Subscribe

Por que dividendos importam e muito quando investimos?

Quem investe sempre espera obter um retorno do seu investimento. Nem todas as empresas e ações listadas pagam dividendos.
Na bolsa existem basicamente dois jeitos de obter retorno. O primeiro é via ganho de capital, ou seja, você compra a empresa X por 10 reais e ao longo do tempo ela se valoriza e agora vale 15 reais e você vende. O segundo jeito é via dividendos, que é uma participação nos lucros (geralmente trimestrais) das empresas pagos em dinheiro periodicamente.

Grandes empresas com fluxo de caixa estável positivo geralmente pagam dividendos como forma de remuneração do capital investido pelos acionistas. Empresas que pagam e aumentam os pagamentos dos dividendos todo o ano produzem retorno de capital e estabilidade aos seus acionistas mitigando possíveis tendencias de baixa e recessão na economia, por isso o apelo que investimentos buscando dividendos tem dentre os investidores mais conservadores de longo prazo.

Se pegarmos a empresa P&G nos EUA por exemplo. Ela paga dividendos aos seus acionistas desde o ano 1891. Certamente em muitos anos o valor da ação da P&G caiu, mas os dividendos não deixaram de ser pagos e em muitos ou quase todos estes anos o valor pago aumentou. Isto não deixa o investidor totalmente a mercê do mercado e do valor da cotação a mercado.


Retorno Financeiro


Um fluxo crescente de pagamento de dividendos não só é uma proteção contra a inflação, bem como acelera o retorno do capital investido.
O retorno total do investimento é o que realmente importa, ou seja, o retorno do ganho de capital somado o retorno dos dividendos é o que todos devem buscar. Empresas que pagam muito em dividendos (payout alto) pode não ter caixa para tocar novos projetos e/ou manter o crescimento sustentado dos pagamentos de dividendos no futuro. Por isso não se podemos ser "caçadores de yield" (DY - dividend yield é quanto a empresa paga em dividendos por ano dividido pela sua cotação de mercado) apenas sob a pena de sacrificar o retorno total.
A tabela a seguir mostra uma matriz de retorno sobre o capital investido, ou seja, dado um yield e um crescimento de dividendos anual estimado, quantos anos serão necessários para reaver todo o dinheiro investido nelas, apenas com dividendos pagos por ela:

           Taxa de retorno dos dividendos (Yield)
2% 3% 4% 5% 6%
Taxa cresc. anual dos Dividendos   0% 50 33 25 20 17
  3% 31 23 19 16 14
  4% 28 33 18 15 13
  5% 26 22 17 14 12
  6% 24 20 16 13 12
  7% 22 19 15 13 12
  8% 21 18 14 12 11
  9% 20 17 14 12 10
  10% 19 16 13 11 10

No extremo superior (parte de baixo da tabela) é muito difícil encontrar uma empresa que sustente estes números por um longo período. Por isso o que queremos focar é no meio da tabela, yield sustentável na casa de 4 a 5 porcento e com o maior taxa de crescimento possível, mas devemos olhar para o passado pelo menos nos últimos 5 anos para isso.

A data 'ex-dividend' e os caçadores de pagamentos de dividendos

Quando uma empresa vai pagar um dividendo ela anuncia geralmente três datas: 

Ex-dividend date
Record date  
Payable date
7/2/2018
9/2/2018
1/3/2018


A data ex-dividend é a data de corte. Quem não possui ela em carteira neste dia não receberá o dividendo. A data record é a data em que o pagamento é registrado no livro razão da empresa e a data payable ou data de pagamento é efetivamente a data que o dinheiro pinga na sua conta da corretora.

Os "espertinhos"


Alguns desavisados podem tentar pegar o pagamento de dividendo comprando uma ação um dia antes da data ex e vender depois da data de pagamento, mas o preço da ação é ajustada para baixo na data ex para compensar pelo dinheiro a ser pago como dividendo. Justamente isto é feito para evitar os caçadores de dinheiro fácil. Pode ser que a ação feche na data ex positiva e recupere o valor pago como dividendo em valor de mercado mas nem sempre isto acontece (quase nunca). 
Entre o ajuste do valor pago como dividendo no preço da ação  e o fato que você é cobrado imposto sobre este valor e taxa de corretagem, estratégias que visam capturar dividendos no curto prazo não funcionam.




10 comentários:

  1. Olá AA40,

    Parabéns pelo post. Eu gosto dos dividendos pois só depender da rentabilidade é muito arriscado. Também não sou fã de ficar vendendo. Só vendo quando a empresa não atende mais os meus interesses.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cowboy. Sim, investidor B&H não vende facilmente. Por isso é tão importante comprar boas e saudáveis empresas para não precisar trocá-las ao longo do caminho. Dividendos é como um incentivo e recompensa para quem faz B&H.Abcs

      Excluir
  2. Na minha cabeça não faz sentido um investimento que não possui fluxo de caixa, nesse sentido os dividendos não são importantes e sim fundamentais.

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai muito do estilo de cada investidor, mas eu também compartilho da ideia de que fluxo de caixa positivo e crescente é importante até para a empresa demonstrar sua saúde financeira aos acionistas. Abcs

      Excluir
  3. Escolher excelentes empresas boas pagadoras de dividendos, a preços que garantam uma boa rentabilidade, é uma boa estrategia. A preferida de Luiz Barsi e Décio Bazin.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Veja que eles começaram a fazer isso praticamente na infancia e sem uma montanha de dinheiro e agora no final da vida estao podres de rico...se ve que a estrategia funciona...

      Excluir
  4. Só mesmo os dividendos para manter minha cabeça fria ao longo dessa crise que não acaba. Infelizmente viver de dividendos de ações é inviável devido a falta de regularidade nos pagamentos, não conheço ninguém que tenha como pilar da IF ações, já ti gente usando como base TD, FIIs, imóveis, etc... mas ações nunca. Só mesmo quem aposta na regra dos 4%....

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo se considerar apenas Brasil.
      Você que gosta de FIIs, por que não dá uma estudada nuns FIIs nos EUA (REITS)? Tem o ETF de reits da Vanguard (VNQ) com yield de 4,35%aa em dolar ou ótimos reits como O, EPR, VTR, IRM, FRT, dentre outros baseado na sua estratégia do Brasil...veja bem que não é indicação de investimento, longe disso..apenas algo para vc estudar. abcs

      Excluir
  5. Opa, muito bom o artigo, eu vejo como uma estrategia de garantia de depreciação,ou seja, reinvestir os dividendos como uma garantia que mesmo que uma ação cair 8% dentro de um ano, posso recomprar com o dividendo e até se ação cair vou ter mais unidades daquela ação comprando por um preço mais barato, de qualquer forma acho importante hahaha, abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, a lógica é esta mesmo..se cair compro mais com Yield maior, se subir eu ganho os dividendos mais o ganho de capital...é ganha ganha se a empresa for realmente boa ! Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.