Subscribe

Já considerou viver seus dias FIRE em um resort all-inclusive?

Atualizado em 26/1/2020; Originalmente publicado em 20/5/2019

Já pensou como seria a vida se você não tivesse que se preocupar nunca mais com suas contas de luz, mercado, água, gás, IPTU, IPVA, internet, TV, enfim, nada destes problemas de início de ano? Apenas acordar, curtir a natureza, praia, piscina, checar seus investimentos enquanto toma um drink ao sol, ao lado da piscina após um mergulho?
Um dos principais desejos dos FIREEs é viajar o mundo e experimentar coisas novas todo dia, mas muita gente não gosta de viajar ou enjoam desta vida em poucos meses muito por conta dos aeroportosSó de pensar em filas intermináveis para despachar a bagagem, checagem de segurança, fila de imigração, papelada, fazer e desfazer malas, transito, taxi/Uber além de passar horas em um assento de avião desconfortável pagando caro para isso não é tão glamouroso quanto se vende por ai. Ao invés disso, que tal conhecer novas pessoas todos os dias e viver novas experiencias com todo o conforto sem sair do lugar?

Esta nova leva de FIREEs que não gosta de viajar está criando uma nova moda na "Firesfera": A de se aposentar e viver integralmente ou parcialmente a vida FIRE em um (ou vários) resorts all-inclusive.




Um Resort All-Inclusive

Um resort all-inclusive (tudo incluso) é um resort/hotel de férias que inclui, no mínimo, três refeições diárias, bebidas inclusive bebidas alcoólicas, gorjetas e muitos serviços incluídos no preço da diária. Muitos também oferecem esportes aquáticos, academia, internet, frigobar ilimitado, além de atividades esportivas e recreativas incluídas no preço. Eles estão frequentemente localizados em regiões mais quentes do mundo, particularmente no México e no Caribe geralmente em praias. 

Viver em um hotel?

Pode parecer um pouco estranho mas no passado muitos magnatas ricos moravam em hotéis pela Europa e EUA, Las Vegas principalmente. Ainda hoje em dia existem pessoas que o fazem como um dos donos do Burger King por exemplo.
Viver em um hotel é sim uma opção a se considerar, seja por alguns meses, anos ou resto da vida quem sabe.
No momento em que você fizer o check-in em um all-inclusive, sua diária inclui utilitários (luz, água, internet, TV, etc), bem como refeições e bebidas. Em suma, tudo o que você tende a se preocupar em casa some e você é livre para fazer o que quiser 24 horas por dia. Imagine nunca mais precisar cozinhar, limpar a casa ou fazer manutenção? Sem falar que você tem zero comprometimento em ficar por um longo prazo. Não quer mais é só fazer check out !

Entediado?

Se você já passou alguns dias em um resort com tudo incluído pode dizer com segurança que você não ficará entediado, a menos que realmente queira. Além de ler e relaxar na praia ou nas piscinas (sim, no plural), muitos tem cinema próprio, quadras esportivas, golf, parque aquático e até nigh clubs. Pode-se explorar culturas e falar com pessoas diferentes de várias partes do mundo ao se misturar aos hóspedes que chegam e vão todos os dias.


Custo

Este pode ser o principal especilho de viver em um resort all-inclusive. Não é barato, mas existem muitas opções em diversos países de moedas diferentes.
As faixas de preço variam desde U$50 a diária até milhares de dólares conforme o nível e os extras oferecidos. Logicamente quando falamos de meses e não dias geralmente os pacotes com ótimos descontos se aplicam ao se falar diretamente com o hotel.
Por exemplo, o resort El Cozumeleno na praia da Cozumel no México é um dos mais baratos disponíveis e para o mês de junho de 2020 (alta temporada) conseguimos cotar por U$ 3.480 para o mês todo para dois adultos.
Existem várias listas dos hotéis deste modelo mais em conta. Confira algumas, mas o mais importante é pesquisar muito e antes de fechar um pacote de longo prazo, ligar para o hotel e tentar um desconto para clientes extended stay:
Veja abaixo três exemplos para Junho 2019 2020, alta temporada e reservando com pouca antecedência (ou seja, estes preços estão mais altos do que normalmente estariam comprando com mais antecedência)
Fonte: Tela do cheapcaribbean.com (dois adultos para 01 a 30 de junho 2019 - tudo incluso- Clique na imagem para 2020)




Conclusão

Aposentar-se em um resort all-inclusive parece uma excelente maneira de passar seus dias FIRE mas não é para todo mundo, seja pelo estilo de vida que a pessoa gosta ou pelos recursos financeiros necessários.
Existem argumentos dos dois lados acerca deste tipo de estilo de vida.

Prós:
  • Inclui todos os custos com energia, tv e internet, comida, bebida, atividades e outros em único pacote mensal previsível
  • Inclui uma alta gama de atividades recreativas, cultural e gastronômicas. Se está preocupado com o tédio nos seus dias FIRE, esta pode ser uma boa alternativa para evitá-lo;
  • Sem compromisso de longo prazo. Não quer mais é só fazer check out e por o pé na estrada.

Contras:
  • Custo relativamente mais alto do que viver em uma casa ou apartamento;
  • Necessidade de viajar de tempos em tempos se obter visto de residencia permanente for difícil para o país escolhido;
  • Não inclui eventuais gastos com saúde e dependendo do país isto pode ser bem caro e não haver atendimento em rede pública

Viver em um resort requer um estilo de vida mais estacionário que viver uma vida nômade de viajante como muitos desejam. No entanto, você pode se deslocar de resort para resort sempre que você sentir que precisa de uma mudança de cenário, seu tempo de visto naquele país expirar ou conforme seu bolso permitir e seus investimentos estejam indo.

O que você acha? Quais os prós e contras de viver em resort em sua opinião e você se adaptaria a isso? Seja construtivo no seu comentário. Apenas discordar sem argumentar não contribui para a discussão.

[Leia mais: Já considerou viver seus dias FIRE a bordo de um navio de cruzeiro?]



Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

38 comentários:

  1. Interessante essa ideia. Nunca tinha pensado a respeito. Acho que financeiramente pode fazer sentido sim, só acho que depois de 1 ou 2 meses ia me cansar. Normalmente os resorts são em lugares meio isolados e ia sentir falta de andar na rua, sentar num café, etc. por maior que seja o resort seria a vida presa num lugar só. Morar num hotel em uma cidade parece mais fácil no longo prazo. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica a ideia. Realmente como falamos não é para todos. Abcs

      Excluir
  2. Resort...piscinas....crianças gritando o tempo todo....estou fora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem resorts só para adultos Diego. Keep an open mind.

      Excluir
    2. vivi parte da minha vida no setor e por isso tenho preferencia para algo menos turistico.....mas entendo que para quem tenha grande fortuna financeira pode ser um atrativo ....sobretudo para os solteiros.

      Excluir
  3. é tentador, mas entretanto não é para qualquer um mesmo! Não só no sentido financeiro, mas tem que gostar muito de calor. Entendo como uma ótima opção para ficar uma boa temporada, mas no sentido de "morar" ali, já não daria certo, pelo menos para mim.

    ResponderExcluir
  4. Furada
    Serve para férias, apenas

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um pouco mais de argumentos seria interessante para entender essa sua opinião.

      Excluir
  5. Não acho uma boa ideia moarar em um local artificial construido para turistas passarem ferias.
    Passar uma temporada (alguns meses), tudo bem.
    Mas morar mesmo, nunca!

    ResponderExcluir
  6. Acho que fica interessante do ponto sobre o visto. Venceu o visto, bora conhecer outro lugar. Ter o resort como local "fixo", mas não obrigatoriamente ficar preso a ele. Usar ele como casa mesmo, conforme foi dito. Nunca tinha pensado nessa possibilidade! Sinceramente ainda não conheço um para ter qualquer ideia se ia gostar ou não.

    ResponderExcluir
  7. já pensei nisso,não em um resort mais num hotel, com academia e lavanderia ,por um tempo , por exemplo pra reformar a casa , depois da venda do imóvel quando fosse imigrar ...

    ResponderExcluir
  8. Tem umas prostitutas de luxo que fazem algo parecido... eu conheci uma que tinha até contador rsrsrs
    Provavelmente ela devia ter algum esquema com o próprio dono do hotel resort.
    E não cobrava menos de 300 reais pelo programa. Mas ta "morando" no resort até hoje rsrs


    ResponderExcluir
  9. Bom post. Achei os valores muito bacana!
    Pode-se não morar, mas quem sabe passar um ou dois meses por ano nesse lugar, nas férias da IF kkkkk
    (O sujeito tá na IF e ainda tira férias) tipo, sair de casa, viajar, mudar de rotina um pouco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha férias de FIRE é algo que não tinha pensado ! Valeu a visita FS. Abcs

      Excluir
  10. Tem muito hotel e pousadinha no nordeste alugando mensal pelo AirBnb tb.
    Café da manhã incluso, vc acaba pagando almoço e jantar lá mesmo ou então em algum restaurante próximo, pode valer a pena também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tlvz não tenha todos os atrativos de um resort mas é mais em conta e vc pode ir de praia em praia alugando via airbnb. Bem Interessante tbm. Abcs

      Excluir
  11. Muito legal esse post... vou até fazer umas contas aqui. Realmente, são muitos itens economizados... luz, internet, água, refeição, produtos de limpeza, condomínio, aluguel, academia, natação, etc... fora os itens como lençol, toalha, cama, televisão.... Interessante, nunca tinha parado pra pensar nisso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Yuka, a ideia é esta mesmo, fazer contas, abrir possibilidades e fazer pensar. Quem é desapegado, não gosta de possuir bens materiais e gosta de morar em lugares diferentes pode ser uma ótima pedida. Abcs

      Excluir
  12. Eu também nunca tinha pensado nisso, talvez pq não ia me acostumar a viver num lugar desses mas passar 1-2 meses em cada pode ser uma boa pedida! Aqui onde moro existe a possibilidade de alugar minha casa por alguns meses também, conseguiria na faixa de 3mil dólares. Essa será minha estratégia no meu plano de passar um ano viajando o mundo e montar “base” num resort pode ser uma boa pedida!
    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato EI, possibilidades. É mais uma possibilidade das inúmeras que os FIREEs tem a disposição. Sem contar que quem não quer obter um visto de permanencia é um jeito be legal de viver um pouco aqui e um pouco alí, aproveitando o melhor de cada lugar e fazendo como base para fazer todo tipo de turismo que o país possibilita. Abcs

      Excluir
  13. Que interessante essa abordagem!
    Morar, definitivo, também não aguentaria, mas fazendo o escalonamento de períodos em períodos em em locais diferentes (conforme o visto for vencendo) acho que seria viável.

    Não achei os custos proibitivos, ainda mais se considerando o "all inclusive" e, também, que existe a possibilidade de negociação de valores.

    A ideia do Frugal seria boa, usar essa técnica quando for tirar "férias da IF".

    "Cansei de ficar parado só na renda passiva, vou tirar férias" hahahaah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o custo não é proibitivo não, e na época de baixa temporada são ainda melhores. Morar definitivo ou temporariamente passa a ser questão de gosto então.
      Abcs

      Excluir
  14. Fala AA40. puts, seria maravilhoso.. Passei 5 dias em um resort no Egito e foi maravilhoso,realmente seria magico viver la, não precisa se preocupar com nada, todo dia pessoas diferentes, toda noite tinha um bar externo onde ficava tocando musica e o pessoal sentava pra conversar, aos finais de semana tinha uma boate dentro do resort, nego ficava doido, rolava muita pegação... haha !!

    Seria uma boa mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bacana sim. Já estive em dois no caribe e são fantásticos. Acho que o pessoal ai precisa experimentar para poder dizer pois eu viveria tranquilamente um bom tempo num ou vários deles. Abcs

      Excluir
  15. OLá AA40!
    PAssei a lua de mel em um resort all inclusive e não enjooei,tem uma programação com várias atividades durante o dia. Lembro da história de uma mulher que morava em um cruzeiro, a vantagem é que sempre para em uma cidade diferente! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo VI. Vc sem querer tocou no assunto de um futuro post. Viver FIRE em um navio de cruzeiro. Aguardem. Abcs

      Excluir
  16. Eu já ia reclamar que era post requentado, mas lá no fim apareceu que já tinha sido publicado há um tempo.

    Sugestão: escreva no começo que já foi publicado antes. Não tem problema. Facilita pra quem já leu.
    O problema é, como vários estão fazendo hoje em dia, tirar as datas dos posts e publicar como se fosse texto novo achando que quem já leu não vai se dar conta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela sugestão. Não é só republicação por que atualizei alguns detalhes para 2020 mas sim, reutilizei pois estou em férias mentais no Q12020. Abcs

      Excluir
  17. Particularmente detesto resorts. A ideia não me agrada. Sensação de confinamento, rs. Sempre que viajo gosto de ficar em uma pousadinha ou hotel e que esteja localizado em uma cidade. Preciso ter movimento real em volta, mesmo que de turistas. Em resort tudo é artificial, pior que isto só cruzeiro, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha ok realmente poucas de nossas ideias batem, como seu último post por exemplo. Enfim, cada um prega e segue o que quiser. Abcs

      Excluir
  18. Se eu fosse FATfire e nao tivesse filho... eu abraçava. Fique uma vez num resort e foi lindo, descansei bastante. Nao ligo que é artificial. Se quiser pega um taxi e vai pra cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, que tem de mais ser artificial? Quer algo natural vai viver na amazônia.
      O mesmo digo para estes que são contra a RE. Não quer aposentar cedo, trabalhe até morrer, a escolha é sua, se a sua vida tem tão poucas opções que não encontra felicidade em nada mais além do trabalho, trabalhe.

      Excluir
  19. Já fiquei um em Cancun, Punta Cana e dois no Nordeste. Todo ano fico pelo menos 5 dias no Nordeste, mais na Bahia. É sensacional. Uma vida de rico com tudo de bom e de melhor. Ideal para um fire.Particularmente viver em definitivo não toparia devido à saúde por causa da tentação de bebidas e comidas por 24 horas que certamente a longo prazo afetaria a saúde, mas acho que viver uns três meses alternados durante um ano seria uma boa alternativa que ajudaria na felicidade da pessoa, tipo Março, setembro e novembro. Os resorts 5 estrelas do Brasil são muito bons também é não deixam nada a desejar do exterior. Recomendo muito.

    ResponderExcluir
  20. Eu lembro quando você publicou esse post pela primeira vez, me fez parar para pensar, já que nunca havia pensado nessa possibilidade. Na época, cheguei a fazer as contas, mas realmente, fica mais caro do que morar em um apartamento. Mas seria maravilhoso não precisar cozinhar, ter piscina a poucos passos do quarto, aliás, quarto sempre arrumadinho rsrsr. Quem sabe não faço isso por alguns meses quando virar FIRE? Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Yuka, acho que dificilmente alguém vai morar o resto da vida em um lugar desses, apesar de eu ja ter lido que estas pessoas existem, porém uma temporada por ano é sim uma boa pedida, principalmente se vc já não tem mais filhos em casa e é sozinho ou tem só sua esposa/marido.Nada lhe impede, sem compromissos, livre para explorar e curtir a vida de verdade, com qualidade e sem preocupações. Eu já estive de férias em alguns no caribe e é incrível. Certamente planejo passar alguns meses por ano nestes locais se tudo der certo, mas lá pelos 60 anos de idade quando os filhos tiverem saído de casa e minha condição financeira permitir gastos mensais deste nível. Bjos

      Excluir
  21. AA40, esse é um mundo a ser explorado. Adiciono que se você já é FIRE e tem disponibilidade de tempo, você pode fazer parte daqueles programas de timeshare ou de viagens. Nesses casos alguns valem muito a pena.

    Eu sou sócio da RCI e sempre tem muita promoção lá. Fui para o México e fiquei em Resort chamado vidanta, pesquisa aí depois. Fiquei lá uma semana e paguei 1800 na época. Não deixe de ver a qualidade do lugar.

    ResponderExcluir
  22. AA40, sei de histórias de aposentados que moram em navios de cruzeiro. E felizes!

    ResponderExcluir
  23. Acho que FIRE é isso aí: tudo é possível até morar num resort rs rs

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog ou autores do AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.