Subscribe

Estudo de Caso: Investidora conservadora na busca do primeiro milhão.

Olá Caros Leitores. Vamos a mais um estudo de caso que nos chega.
Quem nos escreve hoje é a D.S. que já possui um bom patrimônio mas recebeu uma carta muito estranha da sua corretora com sugestões um pouco controversas. Vamos a ela

Olá AA40,
Sou leitora assídua do seu blog e queria sua ajuda se possível.

Tenho 39 anos, casada, servidora pública, 02 (dois) filhos pequenos e tenho a meta de alcançar o primeiro milhão em 5 (cinco) anos ou no máximo 8 (oito) anos.

Minha renda bruta é R$ 12.000,00, sendo R$ 9.000,00 líquidos. Já tenho apartamento próprio e só o carro do meu esposo atende nossas necessidades de locomoção. Minhas despesas mensais são por volta de R$ 4.500,00. Consigo aportar mensalmente R$ 3.500,00 ou R$ 4.000.
Tenho atualmente investido o total de R$ 298.684,00 sendo:


Renda Fixa (CDB de 121% do CDI e LCI'S de 99,5% e 96% do CDI vencimentos 2018, 2019 e 2020) - R$ 15.479,47;
Tesouro Direto: prefixado vencimento 2023 - R$ 7.375,64

                          SELIC vencimento 2021 e 2023 - R$ 21.772,01

                          Inflação vencimento 2019 - R$ 182.848,89; 

                          Inflação vencimento 2024 - R$ 33.463,48;

                          Inflação vencimento 2035 - R$ 10.745,10


Ações: R$ 27.000,00  Divididos entre as seguintes empresas:

                           ABCB4, BBSE3, ENBR3, GRND3, ITSA4, MPLU3, TAEE11, TIET11, TUPY3 e WIZS3.


Embora o total do valor em renda variável represente apenas 8% da minha carteira confesso que fico muito apreensiva quando vejo o sobe e desce das ações, acho que não tenho o perfil para este tipo de investimento.
Meu esposo possui R$ 200.000,00 aplicado em LCI de um grande banco que paga uma taxa de 80% do CDI mas que ele não quer tirar para por em outras aplicações pois confia na "solidez" do banco. Ele consegue aportar mensalmente R$ 2.000,00.
Recebi um e-mail de minha corretora para rever a minha carteira pois consta uma alta concentração em títulos do TD inflação e que a tendência é continuar com a rentabilidade negativa e para minha carteira se adequar ao ideal conforme a carteira sugerida deles eu teria que ter o percentual de 40% aplicado em fundos multimercado, o que não me agradou muito pois os mais rentáveis tem altas taxas de administração, sem falar nas taxas de superação do CDI e IR . Tenho estudado ultimamente sobre investimentos e sei que os títulos atrelados à inflação sofrem marcação à mercado e se deixá-los até o vencimento não terei prejuízo mas eu queria ter a certeza que estou no caminho certo.


Desde já agradeço.


Primeiramente D. S., meus parabéns pelo belo patrimônio acumulado e pela forma que investe. Logo se vê que você estudou bastante sobre investimentos e investe via corretora pois possui ativos de RF com ótimos rendimentos, possui investimentos em renda variável em uma cesta de ótimas empresas pagadoras de dividendos de setores relativamente diversificados. Certamente investe melhor que seu esposo !  :)

Os rendimentos

Tens um ótimo salário de 12 mil reais e consegue investir cerca de 30% dos rendimentos brutos e 40% dos rendimentos líquido, o que é bem acima da média nacional e em linha com quem planeja obter a independência financeira um dia.
Como possui apartamento próprio e não tem despesas com automóvel, talvez consiga até aumentar este percentual se for do interesse. Como não mencionaste o desejo de uma aposentadoria antecipada ou independência financeira, não sei se é este o objetivo dos seus investimentos, algo importante a se estabelecer e ter meta de uso deste capital para focar os esforços.

Renda variável

Assim como a maioria dos investidores, você também tem pavor das flutuações do mercado de renda variável e tem um perfil mais conservador. Não há absolutamente nada de errado ter esse perfil e é um perfil que eu também tenho. Para nós o mais importante é ter a certeza de chegar lá nem que isto demore mais, mas não queremos arriscar o precioso patrimônio construído com tanto esforço ao longo de uma vida. Nada contra quem tem um perfil de risco maior, mas isso é extremamente pessoal e não se pode julgar.
Ter apenas 8% em renda variável não é problema, mas a partir de certa quantia investida como você tem talvez seja interessante estudar investir em algo como fundos imobiliários que é mais conservador apesar de ser renda variável, pois eles vão gerar uma renda mensal passiva sem que incida imposto de renda. Estude elevar este percentual para 10% até 15% da sua carteira, sempre comprando bons fundos (não olhe apenas dividend yield) e boas empresas como as que possui em carteira, sempre adicionando posições quando houver uma queda exagerada no mercado.

Investimentos em renda fixa e o e-mail da corretora

Seus investimentos em renda fixa estão bem concentrados no tesouro direto (86%) com grande exposição a títulos que pagam juros reais mas que vencerão no curto prazo. Seria importante você ter colocado qual a taxa de compra destes títulos. Acredito eu que sejam boas taxas se tiveres comprado na época do impeachment da Dilma ou pouco antes.
Neste caso é imprescindível você manter estes títulos e levá-los até o vencimento no ano que vem pois só assim você receberá as taxas contratadas, então esqueça este e-mail da sua corretora pois para fazer o que eles sugerem certamente você precisaria vender parte destes títulos no mercado secundário e como você bem citou, não há garantia de receber a taxa pactuada fazendo isto. Alias um tanto estranho este e-mail recebido. Muito cuidado com a "dica do analista ou gerente"; faça suas próprias análises e escolhas. Eu certamente não colocaria 40% em multimercados (macro) agora com os juros já prestes a voltar a subir. Na verdade meu (AA40) pior rendimento hoje está no fundo multimercado macro que tenho que perde até para o fundo DI.

O título que vence em 2019 representa 61% da sua carteira e vencerá tudo de uma única vez. Isto sim é um pouco preocupante e você precisa analisar em que vai aplicar este capital. Talvez diversificar um pouco mais e investir em CDBs (quem sabe uma escada), talvez algumas debêntures boas, um pouco de FIIs sejam opções interessantes a analisar, além é claro que continuar aportando em títulos atrelados a inflação mais longos, sempre comprando um pouquinho todo mês.

Consideramos seu investimento em TD Selic 2023 como sua reserva de emergência, tendo de 5 a 6 meses nele, o que está perfeito a nosso ver.

Meta

Menciona que gostaria de atingir a marca de 1 milhão de reais em 5 a 8 anos. Valor este nominal como consideraremos aqui.
Para isto, vamos entrar em nosso simulador um rendimento médio estimado das aplicações que possui na casa de 0,75%am liquidas de impostos ou 9%a.a. líquido e aportes de 4 mil mensais.

Vemos acima que em 82 meses (menos de 7 anos) mantidas as condições você atingirá 1 milhão de reais nominais (sem considerar inflação) ou seja, meta bem possível de ser alcançada.
Este valor possibilitaria, a uma TSR de 4,5%,  retiradas de cerca de R$4.300 por mês por 45 anos. Simule você também.
Como investe também em renda variável com boas empresas e está aprendendo a investir melhor estudando muito, é provável que atinja esta meta muito antes do prazo, salvo algum colapso global. Sucesso D.S. e volte nos contar quando atingir a meta- abraço.
Abrimos como sempre para comentários e sugestões de nossos assíduos leitores da blogosfera.

PS: Temos uma centena de estudos de caso na fila, então se nos enviar um agora teremos que filtrar e  vai demorar um pouco até aparecer aqui. 

Disclaimer: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.


31 comentários:

  1. Ual que situação linda...Eu não entraria nessa de multimercados não, apenas elevaria para 10% ações e 10% FII com novos aportes (pra arredondar mesmos), e o resto deixaria em RF mesmo ,seja em CDB LCI LCA títulos, e ir balanceando com novos aportes e com as aplicações que forem vencendo... e quem sabe começar a pensar num investimento la fora .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa a situação dela mesmo Soldado. Ainda mais não pagando aluguel nem gastando com automóvel.
      MM me decepcionaram bastante e acho que vou sair deles.
      Abcs

      Excluir
    2. Olá AA40,

      Eu tenho um PGBL de um fundo multimercado, o Verde Icatu AM PGBL. Seu desempenho nos últimos 36 meses é 140% do CDI, além do excelente track record da equipe do Stuhlberger.
      No meu caso específico, eu ainda aumento a minha restituição do IR. A taxa interna de retorno da minha carteira de PGBL está em 16% a.a. (nominal) nos últimos 11 anos.

      Grande Abraço

      Excluir
    3. Muito bom AF, mas 36 meses é curtíssimo prazo, como ele está nos últimos 10 anos? Vc que tem acesso a estes ótimos fundos tudo bem, mas quem tem somente acesso ao fundos MM de grandes bancos fuja!

      Excluir
  2. Olá AA40,

    Parabéns a investidora e a você pelo post. Eu nunca investi em FMM e acredito que a maioria deles comem o dinheiro dos clientes através de taxas. É melhor investir por conta própria. E em renda fixa é muito fácil, nem precisa de muito estudo. Só basta ter vontade de estudar um pouco e está pronto para isso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Cawboy. Teve uma onda de MM com a queda dos juros, mas a queda foi tão rapida que agora os MM estào perdendo dinheiro na verdade, salvo alguns com estratégias diferentes. Abcs

      Excluir
  3. A moça é servidora(já tem estabilidade no emprego), ganha um super salário.(Sim, de acordo com o economista Marcos Lisboa, ela já faz parte do 1% mais rico do país)
    Provavelmente não vai perder tanto quando se aposentar.

    Já tem apartamento quitado.
    Com essa grana dela e do marido não seria mais vantajoso comprar uns 2 apartamentos ou várias kitnets e ganhar aluguéis em cima ? Imóvel no Brasil valoriza bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dois apartamentos ou várias kitnets com 298 mil reais? Me diga onde você consegue comprar sem ter que entrar na roubada de financiamentos? Na minha opinião jamais investiria todo meu dinheiro em uma classe de ativos só, muito menos imóveis físicos. Quer investir em imóveis os FIIs estão ai para isso. Nada contra quem o faz, só não acho que é uma boa opção. Abcs

      Excluir
    2. Ilusão perigosa que imóvel é renda passiva, caso alguém pretenda viver da renda de imóveis deve esta ciente que de passiva essa renda não tem nada, dá um trabalho dos infernos. Tem quem goste do dia a dia de ser locador, eu particularmente fujo disso como o diabo foge da cruz!rs Como o AA40 falou, FIIs estão aí pra isso....


      Sr. IF365

      Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
      www.srif365.com

      Excluir
    3. Exato, você vira um senhorio, um trabalho de tempo integral. Isto não é minha definição de renda passiva (seria ativa) e muito menos de FIRE. Mas há quem goste. Abcs 365

      Excluir
    4. Dependendo do lugar,
      basta um imóvel,
      e com a valorização ela já conseguiria o sonhado 1 milhão em menos de 7 anos, inclusive.


      Imóvel aqui no Brasil não perde valor,tende a crescer. Quanto mais imóvel, melhor.
      Quem tem pouco dinheiro eu não aconselharia, mas Ela tem MUITO dinheiro rsrs
      E tem a garantia (servidora pública) de continuar tendo bastante dinheiro. Não tem necessidade ficar esperando tanto tempo,nem se arriscar com ações e nem ficar economizando migalhas.

      Abcs

      Excluir
    5. Anonimo 17:46, se o AA40 me permitir te convido a ler minha opinião sobre investimento em imóveis e minha experiencia pessoal com ele, vc pode ler aqui Imóvel, prejuízo sem fim, esse negócio de que imóvel não perde valor é balela... se fosse assim investir seria fácil. Devido à concentração de capital e risco do imóvel ficar desocupado do dia para a noite costumo dizer que é mais arriscado que ações. Mas aí vc vai dizer que se escolher um bom imóvel o risco não existe, e eu digo que se escolher uma boa ação (ou FII) o risco não existe.
      No final só a diversificação é a saída, acredito sim que imóvel fisico possa ter um lugar em uma carteira grande como vc bem falou, mas passa longe de ser renda passiva.

      Sr. IF365

      Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
      www.srif365.com

      Excluir
    6. Fique a vontade 365. Concordo com tudo o que vc disse !

      Excluir
    7. Sr.IF365,
      1 - A moça do texto não precisa ir atrás de IF pq ela JÁ TEM IF.
      (Servidora pública, super salário, super aposentadoria)
      2 - Convenhamos que o problema que vc teve com a energia do seu imóvel foi mais um vacilo seu do que do próprio imóvel. Nem todo mundo que tem imóvel passa por esse problema.
      3 - "Prejuízo de mil reais", convenhamos também que isso pra nossa amiga servidora não é prejuízo, com 1 mês de aluguel ela recupera esse prejuízo.

      Eu sei que a proposta do blog é outra rsrs vcs tão defendendo o peixe de vcs...é natural.

      Por ela ter dois filhos, comprar imóveis é sempre uma boa também. Nunca se sabe o dia de amanhã. É um patrimônio.

      Excluir
    8. para os filhos, em caso de morte, o melhor é previdência privada. Imóvel não tem liquidez e pagarão impostos de herança.

      Excluir
  4. Parabéns pelo post e também a investidora. Ela citou que tem o título inflação 2019, eu também tenho e vejo no extrato rendimento anualizado cerca de 2% acima da contratada. Minha dúvida é: seria interessante vende-lo agora, já que vence daqui a 9 meses e já está na menor faixa de IR? Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez valha a pena sim Anon.
      Leia mais sobre venda antecipada neste ótimo artigo
      https://www.clubedospoupadores.com/tesouro-direto/venda-antecipada.html

      Excluir
    2. Mesma dúvida com a NTNb 2019. Mas o que você precisa ter em mente é o que você vai usar para substituir esse investimento. Fiz as contas tem uns dias, o título até o vencimento vai ter um rendimento REAL de cerca de 2,5%. Se em 9 meses você consegue algo maior a troca é interessante.
      Quanto ao post vejo a estratégia um pouco equivocada na montagem da carteira (não sei se esse tesouro 19 era para algum plano de prazo menor) concentrando muito recurso num vencimento mais curto, se o horizonte imaginado era entre 2023 e 2026 o próprio tesouro contava com títulos com essa possibilidade de vencimento. Esse papo de assessor em corretora é traiçoeiro, recomendam fundos MM porque estes dão as maiores comissões e agora que o cdi despencou exibem rendimentos proporcionais expressivos se aproveitando da disparada da bolsa nos últimos semestres, eu particularmente procuro por fundos que apresentam bons rendimentos no período de crise (2014/2015) para basear uma escolha, aí poucos se salvam.

      Excluir
    3. Olá Guilherme,

      Sou a investidora do estudo de caso. Comprei os títulos NTNb 2019 em 2015 e 2016 quando eles estavam com taxas de 6% e 7%. Naquela época nosso objetivo era vender o apartamento em 2019 e com o dinheiro do resgate destes títulos mais o dinheiro da venda do apê iríamos comprar uma casa de condomínio. Só que agora o objetivo mudou pois ponderamos que a casa que é distante do trabalho e do colégio das crianças iria aumentar nosso custo de vida devido ao combustível, taxa de condomínio mais cara etc. Vamos continuar no nosso apê e vou ter que realocar o dinheiro destes títulos em outra aplicação.

      Excluir
    4. Ponderação muito sensata D.S. Parabéns.

      Excluir
  5. muito obrigado pelo post.

    aprendi muito.

    abs!

    ResponderExcluir
  6. Por falar em ser conversador nos investimentos. Vcs viram patrimonio e aplicações de JOão Amoedo?

    https://www.infomoney.com.br/carreira/salarios/noticia/7574818/como-joao-amoedo-conquistou-patrimonio-de-r-425-milhoes

    51% do patrimonio em RF

    Já o bolsonaro deixa 487k só na poupança

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/candidato-mais-rico-joao-amoedo-investe-51-do-patrimonio-em-renda-fixa/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João investe muito bem. Pena que não dá para saber em quais títulos exatamente. Já Bolsonaro parece não ligar muito ou não conhecer de investimentos para manter tudo isso na poupança apenas. Por diversificação só já está ruim, imagina por rendimento...
      Na lista o que parece melhor investir é o Meirelles, mas também, se ministro da economia não investisse bem ai seria um péssimo sinal.

      Excluir
  7. Quem disse que mulher não entende de investimentos?

    olha esse comentario: "Meu esposo possui R$ 200.000,00 aplicado em LCI de um grande banco que paga uma taxa de 80% do CDI mas que ele não quer tirar para por em outras aplicações pois confia na "solidez" do banco"

    Nesse caso ele que deveria ter vindo procurar os conselhos do AA40.
    80% do CDI!!! Lamentável. NO longinquo prazo fará uma boa diferença.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, as mulheres estão de parabéns. Recebo muitos estudos de caso delas e parece que estão buscando mais informação do que os homens.
      Não gosto de dizer lamentável pois ele, como eu, pode ter algum empecilho para investir via corretora, portanto minhas taxas não diferem muito das dele infelizmente, mas não por falta de conhecimento como expliquei aqui
      http://www.aposenteaos40.org/2018/03/meu-empregador-me-proibe-de-abrir-conta.html

      Excluir
  8. Olá sou a investidora D.S.
    Obrigada pela análise do meu caso. A meta de um milhão é para a independência financeira. O milhão seria só o começo, depois quero tentar chegar ao segundo milhão. Quanto aos títulos públicos que vencem em 2019 já estou estudando resgatar antecipadamente para por em outra aplicação. O único impedimento que meu esposo tem para aplicar via corretora é o medo. A cultura do medo é muito difundida principalmente pelos gerentes dos grandes bancos.
    Aprendo muito com seu blog, com os blogs dos que aqui comentam e com os comentários dos anônimos.
    Vou começar a estudar sobre os fundos imobiliários para uma melhor diversificação.

    Obrigada a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá D.S. Muito obrigado pelo estudo de caso e pela maneira como vem investido e aprendendo. Envie o link do nosso blog para seu esposo e diga para ele perder o medo de corretora hhehehe.
      Volte sempre. Abcs

      Excluir
  9. AA40,
    O mais bacana destes estudos de caso é que cada pessoa tem uma cabeça, cada um perfil e gestão de risco diferentes, não existindo o certo, o errado dentro dos parâmetros mencionados; e vejo que, mesmo para investimentos que eu não faria, as pessoas alcançam um patrimônio legal, com probabilidades futuras melhores ainda.

    Embora a sra do caso não tenha perfil para RV, eu ainda sim deixaria os R$ 27k em ações. Apenas reformularia a carteira para no máximo 5 ações (dentro destas empresas que ela tem), de setores diferentes e de empresas com fundamentos e deixaria. Ah, apenas reaplicaria os dividendos. E com o tempo, naturalmente, este percentual ficaria ainda mais insignificante de todo o patrimônio dela. Mas também não ficaria olhando cotação.

    Te acompanho também ao mencionar que ela poderia adicionar alguns FIIs, que são menos voláteis que as ações. Mas ainda sim são considerados RV, com algumas oscilações no preço da quota. Ou seja, só acho que seria válido pra ela se não ficasse tanto apegada as variações da RV que ocorrem diariamente. Se for algo pra tiraria a tranquilidade dela, eu buscaria investimentos rentáveis fora da RV e ponto.

    Mais uma vez, muito bom!!
    Um abraço,
    @-@ ATIVOS FOR CHANGE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal AFC. Estou pensando em formar um comite com os que postam comentários nos estudos de caso com mais embasamento para me auxiliar na análises dos mesmos. Enriqueceria muito ter a opinião no post de vários colegas sob diferentes perspectivas, além de acelerar a análise dos mesmos que a cada dia chegam em maior número. Vc está na lista, assim como o 365 e outros. Em breve entro em contato sobre o tema. Abcs

      Excluir
    2. vamos nos falar sim, me escreve lá!
      Talvez alguma coisa eu possa contribuir, embora eu não tenha tanto conhecimento assim e ainda estou formando minhas "convicções" neste mercado.
      Abs @-@

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.