Subscribe

Em investimentos, você sempre inicia o mês no negativo. Entenda

Um tema muito recorrente aqui no AA40 e em praticamente todos os blogs e canais de finanças pessoas é a temida Inflação.

Você já se deu conta que, por causa dela, sempre inicia o mês no negativo? Vamos entender abaixo:



Digamos que você tenha 500 mil reais investidos em uma carteira diversificada distribuída entre renda fixa, FIIs, ações.

Ao iniciar o mês logicamente ainda não sabemos o IPCA (índice de inflação oficial) do mês, mas sabemos o do mês anterior. Podemos usar o do mês anterior ou a média mensal dos últimos 12 meses.

Vamos utilizar no exemplo a média mensal dos últimos 12 meses que está em 0,3802%am (4,66%aa) em Junho 2019.

Como a inflação também e um índice composto, precisamos utilizar a mesma equação dos juros compostos para calcular o seu "retorno" negativo neste caso:

F = P.(1 + i)^n

Sempre é bom relembrar que:
F = valor futuro (muitas vezes chamado montante)
P = valor presente (muitas vezes chamado de "principal")
n = número de períodos (em dias, meses, anos, ... dependendo do contexto) usaremos 1 mês como expoente.
i = taxa de juros (normalmente na forma decimal); usaremos negativo por que é inflação
Então F=500.000 * (1+(-0,003802))^1

F=‭R$ 498.099‬          [ou R$ -1.901] 

Conclusões:

Como vimos no cálculo do exemplo acima, de cara iniciamos o mês com um saldo de retorno de R$ -1.901. Salvo raríssimos meses que temos deflação, ou seja, inflação negativa, iniciamos o mês já no vermelho.
Conforme a estratégia do investidor, ao decorrer do mês ele acumulará um retorno menor, igual ou maior do que 0,3802% (ou qualquer que tenha sido o IPCA ou a inflação pessoal do investidor naquele mês), denotando então retorno real positivo, zero ou negativo.
Sempre lembramos ao investidor de longo prazo e ao FIREe que é essencial obter retornos consistentes acima da inflação para que não percamos poder de compra do nosso dinheiro. Este cálculo simples do exemplo também mostra por que não podemos deixar nosso dinheiro debaixo do colchão ou parado em conta corrente já que no final de apenas um mês perdemos quase 2 mil reais sem perceber.

Não é nenhum problema ter retorno abaixo da inflação ou negativo em alguns meses do ano se isso for compensado por retornos mais robustos no futuro por que provavelmente está investido em ativos mais voláteis e de maior risco e proporcionalmente maior retorno total. O grande problema é obter retornos abaixo da inflação no longo prazo.




Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

13 comentários:

  1. Ótima observação AA40!

    Assim acho que seja possível (embora de maneira restrita), focar em metas acima deste valor negativo inicial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo Kronos. A maioria sabe disto mas nunca é demais reforçar e também para o investidor iniciante que precisa estar muito atento a inflação. Meta acima dela é quase obrigatória. Abraços

      Excluir
  2. Ótimo AA40! É sempre bom nos lembrar da temida inflação. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Vou confessar que minha preocupação nem é muito em bater a inflação oficial, em teoria qualquer investimento "menos piorzinho" de renda fixa já daria conta do recado... o problema é a inflação real que a gente sente no bolso, essa sim alem de difícil de quantificar também é bem maior dq a oficial.

    Sr.IF
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, há tempos tenho duvidado até destes números oficiais... são balizadores não muito confiáveis também.

      Excluir
    2. Concordo 365. Este post é mais para o iniciante e o investidor de poupança se dar conta que já começamos no negativo e aumentar a preocupação quanto a Inflação que muitos ainda teimam em nao considerar em seus cálculos e pode ser "mortal" para seus planos financeiros futuros.
      Seu caso é bem diferente pq sabes muito bem o que isto implicaria afinal vc já é FIRE merecidamente.
      Abcs

      Excluir
  4. Fala AA40

    É uma maneira interessante de ver a inflação, porém como SrIF365 comentou, cada um tem sua própria inflação.

    abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, porém é muito difícil de medir a própria inflação de modo prático. Alguém tem alguma sugestão de como fazer isto?
      Abcs

      Excluir
  5. Bem isso AA40,
    É uma boa maneira pensar desse modo para ficar ainda mais motivado em não perder dinheiro para essa corrosão inflacionária rsrs
    Avante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Motivado e preocupado sim. Afinal a inflação nunca para de corroer nosso patrimônio, seja nos investindo ou não. Um fantasma realmente.
      Abcs

      Excluir
  6. Nunca tinha observado por essa perspectiva. Bom ponto.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.