Subscribe

Por que nao podemos deixar tudo para o pós-FIRE

Você percebeu o quanto mudamos a partir do momento que nos formamos (se este for seu caso) e conseguimos o primeiro emprego? De repente passamos do "Preciso me formar e encontrar um bom emprego" para o "Quando me aposentar, o que vou fazer? De quanto vou precisar? "
Não é impressionante como o nosso mindset muda das preocupações com o presente para preocupações no futuro que podem estar décadas adiante?

Tão interessante quando pensar nisso é o fato de que focamos tanto em algo não tangível quanto o futuro e muitas vezes esquecemos de viver o presente. 
FIRE é um claro exemplo de foco no futuro e é praticamente uma gratificação adiada como é conhecido na psicologia o fato de se sacrificar no presente em prol de algo teoricamente melhor no futuro.
Certamente não falaremos mal de FIRE neste blog mas gostaríamos de alertar sobre a importância de não adiar todos os seus sonhos e metas ou mesmo adiar a felicidade para décadas no futuro, pois, infelizmente este futuro pode não chegar - lembrando aqui saudosamente do nosso colega ViverDeConstrução.

Li em vários veículos de comunicação durante a semana sobre a pesquisa da Lancet sobre o crescimento das taxas de câncer na geração chamada Millennials (nunca foi tão alta). A obesidade e a falta de tempo para cuidar do corpo aliada a má alimentação são os principais fatores que levaram a um aumento de mais de 4 vezes das taxas de câncer da geração do milênio quando comparada com os chamados baby boomers (nascidos entre 1946-1964). [Leia sobre o susto que a SS passou esta semana]
Ao contrário do que muitos no meio científico e no meio financeiro falam, estamos vivendo menos quando pegamos na amostra apenas as gerações mais recentes.

Adicionalmente, se considerarmos não só a questão dos problemas de saúde e enfermidades crônicas como câncer mas também todos os fatores do meio em que vivemos como a violência, os acidentes de trânsito, catástrofes naturais, as oito maiores causas de morte no Brasil e/ou as 10 principais causas de morte no mundo, pode-se pensar que é praticamente um milagre estarmos vivos e com boa saúde.

Eu sei, eu sei, este post está um tanto quando mórbido, mas isto é apenas para alertar você caro leitor da importância de não adiar totalmente seus sonhos e metas. Programe-se e viva enquanto busca FIRE e tem saúde. Se você gosta de viajar por exemplo, não espere se aposentar, planeje-se e faça isso todo o ano, nem que a primeira seja para a cidade vizinha.
Por outro lado, não se pode esquecer de que podemos e é bem provável que viveremos uma vida longa e sem doenças e por isso mesmo não podemos deixar de nos preparar para o futuro e garantir que tenhamos condições de bem viver quando não pudermos mais trabalhar.

Sabe aquela pergunta que todos se fazem em algum momento: Poupar para o futuro ou aproveitar o presente? A resposta é Poupar para o futuro E aproveitar o presente ! (Difícil? Comente abaixo)

Gaste dinheiro com as coisas que você mais valoriza e aproveite cada dia como se fosse o último.  
Diverta-se. Saia de férias e curta. Aproveite sua família e amigos. Enquanto isso, poupe e invista como se você fosse viver até aos 90, porque as chances são grandes que você realmente irá !

Geralmente as pessoas no final da vida tem só dois arrependimentos: Não ter aproveitado a vida e não ter poupado o suficiente para aproveitar os anos dourados - tenha certeza que você está fazendo os dois !




Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

21 comentários:

  1. Obrigado pelo texto. Não sabia da história do vdc, fui ler no blog. Me deu até um calafrio, pensar em fire e acontecer isso. Saber o equilíbrio entre curtir e/ou poupar para fire é bem difícil, tem que saber bem as prioridade. Boa reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, foi um grande choque para todos o que aconteceu com o VDC ano passado.
      É muito dificil equilibrar os dois. Extremamente eu diria pois depende muito do seu estado mental no momento. Tem dias que queremos curtir o momento sem pensar no futuro e tem dias que só pensamos no dia FIRE e como chegar lá o mais rápido possível. Importante é tomar ações de forma a balancear os dois como por exemplo comprar uma viagem de férias antecipadamente e ir pagando aos poucos ai vc curtirá, não detonará suas finanças e fará a sonhada viagem. Abcs

      Excluir
  2. É um pouco difícil encontrar o ponto de equilíbrio entre "viver o presente" x "se preparar para o futuro". Venho tentando estabelecer um percentual do patrimônio que posso gastar no mês para que eu possa viver bem no presente. Venho tentando ser cada vez mais generoso comigo mesmo no presente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é fácil não IM. Mas como falei no comentário acima, pouco mais ou pouco menos precisamos intercalar os planos futuros com ações para fazer as coisas no presente acontecerem. Quebrar grandes sonhos em pequenos pedaços e começar a executá-los já. Abcs

      Excluir
  3. Esse com certeza é um dos maiores dilemas da comunidade FIRE, viver o hoje como se não houvesse o amanhã ou poupar ao máximo para desfrutar de uma vida melhor no futuro. Ambos os casos tem suas vantagens e desvantagens, sendo que um meio termo também tem suas vantagens e desvantagens.... eu optei por colocar todos as minhas fichas na opção de sacrificar ao máximo o presente apostando no futuro, hoje digo que não me arrependo, mas isso pq até agora o plano deu certo. A terceira opção de viver um meio termo nunca me agradou não, é tipo ter que tomar injeção e pedir para a enfermeira fazer devagarinho. Na verdade eu quero mais é não tomar a injeção, mas se tiver que tomar então que seja rápido!rs

    Sr.IF
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe ta certo 365. Mas na verdade pelo que sigo no seu blog você também curtia o presente. Aquela viagem que vc fez para a Islândia foi top, vivia confortavelmente no OM. Mas entendo sim que seu trabalho era muito punk ! Agora é só curtir.
      Abcs

      Excluir
  4. Belo post, AA. Na minha vida, eu tento aproveitar ao máximo todos os dias na jornada rumo à IF. Pra não interferir muito na jornada, basta que a vida seja a mais frugal possível, com hábitos simples, naturais & baratos.

    Ler, pedalar, ir à praia/parque, aprender habilidades novas, cuidar da família (e se divertir com ela), ver filmes na Netflix... Tudo isso custa quase nada e, melhor ainda, torna a vida ainda mais rica, te dá mais liberdade, saúde e felicidade, sem atrapalhar o objetivo da IF.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato FH. Viver com pouco e ser feliz assim é essencial para o equilibro do presente com o futuro. Eu mesmo viajo muito e aproveito a vida de certa forma com limites mas se morresse amanha visitei e fiz praticamente tudo o que estava na minha lista de "imprescindível fazer antes de partir." Abcs

      Excluir
  5. Boa, isso é fundamental!

    Penso que o segredo para conciliar essa balança de "dinheiro pro presente e dinheiro pro futuro", é delimitar e estar satisfeito com um padrão de vida abaixo da renda. Dessa forma vive-se bem o presente sem deixar de investir no futuro.

    É tudo questão de mentalidade, até porque subir o padrão de vida é algo infinito: eletrônicos, joias, carros, viagens, experiências, etc, somos toda hora tentados a consumir mais.

    Quando se encontra o estado de satisfação com o que se tem, em detrimento da insatisfação pelo que se não tem, as coisas tendem a melhorar!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bingo! Perfeito resumo. Sua última frase é a chave para isto tudo. Abcs

      Excluir
  6. Viver com equilibrio. Faça tudo com moderação. Até pq quem vive muito stressado qdo chegar a fase da IF vai gastar tudo que guardou pra recuperar a saúde. Se viver o percurso com equilibrio e sabedoria, quando chegar a IF já fez um monte de coisa e aí é só dar continuidade aos projetos futuros.

    bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moderação e equilíbrio são chaves, porém difícil de manter né, afinal somos criaturas emocionais. Enquanto isso seguimos tentando. Abcs

      Excluir
  7. Nossos posts estão irmãos hoje! Acabei de escrever sobre isso. Passei um mega calor de saúde nas últimas duas semanas e essa reflexão veio muito na minha cabeça! Se tivesse com os dias contados ia me sentir muito tonta de estar adiando curtir a vida por mais 1 ano em troca de X “dinheiros”
    Ah, nosso site mudou. compramos um domínio dai as postagens estão no www.sempresabado.com
    Abs
    Muquirana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca SS. Lí agora seu post, que susto hein! Ainda bem que não era nada, mas nossos post sim são bem complementares. Abcs e atualizado no roll !

      Excluir
  8. Eu gosto de ter uma percepção mais fluida, você pode ter períodos hardcore e outros mais tranquilos,Nos 3 anos iniciais 14 15 e 16 fui mais hardcore agora já com carro quitado casa já fiz manutenções mais urgentes r,consegui fazer duas viagens grandes e duas pequenas nos últimos dois anos,e o patrimônio continua crescendo.Se algum gasto muito alto aparecer, do uma segurada por uns meses depois relaxo de novo.
    abraço

    ResponderExcluir
  9. Ótima reflexão! Por isso que eu digo que equilíbrio é tudo. Durante toda minha trajetória nunca deixei (continuo não deixando) de aproveita o presente fazendo o que gosto que é viajar! De novo, equilíbrio. Nada de extremo! Afinal de que adianta se sacrificar e detonar sua saúde e/ou psicológico para depois gastar tudo para se curar?? Claro que quanto somos mais jovens temos mais disposição e fôlego mas imprevistos acontecem!

    Abraço!
    Executivo Investidor
    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, meu primeiro comentário na comunidade.. penso muito resumidamente o seguinte: devemos viver o presente sim, sem jogar fora o nosso futuro.. é preciso ter equilíbrio, nem muito para um lado nem muito para o outro.. planejar o futuro não significa viver com o pensamento no futuro.. viva o presente..
    Como médico posso afirmar: impossivel se manter saudável ao longo dos anos sem atividade física, alimentação equilibrada e com excesso de estresse.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Difícil acrescentar algo após tantos comentários pertinentes.
    Gostei da reflexão.
    De minha parte, eu pensava como o Sr.IF, poupava ao máximo e investia para o futuro.
    Até que um dia descobri o poder do orçamento. Basta fazer bem o orçamento, destacando uma parte para investimentos e uma parte para lazer presente. Equilíbrio para fazer ambos.
    Cordiais saudações.

    ResponderExcluir
  12. Esse equilíbrio é a chave de uma jornada bem sucedida. Uma dica: quando sua esposa (ou alguém próximo) puxar sua orelha lhe chamando de pão duro, ao invés de responder com reatividade reflita se está focando sobremaneira nos aportes e deixando de viver um pouco o presente. Tem funcionado comigo nas minha fases mais "radicais".

    Investidor Solitário
    https://investidorsolitario.com.br

    ResponderExcluir
  13. AA40,

    Não vejo seu post como mórbido, mas como um alerta para a importante mudança que todos nós precisamos fazer antes que isso se torne urgente.

    Mesmo que de forma meio precária, precisamos encontrar um meio termo entre a vida que o mundo quer que tenhamos e a vida ideal para nós.

    "Gaste dinheiro com as coisas que você mais valoriza e aproveite cada dia como se fosse o último.
    Diverta-se. Saia de férias e curta. Aproveite sua família e amigos. Enquanto isso, poupe e invista como se você fosse viver até aos 90, porque as chances são grandes que você realmente irá !"
    E muitas vezes, para que isso se torne realidade não é necessário tanto dinheiro assim. Vejo que o que destrói muito a saúde financeira são os hábitos de consumo cada vez mais frequentes, caros e que satisfazem cada vez menos.

    A imagem que postei em meu blog ilustra bem isso:
    Para pensar #35 - Simplicidade e Harmonia

    O estilo de vida moderno tem sido a porta de entrada para muitas doenças como você citou. Além disso, já reparou como as pessoas mais jovens estão mais cansadas do que as mais velhas? Pessoas de 70 anos com disposição e pessoas de 20, 30 cansadas... Estou terminando um post sobre isso que será postado em breve.

    Uma pena tudo isso, pois a sociedade poderia estar muito melhor no quesito qualidade de vida, já que a tecnologia evoluiu muito nos últimos 50 anos. Se temos muitas facilidades por um lado, por outro, os agentes que estressam a mente (e consequentemente o corpo através das doenças psicossomáticas) estão cada vez mais presentes.

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
  14. AA40,

    Vira e mexe eu falo sobre isso no blog. O último que escrevi foi sobre pra que serve o dinheiro mas dentro deste post já link para os demais sobre o mesmo assunto.
    https://www.bpmilhao.com/2019/01/para-que-serve-o-dinheiro.html

    Abraço!

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.