Subscribe

ANUÁRIO FIRE 2019: Um retrato do movimento FIRE no Brasil (Parte 2)

Antes de prosseguir com a divulgação dos dados coletados durante a Pesquisa FIRE 2019, gostaria de convidá-los a ler primeiro a parte 1 desta série para melhor compreender os dados que seguem abaixo. Pode ainda se cadastrar aqui e receber a versão em PDF de imediato.
Recapitulando, vimos até agora que o aspirante FIRE brasileiro (conhecido como FIREE), em média, é um Buy and Holder, conheceu o movimento FIRE por meio de blogs brasileiros, a maioria (84%) é masculina entre 28 e 40 anos de idade, planejam FIRE pela regra dos 4%, estão no início ou no meio da jornada, são frugais equilibrados, a maioria tem casa própria e a maioria deseja acumular 3 milhões de reais.

Pergunta 9: Qual a renda mensal almejada durante FIRE (em R$)?

As respostas para esta pergunta tiveram um intervalo grande de variação, certamente devido a diferente realidade de custo de vida e do local onde vive cada um, porém o valor que se destacou foi o de R$ 10 mil reais mensais, seguido por R$ 15 mil, R$ 20 mil e R$ 5 mil mensais como meta de renda ativa e/ou passiva. 
Cabe destacar que este é o valor do primeiro ano FIRE, já que depois disso, para os que seguirão a regra dos 4% (maioria), o valor é ou pode ser reajustado pelo IPCA.
Outro ponto que se observa é a maior distribuição de frequência na faixa de valor até 10 mil reais mensais.


Pergunta 10: Em quantos anos consiste seu plano FIRE?



A pergunta queria saber em quantos anos consiste o plano de acumulação, ou seja, do momento em que começou a investir até o dia que vai declarar FIRE.
Os valores de maior frequência foram 20 anos, seguidos por 10 anos, 15 anos e 25 anos. Sem maiores surpresas aqui.


Pergunta 11Você pretende sair do Brasil ao atingir FIRE?

Quase 47% dos entrevistados não pretendem sair do lugar onde moram quando atingir FIRE. Outros 34% pretendem se mudar para outra cidade mas dentro do Brasil, apenas 9% querem mudar para Europa, 5% para Portugal especificamente e apenas 2,5% pretendem ir morar nos EUA ou Canadá.
A surpresa aqui é que, diferentemente do que se pensava, a maioria absoluta não pretende sair do Brasil ao atingir FIRE. Manterão suas riquezas por aqui o que é bom tanto para a economia quanto para o mercado de capital brasileiro.


Pergunta 12Qual foi o seu retorno nominal (excluindo taxas mas não impostos) no ano de 2018?

Quisemos saber qual o retorno médio nominal obtido pelos aspirantes FIRE em 2018, assim cada um de nós poderia comparar com seus retornos em relação ao benchmark da comunidade.
Tivemos um intervalo grande de respostas inclusive negativas. Tirando alguns outliers, a maioria obteve um retorno de 8% em 2018, seguidos de 6%, 10% e 12%, sendo que o intervalo que obteve mais frequência de respostas foi o de 5 a 9%. Sem muita surpresa aqui, já que como veremos mais adiante, a maioria investe mais pesado em renda fixa.


Pergunta 13Qual foi a sua Taxa de Poupança média em 2018 (% da renda líquida economizada)?


Sabemos da importância da taxa de poupança para o plano FIRE. Esta é a variável mais importante de todas e é claro que precisávamos saber qual a taxa que nossa comunidade mais obtém e esta foi a de 30-40% com 20% das respostas seguido pela faixa de 40-50% com 17% das respostas. Quase 10% conseguiram taxas de poupança média acima de 70%, o que é classificado como "insano" no nosso gráfico de TP. Parabéns a todos que conseguem manter uma taxa acima dos 30%. Quem ainda não conseguiu não desista de tentar, pois é o sinal mais claro que você tem potencial de atingir FIRE.



Pergunta 14Qual a composição atual de sua carteira de investimentos?
Mais de uma resposta era possível nesta pergunta. Quisemos saber aqui em que o FIREE investe. Vemos que a renda fixa ainda é a base do plano de investimento FIRE de quase 90% dos entrevistados, porém, surpreendentemente, mais de 80% também já investe em ações ou fundos de ações. Mais de 61% também afirmam investir em FIIs, o que já prevíamos pois eles são os queridinhos dos que procuram por renda passiva isenta de IR (pelo menos por enquanto).
Cerca de 1/4 dos entrevistados também afirmam que possuem investimentos no exterior e/ou em dólar, o que também denota uma preocupação com preservação do patrimônio no longo prazo, atrelando a uma moeda forte.


Pergunta 15Qual a porcentagem da sua carteira atualmente alocada em Renda Fixa?


Perguntamos mais especificamente qual a porcentagem atualmente alocada em Renda Fixa e em Renda Variável. Os resultados foram um tanto mistos e desconexos, talvez devido a limitação da ferramenta de pesquisa. O resultado mais frequente mostra 30% alocado em Renda Fixa, seguido por 50%, 70% e 10% respectivamente. Embora inconclusivo, este resultado denota que a renda fixa ainda é a base do plano de investimento da absoluta maioria e não morreu como muitos colocam erroneamente.



Pergunta 16Qual a porcentagem da sua carteira atualmente alocada em Renda Variável?


Perguntamos mais especificamente qual a porcentagem atualmente alocada em Renda Fixa e em Renda Variável. Apesar do gráfico mostrar um resultado misto, podemos perceber a maior frequência nas porcentagens mais baixas de alocação em renda variável (10% a maior), denotando que os entrevistados estão sim alocando em renda variável porém com parcimônia, sem cair do all-in que muitos estão fazendo influenciados pelos gurus da bolsa que apareceram nos últimos anos. Prudência, como mostrado no gráfico, é sempre muito bem-vinda em se tratando de um plano FIRE de longo prazo.



Pergunta 17Você investe fora do Brasil? Se sim, qual a porcentagem da sua carteira está atualmente fora do Brasil?



Perguntamos se o FIREE já investe fora do Brasil e qual o percentual lá fora. Surpreendentemente quase 80% ainda só investe no Brasil, mesmo este representando menos de 1% do mercado financeiro mundial. Isto demonstra uma extrema concentração em um mercado emergente apenas, caindo por terra muito do que se prega na blogosfera sobre diversificação. Se você investe só no Brasil não está diversificado.
Dos que já investem lá fora, a grande maioria tem menos de 30% do patrimônio alocado lá, o que também denota a falta de interesse ou falta de conhecimento para investir lá fora. Sites como o "comoinvestirnoexterior.com" do colega BPM passam a ser ainda mais importante neste contexto.

Pergunta 18O que é mais importante para você (pensando em FIRE)?


Demos algumas opções sobre que o que é mais importante para o investidor, pensando exclusivamente no plano FIRE. O entrevistado deveria escolher apenas uma, a mais importante a seu ver.
A escolha aqui foi a opção "Aportar o máximo possível" o que tem a ver exatamente com o pilar fundamental de todo plano FIRE - os aportes - portanto, muito interessante que o FIREE tenha escolhido esta opção.
A segunda mais escolhida foi "Ganhar mais", seguido de "trabalhar com o que gosta" e "Obter o maior retorno possível"



Pergunta 19Para você, qual o maior vilão FIRE?


Sabemos quais são os vilões do projeto FIRE e perguntamos aos entrevistados para apontar qual deles ele achava como o principal vilão. A resposta mais encontrada foi "custo de vida fora de controle", o que certamente é um dos maiores vilões FIRE que podem existir. Seguido por "Ganhar pouco" o que sem dúvidas dificulta mas não impossibilita atingir a meta, "Inflação" que é outro dos maiores vilões. Uma menção honrosa para os atuais "juros baixos" que está fazendo muito FIREE recalcular seus planos FIRE. 


Pergunta 20Qual o livro de Finanças ou FIRE que mais o inspirou até hoje?


Perguntamos qual livro mais o influenciou para iniciar a jornada FIRE.
Tivemos que filtrar muitos ruídos destas respostas como dezenas de "nenhum" ou não tenho tempo de ler, N/A, etc. Deixamos apenas os mais relevantes. No próximo anos deixaremos esta pergunta mais restrita e não como texto livre.

Como não poderia deixar de ser, o livro "Pai Rico Pai Pobre" do Robert Kyiosaki foi o mais mencionado. Seguido pelo pessoal que só lê blogs, Your Money or Your Life (Dinheiro e Vida em Português) da Vicki Robin. Empatados a seguir vieram "O homem mais rico da babilônia", "O milionário mora ao lado" e "O segredo da mente milionária".


Pergunta 21:Com que idade você pretende atingir FIRE?




Perguntamos também com qual idade planeja atingir FIRE. As respostas mais citadas foram com 50 anos de idade, seguido por 45 anos de idade, 40 anos, 55 anos, 60 anos e 42 anos respectivamente.


Pergunta 22A que classe social você pertence?


Perguntamos sobre a classe social a que pertence o entrevistado. Adicionamos esta pergunta com o questionário já aberto, portanto nem todos responderam a mesma. 
Dentre os que responderam, surpreendeu que quase 80% pertencem as classes A (renda de mais de 15 mil mensais) e B (renda entre 5 a 15 mil mensais). Com este resultado confirmam-se nossas suspeitas que a comunidade FIRE é composta de alta renda, o que certamente facilita muito as coisas para este grupo.
Felizmente ainda temos 20% de bravos que ganham de 1 a 5 salários e estão na luta para atingir FIRE mesmo com todas as adversidades.  A estes fica nosso desejo que nunca desistam e corram atras. Pode demorar mais, mas como sempre falamos, a jornada FIRE é uma maratona de resistência e nem sempre o mais rápido e forte vai chegar no final.



Pergunta 23: Você possui um blog?



Concluindo, a pergunta que nosso colega SRIF365 sempre faz, precisa ter blog para entrar na jornada FIRE? Ai está a resposta, a imensa maioria (87,6%) não possui um blog e estão na jornada FIRE. Se alguém quiser começar um blog fica aqui um material e o porque ter um blog.




CONCLUSÕES






Com esta pesquisa e estudo completos,podemos definir o FIREE médio brasileiro. 



Ele, em média, é um Buy and Holder, conheceu o movimento FIRE por meio de blogs brasileiros, é do sexo masculino e tem 33 anos de idade, planeja FIRE pela regra dos 4%, esta no meio  da jornada FIRE, é frugal equilibrado, tem casa própria e deseja acumular 3 milhões de reais.
Ele busca  10 mil reais mensais de renda, possui um plano FIRE de 20 anos em média e  não pretende sair do Brasil ao atingir o objetivo. Obteve rendimento nominal de 8% em 2018.
Possui uma taxa de poupança entre 30 e 40%, possui  renda fixa como base do plano mas também investem em renda variável e FIIs, mas não é adepto de derivativos nem guarda dinheiro em espécie.
O FIREE médio também não investe no exterior ainda, entende que o mais importante é aportar o máximo possível e de que o maior vilão do plano de independência financeira e aposentadoria antecipada é o custo de vida fora de controle.
Possui como seu livro mais valioso o Pai Rico Pai Pobre do Robert Kyiosaki mas gosta muito de ler blogs. Pretende atigir FIRE entre 45 a 50 anos de idade, estando agora com 33 anos de idade. É da classe social A ou B e não possui ainda um blog para relatar sua jornada.



Este perfil traçado acima com base na resposta de maior frequência em cada pergunta pode não ser o seu perfil, queremos deixar isso claro. Se suas respostas não batem com este perfil tudo bem, cada pessoa tem sua própria realidade e jamais será a média da comunidade, porém esta pesquisa quer mostrar quem é e como investe a média da comunidade em geral e a partir disso, agora você pode balizar suas decisões para a sua própria jornada FIRE - Este é o objetivo de todo estudo benchmark


[Compilamos uma versão em PDF do Anuário FIRE 2019 que poderá imprimir, compartilhar com seus amigos, colegas, em seus blogs, redes sociais, enfim, nos ajudar a mostrar o perfil da comunidade FIRE brasileira ao maior número de pessoas possível e quem sabe trazer mais alguns para a comunidade. Para baixar o arquivo gratuitamente pedimos que cadastre seu email aqui ou abaixo e o arquivo será enviado a você na sequência]

Receba por email


Nos siga no Instagram para mais materiais exclusivos sobre esta pesquisa


É isso pessoal. Este post conclui a divulgação do nosso Anuário FIRE 2019. O primeiro retrato do Movimento de Independência Financeira e Aposentadoria Antecipada no Brasil. Espero que tenham gostado. Por favor compartilhem a vontade, baixem o pdf e deixem seu comentário abaixo sobre as respostas e o que mais lhe impressionou. Envie as perguntas que, por ventura, faltaram e queira saber a resposta, assim podemos incluir no questionário 2020 que já será aberto no primeiro trimestre da próxima década !



Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados deve ser considerado indicação de investimento.. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

15 comentários:

  1. Muito bom, gostei muito da parte 2. Onde foi feito esse questionário que eu nunca vi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala EI. Legal. O questionário foi amplamente divulgado no blog AA40 e links de blogs parceiros. Ficou aberto para respostas entre os dias 20 de Setembro a 15 de novembro de 2019. Não se preocupe que ano que vem abriremos o de 2020 referente a 2019 e ai vc terá a oportunidade de participar tbm. Se tiver alguma sugestão de pergunta para o próximo, por favor nos envie. Abcs

      Excluir
  2. Excelente pesquisa, AA40! Parabéns pela iniciativa! A próximas pesquisas serão interessantes para vermos as mudanças, acredito que a porcentagem de investimento em renda variável irá aumentar

    Abraços apertados do Mendigo!

    ResponderExcluir
  3. Caramba, quanta informação pertinente, que nos ajuda a verificar que muitos temos interesses em comum.

    ResponderExcluir
  4. Me surpreende a maioria classe A

    ResponderExcluir
  5. AA40, mudando um pouco do assunto do tópico, vi tua entrevista pro Foco no Milhão e fiquei com uma dúvida.

    A única coisa que queria entender melhor é a relação entre o valor de uma casa com o valor de 150x o aluguel.
    Supondo que eu pague R$ 800,00 de aluguel, seria viável comprar apenas se o imóvel valesse R$ 120.000,00 ?

    Rumo a IF
    https://rumoaif.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a ideia é não comprar o imóvel caso o valor do imovel seja maior que 150x o valor do aluguel. foi estudo que fizeram. ele tem uma postagem que explica bem isso.
      http://www.aposenteaos40.org/2018/12/fire-comprar-um-apartamento-ou-viver-de.html

      Excluir
    2. Exato. Como o RAF falou RI. Esta é uma velha regra de mercado praticada ons anos 2000 principalmente antes do boom imobiliário brasileiro. Hoje em dia é raro encontrar este ratio em grandes cidades mas em medias e pequenas ainda encontra-se. Os americanos tem uma regra semelhante porém com base no aluguel anual:
      A price-to-rent ratio of 1 to 15 indicates it is much better to buy than rent; a price-to-rent ratio of 16 to 20 indicates it is typically better to rent than buy, and a price-to-rent ratio of 21 or more indicates it is much better to rent than buy.
      Abcs

      Excluir
  6. AA40, muito boa a pesquisa.
    Parabéns pela entrevista no Foco no Milhão.
    Essa caminhada FIRE é bastante solitária.
    É bom saber que há outros trilhando o mesmo caminho.

    Abs!

    ResponderExcluir
  7. Com essa pernos FIRE fica mais fácil alinhar alguns objetivos e entender como é o comportamento da comunidade. Obrigado por compartilhar... Me vejo em vários desses adjetivos da FIRE médio.

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante o questionário e as respostas mostram um grupo bem homogêneo, denotando que a filosofia vem sendo bem assimilada, independente da realidade de cada um.

    Sucesso à todos nessa jornada FIRE.

    ResponderExcluir
  9. Ótima pesquisa. Muito detalhamento.
    Deu para ter uma boa noção de como são e o que fazem os integrantes da comunidade FIRE no Brasil.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. AA40,

    Gostei da pesquisa.
    Ficou bem completa e dá para ter uma noção melhor de como a comunidade Fire é no Brasil.

    Boa semana,
    simplicidadeeharmonia.com


    ResponderExcluir
  11. Eu como Português fico muito feliz que 5% das pessoas quererem ir para Portugal quando atingir a Independência Financeira.

    Espero que sejam muito bem-vindos em Portugal e estou aqui para tirar as dúvidas de quem precisar.

    Só 12% das pessoas que busca a Independência Financeira tem um blog, espero que no futuro haja mais pessoas com blogs de finanças e investimentos.

    As pessoas que participaram nessa pesquisa que não tem um blog, espero que passem por outros blogs e canais do youtube de finanças e investimentos para ficarem a conhecer.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
  12. Fiz parte desta pesquisa!
    Ótima ideia por sinal. Parabéns!

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.