Subscribe

A TSR corrente: Aquela ideal para o momento atual

Se você já leu algum blog de finanças ou planejamento financeiro e FIRE certamente já encontrou diversos tópicos e posts falando sobre a famosa TSR (Taxa Segura de Retirada). Aqui mesmo no AA40 temos vários posts sobre isso. Muitos famosos bloggers adoram a tal SWR ou TSR, como o Mister Money Mustache, o Big ERN, dentre outros.

Quando mais lemos mais ficamos confusos e percebemos que cada pessoa prefere usar uma TSR diferente. Alguns usam 2 a 3% para serem mais conservadores, outros utilizam 4% pois é uma espécie de "padrão" histórico. Outros ainda utilizam 5% ou 6% pois são mais arrojados e/ou conseguem retornos melhores ou o famoso "não quero deixar herança".




Mas será que não existe uma TSR definitiva ou melhor, uma TSR corrente para utilizarmos no nosso planejamento diário que leva em conta o cenário atual da economia? Um padrão que pode-se utilizar sem medo de ser muito conservador (aproveitar menos por medo) ou muito arrojado (correr o risco de faltar recursos no futuro) no momento?
A resposta do AA40 para isto é um sonoro SIM.

A TSR corrente para nós do AA40, é definida como sendo o rendimento real líquido do título protegido contra inflação com juros semestrais do Tesouro Federal com vencimento mais longo. Em outras palavras, atualmente é o rendimento líquido do Tesouro IPCA+ 2055 com juros semestrais (a velha NTN-B 2055 c/js).
Hoje, (08 de Setembro de 2020), pagando um dos juros mais baixos da história:

TESOURO IPCA+com juros semestrais 2055 IPCA + 4,02%


Como estamos falando de rendimento líquido, é preciso considerar taxas e imposto de renda.
Para facilitar, basta entrar no simulador do Tesouro Direto e colocar os valores lá que ele já calcula sua rentabilidade líquida e por conseguinte, a sua TSR definitiva.

Mas pera ai, não podemos usar 4,02%aa como TSR pois temos taxas e imposto de renda ainda para remover deste número.

Lembre-se, o Imposto de Renda incide sobre o rendimento total...

Sim. O IR realmente incide sobre o rendimento total.
Vamos colocar no simulador do TD considerando 3,25% aa como um IPCA médio no longo prazo apontado pelo último boletim Focus do Banco central (leia-o aqui). Se você clicar na imagem abaixo, verá que seu rendimento médio líquido anual foi de 6,22% a.a. após descontar taxas e IR. 
Como estamos falando de juros compostos não podemos diminuir a inflação simplesmente. devemos usar a fórmula: Juros reais = (1+i)/(1+k)-1 onde k é a inflação.

Dividindo a taxa média anual líquida de 6,22% (1+0,622) pela inflação média anual do períodos 3,25% (1+0,0325) aa do IPCA médio que usamos, temos um valor de ((1,0622)/(1,0325))-1= 2,87% de juros reais (TSR). Esta, meus caros, é a TSR Definitiva ou Corrente. Este é a TSR que podemos utilizar sem correr risco nenhum na renda variável, apenas utilizando renda fixa (não vamos falar em risco-país aqui mas estude sobre isto)

Clique para ampliar


Quanto maior o prazo do investimento maior será a taxa de retorno real. Você precisa utilizar o simulador pois o IR só é descontado no vencimento ou no pagamento de cupons e não todo ano sobre todo o rendimento e isto faz diferença no final. Calcular isto na mão seria muito trabalhoso. 
Certamente 6,22%aa não será o número se você simular resgate antecipado em 1 ano. Faça as simulações e veja como o prazo influencia na taxa de retorno real. Por isso nunca cometa o erro de investir em Tesouro IPCA+ com a intenção de resgatar antes do vencimento. Se precisar de dinheiro antes do vencimento, invista nos que pagam cupons de juros semestrais como o próprio título usado no exemplo acima ou Tesouro Selic. Leia o final deste artigo para saber mais.

Muitos vão discordar da metodologia por vários motivos como: Não invisto só em NTN-B, os juros mudam, não vou levar até 2055, e se a inflação disparar, e se o governo der calote, e se isso e se aquilo...

Cabe a você utilizar a TSR que achar mais confortável, porém a TSR definitiva atualmente é conservadora (no caso atual onde abaixo de 3% real, extremamente baixo).
A TSR de 4% aa ainda é possível no Brasil? Sim, se você tiver uma boa alocação em renda variável, multi-mercados ou FIIs, além de estar exposto a títulos prefixados com boas taxas, mas o mundo caminha a passos largos rumo a juros zero e o Brasil tem entrado nesta onda, mesmo arriscando a volta da inflação. Portanto cuidado, monitore, diversifique, tenha moeda forte a fim de evitar risco setorial e sistemático.

Lembrando sempre estas taxas de juros variam de acordo com o risco país então se eventualmente os juros subirem, reavalie seus investimentos e a nova TSR corrente periodicamente
E você? Usaria a TSR corrente ou a TSR 4%? Prefere um número fixo ou variável para se guiar? Opine abaixo e vote na enquete no início.





Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados deve ser considerado indicação de investimento. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro. Não copie nosso conteúdo sem citar a fonte e pedir autorização.


8 comentários:

  1. Por questão de segurança, entre 2% e 3%. Mas concordo que é bom, pelo menos a análise, dos efeitos reais, assim, pode-se ao menos relaxar quanto ao que se tira mensalmente.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Particularmente tenho um objetivo de TSR 0. Meu plano de aposentadoria não envolve meus investimentos financeiros. Quero apenas tirar um pouquinho dos dividendos para fazer umas viagens ou ir ao cinema. Meu objetivo principal é ter um ativo não financeiro que pague minhas despesas fixas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó, estou na mesma saga que você!
      Pelo jeito, já está com a meta bastante avançanda, o Abacus é um sucesso! rs

      Excluir
  3. Não entendi Uó, tá construindo esse patrimonio para deixar para seus filhos? Se nunca sacar nada do seu ativo financeiro, para que construí-lo?

    ResponderExcluir
  4. A40,
    Voce simulou a inflaçao a zero. O problema é que voce paga IR em cima da inflacao tambem. Com uma inflacao de 4,5%, voce paga mais 0,7% de IR, e a TSR vai a 4%.
    Daí nao existir uma TSR 100% segura e definitiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tentei simplificar, mas como tem leitores sagazes como você visitando aqui, adicionei esta parte ao post. Na verdade o rendimento até melhora se você considerar um IPCA de 4.5%. Faça a simulação e confira.
      Acho que sim, para um investidor conciente uma TSR de 4 % é sim segura e definitiva (opinião pessoal).

      Excluir
    2. Eu uso 4% tambem.
      Por todo o historico BR, acho que 3-5% é o nro.

      Mas achei estranha essa conta do TD. Entendo que veio do site, mas nao faz sentido ganhar mais se a inflacao for mais alta.

      Sem inflacao, se voce tem 100 e TD a 5%, no ano seguinte tem 105 brutos ou 104,25 liquido de IR.

      Com inflacao a 5, tem 110 brutos ou 108,50 liquido de IR ou 103,50 liquido de IR e inflacao.

      Com inflacao a 10 (Dilma!), sao 115 brutos e 102,75 liquidos IR e inflacao.

      Claro que no cenario “Volta Dilma”, o TD iria ajustar e nao estaria pagando so IPCA+5.

      Mas quem travou no IPCA+5, alem de tomar um tombo na marcacao a mercado se tiver que vender antes, fica com uma TSR abaixo de 3% - apesar de ter comprado uma acima de 4%.

      To enganado?

      Excluir
    3. Se considerar a inflação você tem que considerar o rendimento do período todo ate 2050 e não o rendimento anual por causa da tabela regressiva do IR.

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog ou autores do AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.