tá planejada!

    ResponderExcluir
  13. Pois é BPM. Isto é difícil mesmo porque é psicológico. Muita gente infelizmente só se sente bem sendo produtivo e trabalhando ao invés de aproveitar o limitado tempo de vida. Pena msm

    ResponderExcluir
  14. muita gente entra em depressão quando se aposenta, principalmente aqueles que se aposentam antes dos 60 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade KSPOV. Por isso a importância de saber muito bem o que fazer quando parar. Não Podemos "parar" totalmente pois o ser humano precisa se propósito para viver. Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.