Subscribe

5 coisas práticas que podemos aprender com o movimento minimalista

Falar de minimalismo para norte-americanos é quase como convencer um argentino que Pelé é maior que Maradona.
Mas pior que falar de minimalismo para eles é falar para brasileiros (provavelmente veremos isso nos comentários). Isto mesmo, no meu ponto de vista e inúmeras observações práticas, o brasileiro é muito mais consumista que o americano e só realmente não consome mais por falta de recursos financeiros, sejamos francos. Ao ver um brasileiro recém chegado aos EUA você pode perceber bem o que estou falando.


Para quem não conhece, o minimalismo é, assim como FIRE, um movimento anti-establishment ou antissistema, ou seja, vai contra os padrões estabelecidos e seguidos pela sociedade em geral e tidos como certo. Ele é, ao contrário do que a maioria acredita (não ter nada e viver como um mendigo), uma ferramenta que pode ajudar a todos aqueles que estiverem dispostos a se livrar dos excessos de bens materiais em favor de se concentrarem no que é importante para a realização pessoal tais como relações familiares, conhecimento próprio, cuidado com o meio onde vive, etc.

Aliado a todos os benefícios não-materiais que o minimalismo proporciona, existem também a questão financeira. Adotar um certo nível de minimalismo vai te ajudar a economizar mais dinheiro e ser mais consciente com o meio ambiente e consigo mesmo, principalmente se utilizando dos seguintes princípios minimalistas menos radicais:
  1. Usar as coisas por mais tempo e cuidar melhor: Precisa mesmo trocar de celular todo ano? Comprar usado também vale.
  2. Comprar muito menos coisas mas de melhor qualidade: As vezes gastar um pouco mais para comprar algo de qualidade superior pode ajudar na durabilidade maior e mais tempo de uso.
  3. Viajar sem malas e ter muito mais experiências: Em tempos de cobrança de bagagem, viajar com o mínimo necessário pode ser uma experiência enriquecedora. Um verdadeiro desapega das vaidades materiais, afinal você só precisa estar vestido e com seu passaporte para viajar (dicas de como otimizar o fazer as malas)
  4. Praticidade sobre a especificidade: Ser prático e viver uma vida com praticidade significa ter apenas o que realmente utiliza. Livrar-se de coisas que só tomam espaço em sua casa em favor de objetos que realmente tragam alguma utilidade no dia a dia. Um carro é um exemplo claro, se você comprar um popular usado não vai se preocupar em utilizar todo dia e deixá-lo estacionado em qualquer lugar ao passo que se comprar um esportivo de luxo, os cuidados e gastos para mantê-lo serão imensamente maiores causando mais preocupação e menos praticidade na sua vida.
  5. Desperdiçar menos, principalmente comida: Em um mundo que milhões passam fome e outros milhões desperdiçam toneladas de comida diariamente, é imprescindível aprender a utilizar melhor as coisas e diminuir os descartes. Diminuir o uso de plástico que está tomando conta dos oceanos é outro hábito que é muito bem vindo.
Viver o minimalismo na sua forma completa é extremamente difícil (como viver como menos de 100 coisas, sem carro e sem TV) e não é isso que recomendamos aqui. Estamos apenas pegando aspectos positivos e menos radicais do movimento e trazendo para aplicar na sua vida FIRE. Isto pode aumentar seus recursos financeiros para fazer coisas que realmente são importantes como viagens ou outra coisa que traga gratificação pessoal, além de fazer você levar uma vida mais leve sem aquele peso dos bens materiais para se preocupar o tempo todo.





Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

31 comentários:

  1. Fala AA40, este é um tema polêmico... Acho até que passa pela cabeça de todos que buscam FIRE.
    Eu procuro sempre comprar coisas usadas... Especialmente celular, carro... Pois sempre consigo pechinchar (Bem mais do que numa loja), e acabo comprando coisas MUITO BOAS com ótimos preços. Um exemplo é o próprio iphone.
    Você consegue iphone com ótimos preços, semi novos (até mesmo ainda na garantia apple).. com 60% a 70% do preço da loja. Dependendo até menos.
    Muita gente compra ou ganha de presente e acaba precisando de grana, se desfazendo aceitando preços baratos.
    Sobre carro, todos me dizem que uso um carro abaixo do meu "nível de renda".
    Todos que estão no mesmo patamar financeiro que eu (em relação à rendimentos), possuem carros do ano, esportivos e tudo mais. Eu uso um carro popular de 4 anos atrás. Só não consigo ser mais frugal neste ponto, pois utilizo o carro muito. E economizar demais na compra, me faria gastar mais com manutenção no futuro.
    Parabéns pelo post. São formas um pouco mais simples e práticas de ter uma vida mais leve e menos material.
    Um abraço, Stark.
    www.acumuladorcompulsivo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Polêmico sim, porém em pitadas moderadas queremos alertar para as pessoas mudarem seus hábitos de consumo. Ninguem precisa consumir tudo o que ve pela frente para ser feliz.
      Feliz de vc que é feliz com um carro abaixo do seu nivel de renda, isto mostra muito do seu caráter. Parabéns.
      Abcs

      Excluir
  2. AA40, você já chegou a fazer algum artigo ou estudo do que compensa mais, morar num AP de condominio ou em uma casa na rua? o que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moradia é um tema interessante e que deveria ser mais debatido na blogsfera.

      Excluir
    2. Mas moradia em si, não só o assunto "Imóvel como forma de investimento".

      Excluir
    3. Olá. Não escrevi muito sobre isso não mas sim sobre se vale a pena comprar um imóvel para morar ou viver de aluguel. O link está abaixo:
      https://www.aposenteaos40.org/2018/12/fire-comprar-um-apartamento-ou-viver-de.html

      Sobre condomínio ou casa rua vai muito de seu gosto e também do local e a segurança dele. Se for no interior onde ainda é menor violento vale a pena sim morar em casa de rua mas em cidades grandes acho um pouco mais complicado e contar com a relativa segurança de um condominio é melhor apesar do custo mais alto.

      Excluir
  3. Sabe AA40 se todo mundo refletisse ia ver que dá pra ser feliz com pouco, não precisa de telefone de 3 mil, carro de 100k.. A gente vive bem com coisas mais baratas sem perder qualidade de vida. Isso tudo faz parte do status, daquela matrix que 99% da população não consegue sair.
    Com o passar do tempo fui me dando conta de certas coisas, por exemplo existem passeios maravilhosos que vc não precisa gastar, lugares próximos a nós.
    Sou do Rio de Janeiro e agora morando em outro estado percebo quanta coisa boa tinha a minha disposição que pela correria de trabalho não damos o devido valor, nas próximas férias eu vou tentar dar valor a esse lado digamos mais natural, trilhas mto legais, lugares belos para sentar e refletir. A maioria sem gastar nada e que te trás uma paz imensa, dinheiro é mto bom e nós vamos perseguir nossa liberdade através da Fire, mas se dermos valor as pequenas coisas, precisamos de pouco pra viver e estarmos bem em nossas vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito. Infelizmente poucos pensam assim e as pessoas só vão dar valor realmente a simplicidade quando estiverem tão cheia de problemas e coisas para cuidar que estão a beira de explodir ou morrer de estresse.
      Abcs

      Excluir
  4. Hoje em dia sou forçadamente minimalista. E não gosto dessa situação. Mas também não me encaixaria como consumista.

    Eu jamais teria coragem de dar mais de R$5 mil em celular. Ter smartphone inclusive se torna cada vez mais inseguro na época da vigilância extrema através da internet.

    Eu preferiria investir em uma boa alimentação (cara em nosso país, diga-se de passagem), boas roupas (existem roupas de qualidade baratas), conforto no meu reduto de descanso (casa confortável, quarto confortável, climatização, móveis confortáveis), até mesmo uma viagem. Acredito que existam bons carros de valores menores. Não jogaria dinheiro no lixo com ostentação jamais.

    Mas acho algumas ideias minimalistas forçadas demais. Creio ser uma romantização da pobreza. E de romantização da pobreza já basta as ideias de esquerda.

    AA40, faz um post com insights para investidores e futuros investidores que possuam familiares próximos com problemas de saúde graves que demandam alto custo.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida metade dos ideais minimalistas são muito forçados. Mas alguns são bons como os descritos acima.
      Me orgulho em jamais ter comprado um celular por mais de mil reais e nunca Apple (nem considero apple tech mas sim moda tipo SPFW) !!
      Complicado este pedido de post sem conhecer o que isto implica. Mande-nos um estudo de caso sobre o tema que elaboramos algo pra vc, dá uma olhada no final da página "Comece aqui". Abcs

      Excluir
    2. Acho besteira isso aí... uma pessoa desapegada é uma pessoa que dá 5mil em um celular sem sentir o peso desses 5mil.
      Ter orgulho de nunca ter desfrutado da experiência de usar um Apple também é de uma besteira sem tamanho. Os dois casos são ressentidos.



      Excluir
    3. Nossa seus conceitos estão totalmente atravessados. Compre o Apple de 5 mil e seja feliz !

      Excluir
    4. Claro...

      Veja... o sujeito que diz "nunca vou dar 5 mil num celular" é um cara que SENTE O PESO de 5mil...nas entrelinhas ele claramente está dizendo que 5mil é muito dinheiro. Isso é uma pessoa que não tem condições.


      O que eu tô dizendo é que existem pessoas nesse mundão aí desigual que dão 5mil como quem dá 5 centavos... é trivial. - E por que não dar 5mil num celular ? Daria 20mil... daria 100mil. Porque não sinto o peso do dinheiro.

      Quem faz FIRE ? Quem faz FIRE é quem sente o PESO do dinheiro.
      Quem não sente o peso do dinheiro nem de FIRE precisa.

      Eu sei que isso magoa o ego de inteligentinhos "pragmáticos poupadores" que almejam desfrutar um pouquinho do que o dinheiro pode oferecer... mas encare meu post como uma provocação filosófica.

      Quem tem condições paga,desfruta e pronto, nem o céu é limite...quem não tem condições cria vários malabarismos psicológicos, se abstém de várias coisas pra dormir tranquilo.

      Excluir
    5. parei no "Eu jamais teria coragem de dar mais de R$5 mil em celular."... 5 mil em um celular? kkkkkk. acho q se juntar os celulares de uma vida toda eu conseguiria chegar nesses 5 mil.

      Excluir
    6. kkkkk bom saber que não sou só eu que pensa assim. Abcs

      Excluir
  5. Existe uma diferença grande de minimalismo ou paodurisse ou aproveitador. Cerbase pedia pra pedir as coisas ao vizinho emprestado pra não ter que comprar. Confundem minimalismo com outra coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minimalismo às custas de outrem...Você consegue economizar não por mérito próprio, mas por que outro gastará por você.

      Excluir
    2. Rico, Tu gosta muito de opinar e criticar mas não tem um blog ainda. Pela quantidade de opiniões que tem deveria começar um logo - Anon

      Excluir
    3. Olá anom,

      Já tive um blog porém minhas opiniões não tinham público, além dos haters. Mas você pode ler sobre mim atraves dos vários comentários flque eu fiz por aí.

      Minha intenção não é causar discórdia, apenas mostrar que uma pessoa com uma vida totalmente difícil e fora dos padrões da finansfera (já nascido na classe média, sem apoio e incentivo) pode conseguir vencer a batalha também.

      Excluir
  6. AA40, sobre o carro acho que devemos pensar também na nossa segurança e da família. Um carro popular dificilmente te protegerá devidamente no caso de algum acidente.
    Nós que estamos em busca da FIRE pretendemos viver bastante ainda, então acho que temos que gastar um pouco mais nesse item para não se arrepender depois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a preocupação mas se vc usar isso como desculpa para gastar mais em um bem de consumo não acho legal. Afinal uma carro de 10 anos atras era o que tinha de mais moderno e seguro naqueles dias, então tudo é relativo. Abcs

      Excluir
  7. AA40,

    Gostei muito do seu post.

    "Viver o minimalismo na sua forma completa é extremamente difícil... Estamos apenas pegando aspectos positivos e menos radicais do movimento."
    Penso da mesma forma. Há muitos aspectos positivos no minimalismo que são úteis à todos nós.
    Assim como em tudo na vida, equilíbrio e bom senso são fundamentais, pois ter coisas demais é ruim, mas o contrário pode tornar a vida bem complicada.

    Creio que o consumo consciente e o descarte adequado são boas e necessárias atitudes, pois a humanidade exagerou na exploração dos recursos naturais.

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu SH. Infelizmente não são todos que pensam assim, mas tudo bem, sempre é preciso os que gastem desenfreadamente para "girar a roda da economia" né? Abcs

      Excluir
  8. Excelente discussão. O minimalismo ajudaria muito o FIRE principalmente na questão da moradia. Se tivéssemos menos coisas em casa poderíamos alugar nossa casa sem remorso nas ferias ou quando não estamos e abater bem o gasto de viagem. Toda vez que penso em alugar minha casa nunca vai pra frente pq imagino que alguém vai quebrar os pratos que ganhei de presente de casamento, vai sujar o tapete, etc, etc, é só preocupação pequena por causa do monte de quinquilharia que tenho em casa e não consigo me livrar! Sem contar que gastaria menos com faxina pq não teria um monte de livro pegando pó!
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, isto é verdade com sua casa, com seu carro, com seu celular novo, etc. Quanto melhor e mais caro mais importância se dá e mais espaço mental ocupa a toa. Abcs

      Excluir
  9. Interessante ver que o tema deu bastante debate. Eu imaginaria que não daria tanto... mas é uma questão interessante, especialmente porque vivemos um consumismo que nos leva a gastar para agradar OS OUTROS - aquela história de gastar o que não temos para agradar pessoas que não conhecemos... Tudo está na medida: gastar de acordo com o que se pode gastar... e comprar para que as coisas nos sirvam, e não para que nós sejamos escravos delas. Pra mim minimalismo é isso: um pouco mais de liberdade, responsabilidade e consciência nas trocas que faço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que também não achei que daria tanto mas é um assunto polêmico.
      Considero o pior gasto que existe o "gastar para agradar pessoas que mal conhecemos".
      Liberdade, responsabilidade e consciência resumem bem. Abcs

      Excluir
  10. Por conta da viagem de 2 meses estou vivendo um minimalismo forçado e gostando da experiencia... hoje consigo fazer a "mudança" de casa em 30 minutos ao contrário dos 3 dias que levei quando mudei de casa de verdade. O pior é que apesar de estar viajando com apenas um mala acabei nem utilizando tudo que trouxe nela, dava para ter vindo para cá com muito menos! Qualquer dia me dá a louca e me livro de tudo e compro só oque for necessitando!rs

    Sr.IF
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal 365. Isto mostra que vc realmente está não só vivendo FIRE como está com o espírito FIRE ativo e já percebe que as coisas materiais são cada vez menos necessárias. Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.