Subscribe

Estudo de Caso: Viver de renda de aluguel no AirBnB é possível?

Prezados leitores,
Vamos matar a saudade dos estudos de caso? Nos chegou mais um bem interessante e peculiar, mas desta vez vamos fazer diferente.
Temos um convidado ilustre que fará os comentários principais sobre este estudo de caso. Este convidado não é ninguém menos do que o SRIF365, a referência FIRE no Brasil hoje. Com sua narrativa honesta e uma visão brasileira sobre a realidade desde o pré-FIRE, o processo de se tornar um FIRE e agora já vivendo a independência financeira por mais de 6 meses, seu blog se tornou referencia no assunto e é muito provável que seja o melhor blog de finanças no ranking so SP
Devido a toda esta experiência e bagagem o convidamos para nos auxiliar com o estudo de caso abaixo e ele prontamente nos atendeu. Vamos a ele:


Olá AA40, você pode me chamar de SS40. Sou fonoaudióloga, com doutorado em ciências da saude. Não exerço mais a profissão. Quando me mudei pro litoral me tornei instrutora de Yoga e proprietária de uma pousada especializada em retiros de autoconhecimento. Não tenho mais esse negocio, que ficou com meu ex marido. Atualmente sou solteira, sem filhos, e não estou trabalhando. Gerencio a locação da minha casa de praia através do Airbnb e esta tem sido minha única fonte de renda atual. Como estou alugando a minha casa não tenho moradia fixa.
Parece que a vida está me levando a viver como nômade... e os artigos de vocês parecem estar muito alinhados com esse novo projeto. No entanto, me falta planejamento.
Eu morava em uma linda casa em Ubatuba. Agora, estou deixando a casa alugando no Airbnb e esta tem sido minha renda atual. Neste último ano, a casa me rendeu 140.000 bruto anual. Alguns números:
Despesas mensais:
COM A CASA = 3.700,00
-água 250,00
-luz 450,00
-gas 100,00
-Internet 150,00
-faxineira 600,00
-Piscineiro 200,00
-Jardineiro 200,00
-caseiro 500,00
-Iptu 350,00
-Condomínio 350,00
-Produtos de limpeza 250,00
-Manutenções 300,00

PESSOAL = 4.500,00 (NO BRASIL)
-aluguel: 1500,00
-Comida: 1500,00
-Transporte: 500,00
-outros: 1000,00
-Receitas mensais = 12.000,00 - Entradas com aluguel da casa.
Investimentos atuais: ainda não comecei nenhum. No momento apenas uso a poupança, Guardo em media  3.500,00 por mês.
Atualmente tenho 50.000 na poupança, montante que juntei em 1 ano.
Objetivo futuro:
- morar fora do pais. Vou começar pela Asia. Em janeiro parto para India por 6 meses e de la pretendo seguir para outros países. Não tenho pretensão de morar mais no Brasil. Mas de passar cerca de 2 a 3 meses por ano aqui.
A ideia é conhecer pessoas, me inspirar com outras possibilidades de mercado e investimento. Nesse período pretendo economizar ainda mais e juntar dinheiro para ter aporte para iniciar um novo projeto ou seguir investindo para criar independência financeira.
Gostaria muito de saber qual seria a melhor estratégia para investir e viver dessa renda. Não entendo nada de finanças e tive a sorte de abrir o seu site como sendo o primeiro na minha pesquisa.

Desde já agradeço pela atenção!
SS40

[SRIF365]


Fala AA40, tudo bem? Quem dera eu fosse essa referência toda!rs Mas não custa dar um pitaco na vida da SS40…

*****

  Olá SS40, ao meu ver você sem saber já vive de renda uma vez que sua fonte de dinheiro é o aluguel da casa em Ubatuba,  pelos números apresentados muita gente no seu lugar já se consideraria Independente Financeiramente já que a renda não só supera os seus gastos como também sobra uma bom dinheiro para investir. Porém a não ser que você tenha alguém administrando o imóvel não dá para chamar de renda passiva já que deve exigir um pouco do seu tempo e principalmente a sua presença para resolver problemas do cotidiano todas as vezes que entra e sai um locatário, isso é a minha única preocupação quando você diz que não pretende mais morar no Brasil. Imagino que não seja fácil administrar um Air B&B à distância sem ter alguém de MUITA confiança para fazer isso por você. Então nesse seu planejamento eu incluiria sim contratar uma pessoa para fazer o serviço enquanto você estiver viajando.

   Um ponto muito positivo que irá facilitar muito a realização desse seu sonho de viajar o mundo é que você vive de aluguel no Brasil e assim que encerrar o contrato terá todo o orçamento para gastar no exterior, muita gente parte para essa vida nômade mas deixa no Brasil casa, carro, contas, etc… por isso acabam tendo que arcar com o custo de vida em dose dupla. Arrisco a dizer que devido à sua atual profissão (professora de Yoga) tenha uma vida não só mais regrada como também minimalista, pelo menos é isso que já notei em todos os professores de Yoga que conheci tanto no Brasil como no exterior, e esse estilo de vida já se reflete na sua primeira escolha do destino para morar um tempo, Índia! Não poderia ter escolhido um lugar mais barato para morar, não vou entrar no mérito da qualidade de vida naquele país pois gosto não se discute mas pode ter certeza que sua renda no Brasil vai longe morando por lá. Recentemente morei um tempo em Bali e acredito que inevitavelmente a “ilha dos deuses” também está nos seus planos, lá é a meca dos professores de Yoga e se você não fizer questão de morar bem de frente para a praia também terá um custo de vida absurdamente baixo mesmo considerando que lá os preços sofrem forte influência do turismo.

     Por último quero dizer que o simples fato de fazer sobrar dinheiro todos os meses já é um ótimo indício de que você está no caminho certo, dessa forma eu sugiro apenas focar na expansão da sua renda passiva e principalmente aumentando suas fontes de renda. Hoje você depende 100% do aluguel da casa em Ubatuba, então seria interessante gerar uma segunda fonte de renda… isso pode ser obtido facilmente com investimentos em Fundos Imobiliários ou ações pagadoras de dividendos. Lembrando que em caso de crise o preço dos ativos irão cair mas sua renda será menos afetada, exatamente como acontece com seu imóvel em Ubatuba. Imagino que durante a última crise financeira sua renda tenha caído um pouco e o preço da casa despencou, não foi? Mas nem por isso você vendeu a casa a preço de banana ou passou necessidade devido à queda na renda, é preciso encarar investimentos em fundos imobiliários da mesma forma. Então no seu caso deixaria parte dos 50 mil como reserva de emergência(principalmente devido aos planos de viagem) e o restante começaria uma carteira de fundos imobiliários e ações onde você aportaria todos os meses uma parte do dinheiro que sobra. Com o tempo sua dependência do aluguel iria diminuindo e sua renda mensal crescendo. Boa sorte!

****

[AA40]

Grande SRIF365, muitíssimo obrigado pela colaboração. Não é a toa que você ta atraindo um público grande no seu blog. Comentários muito pertinentes e na verdade sobra pouco para eu acrescentar.

SS40, como o 365 falou, você vive de renda hoje. Vejo você mais como uma empresária gerenciando um negócio pois sua casa de praia é como se fosse um empreendimento/empresa. Tem custo de manutenção, receita variáveis, despesas fixas e variáveis, depreciação, serviços e outros e você seria meio que o CEO dela, assegurando que tudo funcione, que o fluxo de caixa seja positivo, etc.
Outra coisa que é positivo é que você sabe muito bem dos custos e receitas e tem estes números relativamente sob controle. Este é o primeiro passo para o sucesso, conhecer seus números.
Você fala que lhe falta planejamento mas no quesito negócio AirBnB você está muito bem planejada e pelo visto leva tudo planilhado. Se consegue este nível de controle nos negócios consegue muito bem dar conta de planejar como investir o dinheiro que tem e o que consegue acumular todo mês - os cerca de 3,500 reais.
Mais uma vez vamos recomendar nosso post sobre os 3 pilares do investimento (reserva emergência, médio prazo, longo prazo) para quem está começando e quer investir o dinheiro que tem na poupança, porém dessa vez com uma ressalva. A renda fixa, como todos sabem, está péssima comparado a média histórica para quem quer investir com menor volatilidade e risco. Tesouro direto está quase tão ruim quanto a poupança embora ainda existam prefixados de 10 anos pagando acima de 7%aa. Ai fica a critério do investidor e seu perfil de risco. Se você aceitar ver seu saldo líquido flutuando bastante na busca de maior rendimento no longo prazo, arrisque um pouco mais em bolsa e FIIs (Fundos de investimentos imobiliários) como o 365 recomendou já que eles provém uma renda mensal relativamente segura independente da cotação (cuidado se o governo taxar os dividendos como está se desenhando). Se não tiver apetite para ver seu patrimônio oscilar fique concentrada na renda fixa e aceite ganhar menos - não há nada errado com isto; principalmente para quem prefere meditar e não tem paciência para acompanhar a loucura do mercado todo dia; porém fica mais difícil viver de renda passiva sem uma reserva voluptuosa.
Um detalhe que você menciona é que não pretende voltar a morar no Brasil (mais um que infelizmente se vai). Com isto em mente e como tenho sempre recomendado até quem mora no Brasil é fazer uma reserva em moeda forte como o dólar ou até Euro- acho que isto é essencial a todos. O câmbio é uma das coisas mais difíceis de se acertar uma previsão. Todos achavam que com a reforma da previdência o dólar cairia abaixo de 3 reais, porém está a 4 (precisamente hoje). Outro exemplo claro é este artigo onde o banco Morgan Stanley está "vendido em dólar" esperando uma queda de 25% nos próximos 5 anos e o Bank of America acha que o dólar está OK neste patamar (em resumo, ninguém sabe para onde vai).
Se você estiver morando fora e recebendo seus 3,500 reais todo mês e não tiver um "buffer" lá para contar, você estará contando com uma renda cujo intervalo que pode variar 800 a 1200 dólares mensais, salvo oscilações maiores ou uma queda de receita do aluguel, o que pode comprometer seu planejamento de vida fora.
Como mencionou novos mercados e vai passar um tempo na ásia e quiser estudar mais, se houve falar muito bem do mercado de Cingapura por exemplo. Outros que vale a pena estudar é Hong Kong, Coréia do Sul e Nova Zelândia, além do principal que é o Americano.

Bem SS40, seriam estes meus comentários. O 365 deu umas dicas super quentes de quem possui imóvel e viajou o mundo e voltou ao Brasil (Brasil não é tão ruim quando se olha de fora como eu estou olhando agora - nossa cultura é única, para o bom e o ruim) e esperamos que alguma coisa seja útil a você.
Agradeço muito sua participação e a do 365 e volte sempre.
Vamos abrir para os comentários da nossa participativa blogosfera que sem dúvidas trará opiniões e dicas super criativas e úteis para você. Abraços



Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40  e SRIF365 não são responsáveis pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

12 comentários:

  1. Excelente estudo de caso AA40. Não conhecia o IF365, vou passar acompanhá-lo.
    Sobre sua recomendação, é totalmente pertinente já que o dólar passou de 4 para 1 hoje.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post AA40 e também parabéns pela resposta SrIF365.
    É muito bom ver pessoas com a experiência que vocês tem discutindo um tópico que gosto tanto.

    Eu mesmo estou na caminhada, estou primeiro na busca do milhão e já atingi 25%. Meta é atingir o 1kk em Maio de 2026.

    E até lá vou acompanhando diariamente ambos os seus blogs.

    Caso queira, podem conferir meu blog, já estou a um ano tocando ele. Não chega aos pés do de vocês, mas o que importa é compartilhar conhecimentos.

    Abraços e sucesso!
    Foco no Milhão
    foconomilhao.com

    ResponderExcluir
  3. Primeiro parabenizar o Aa40 e o Srif365, acompanho os dois blogs e vcs são referência para quem busca um futuro melhor através dos investimentos.

    Caramba, fiquei surpreso com o valor que consegue fazer com este imóvel, é um baita investimento. Porém eu sou receoso com esse tipo de coisa, quando eu era novo minha família alugava nosso apt por temporada ( morávamos no Rio de Janeiro próximo a um famoso Centro de convenções, uma região mto boa onde ali próximo são realizados os eventos do Rock in Rio por exemplo, e de carro em 10 min vc chegava a praia tbm ).
    Existia um público mto grande que procurava os apts pra ficar por uma semana, um mês.. de acordo com os eventos.. Minha família ganhou dinheiro com isso, porém tbm teve tanta dor de cabeça que fico pensando como deve ser complicado administrar tal tipo de "negocio". Se com um inquilino já é difícil imagina toda semana estar mudando.

    Enfim, caso ela consiga administrar de maneira tranqüila, a única coisa que me preocupa é só depender dessa fonte de renda, em um momento de crise severa pode impactar negativamente sua renda. Embora vc viva de maneira simples, o que pode ajudar a amenizar este possível problema.

    Esse valor de 3,5k por mês é bem relevante e permite ir galgando outras posições de investimentos, no que ela se sentir mais confortável. Se mantiver esse ritmo de poupança mensal, aliado a uma vida sem grandes luxos tem tudo pra daqui a alguns estar mto bem de vida. Diversificada com vários ativos e ainda com este imóvel gerando uma renda ótima. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  4. Excelente renda, porem concordo quando diz que precisa diversificar a fonte de renda. Ficar 100% num unico imovel é complicado. Alem disso gerenciar imovel morando fora do pais ja nao é facil, ainda mais imovel de temporada via Airbnb cuja rotatividade de "inquilino" deve ser gigantesca.

    abs,
    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas no caso de você estar empregado a renda também depende de uma fonte só que pode cessar a qualquer momento. Não vejo o caso dela como sendo diferente ou pior.

      Excluir
    2. Correto Anon, mas nao consideramos a renda do trabalho como passiva. Essa renda gerada pelo imovel Airbnb com certeza é excelente, tanto que a SS40 vive dessa renda, mas como o SrIF365 bem colocou, meio complicado considerar como renda passiva pois nao da para ligar o automatico como a renda passiva de investimentos. Por isso minha sugestao é diversificar com outras fontas de renda passiva. Veja que ela esta pensando em ir morar fora do pais, e pelo que entendi pretende continuar a contar exclusivamente com essa renda. Qualquer vacancia acima da media ja poderia colocar tudo a perder, fazendo com que ela tivesse que voltar a trabalhar.
      Abs!

      Excluir
  5. Foi um prazer participar, como disse adoro dar pitaco na vida financeira dos outros!rs

    Realmente para quem pretende morar fora com a renda proveniente do Brasil o risco do câmbio estará sempre presente, aí só tem duas saídas... tentar se proteger com investimentos em moeda forte (e abaixo retorno) ou então ficar aberto à possibilidade de que um dia será obrigado a voltar ao Brasil caso a vaca vá para o brejo. Eu particularmente optei por um mix dessas duas soluções, uma parte de investimentos no exterior e não só aberto à voltar a viver no Brasil como já estou passando um tempo por aqui enquanto acerto minha vida.

    Sr.IF
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
  6. Ola AA40,

    Ficou legal esse Post, ainda com a presença o SRIF365.

    As orientações sempre muito bem ponderadas. Nossa RF realmente deixando a desejar. mesmo sabendo que o principal para se atingir a fase FIRE são os aportes, a rentabilidade da RF sempre foi bem generosa ajudando muita gente atingir num período mais curto sua independencia financeira. Com juros baixíssimos, teremos que ter mais paciência.

    Fiquei curioso em saber o valor do imóvel, pra ver se esses R$ 12k de receita está sendo um bom retorno, avaliar o custo de oportunidade. Outro ponto que acho arriscado é a renda vir apenas de um imóvel físico. Sem diversificação o investimento se torna arriscado.

    Abs e bons investimentos

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Excelente caso para estudo e "pitaco". SS40 vocês está no caminho certo. Parabéns.

    Quase tudo foi tido com muita coerência e propriedade. A única coisa que me arrisco a acrescentar é que os especialistas em renda com imoveis recomendam reservar um valor especifico para uma reforma ou atualização do imóvel de tempos em tempos (3 em 3 anos ou 5 em 5). Os imóveis ficam velhos e perdem a atratividade então precisam ser modernizados com o passar do tempo para continuar rendendo o mesmo valor de referencia. Pense em diversificar com FIIs como sugerido.

    Sei que ninguém gosta de falar nisso mas, outra coisa que não foi comentada (pelo menos eu não vi) é que a SS40 deveria estar pagando IR sobre essa renda. Como ela vai viver no exterior terá que remeter ou sacar o dinheiro do Brasil para pagar as despesas fora do Brasil com alguma frequência. Dessa forma o dinheiro vai passar pelo Sistema Financeiro e tem pouquíssima chance de não ser identificado e rastreado (os sistemas estão muito sofisticados e automáticos) e vc ser chamada na Receita para acertar tudo de uma vez com multa e juros. Pense em mandar uma parte para fora do Brasil como sugerido. Considere o valor do IR no seu orçamento para não ter surpresas bem desagradáveis com o Fisco e poder dormir tranquila. Espero ter ajudado. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  9. Este é um ótimo case e gostei bastante das respostas dos amigos AA40 e SrIF.

    Um ponto que é bem perigoso em relação à SS40, não é só a dependência de uma única fonte em relação à uma possível crise... Mas, já pensaram se houver alguma restrição fiscal em relação ao AirBnb? Além disso, se houver algum problema sério com a empresa...
    Simplesmente ela pode ter uma vacância de 100% da noite pro dia. Isso é bastante arriscado.
    É claro que não estou aqui pra pintar o apocalipse, mas existe um grande risco nesta operação que deve ser considerado.
    Para minimizar este risco, eu faria um plano de ataque de doze meses, antes de me aventurar pelo mundo.
    Reduziria um pouco meus custos e buscaria acumular cerca de R$ 5.000 mensais em uma carteira bem diversificada.
    Acumularia uns 120k no final do primeiro ano, o que provavelmente garantiria uns R$700 de renda passiva. Teria tempo de comprar passagens baratas e planejar bem as viagens - com antecedência.

    Agora, não sei qual o momento que ela vive em relação à ficar de saco cheio para o Brasil.. Se este for o caso, seguiria as dicas dos amigos, montaria uma carteira diversificada para incrementar a renda passiva, viajaria, e tentaria aportar o máximo que pudesse durante a viagem, reduzindo o risco da receita do Airbnb.

    Parabéns SS40 pela conquista desta ótima receita, e aos amigos pelas ótimas dicas.

    Forte abraço.

    Stark.

    http://www.acumuladorcompulsivo.com

    ResponderExcluir
  10. SrIf e Aa40, adoro os 2, juntos ficou um ótimo texto...então, pelos gastos com a casa(piscineiro, caseiro, condominio) essa casa custa mais de milhão....vender e aplicar pro estilo de vida que ela quer de morar fora não teria mais vantagens (menos risco, menos dor de cabeça) ?? Abraços, Camis.

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.