Subscribe

Quantos dias você seria capaz de sobreviver se parasse de trabalhar hoje?

Quantos dias você seria capaz de sobreviver se parasse de trabalhar hoje? 

Um tuíte bem interessante e que nos faz pensar partiu do autor do bestseller Pai Rico Pai Pobre ontem. O conceito também está em seu livro: 

Fonte: Twitter do Robert Kiyosaki, autor do livro Pai Rico Pai Pobre


Ser rico é medido em $ e riqueza é medida em tempo. A maioria pensa que ter um milhão de dólares é ser rico, mas se suas despesas mensais são de 100 mil dólares, sua riqueza são 10 meses. Quanto tempo você sobreviveria sem trabalhar? Isto é quão rico você é. É um conceito mais importante do que ser rico.


PS: Em inglês, temos duas palavras para definir rico e riqueza, Rich e Wealth. Fica difícil trazer para o português a diferença entra elas, mas vamos aqui definir que Rich é ser rico e Wealth é ter riqueza.


O que é a riqueza e como ela se difere de ser rico?

Muitos se acham ricos, mas não são nada mais do que pessoas que ganham muito dinheiro e geralmente lutam para encontrar o equilíbrio entre o que gastam e o que ganham.

Ganhar dinheiro é parte da vida e não importa como você olha para isto, ganhar mais dinheiro é o que importa para a maioria das pessoas. Mas apenas ganhar muito dinheiro é ser rico? Lógico que não.
Qualquer soma de dinheiro só lhe criará riqueza se você conseguir guardá-la e a fazer trabalhar em seu favor. 

Ter Riqueza x Ser Rico


Ser rico é definido geralmente como alguém que acumulou o suficiente para comprar conforto e ter acesso a uma gama de produtos bem acima das pessoas comuns em um grupo, uma cidade ou na sociedade em geral.

Já ter riqueza ou ser Wealthy é definido como uma pessoa que, além de ser rico, possui o conhecimento de como fazer dinheiro com o próprio dinheiro que tem, seja via investimentos ou negócios, criando um fluxo de caixa auto suficiente ou ativos que aumentem de valor com o tempo.

No famoso livro Pai Rico Pai Pobre, riqueza é definida como a capacidade de uma pessoa sobreviver tantos dias no futuro, ou seja, se parasse de trabalhar hoje, quanto tempo poderia sobreviver: para sempre. É o que vimos no tuíte do autor do livro no começo.


O que importa é o seu fluxo de caixa


Em resumo, o que entra é preciso ser maior do que o que sai. Isto é verdade para qualquer empresa dar lucro e o mesmo se aplica a suas finanças. 
O "ser rico", da definição popular, pode não ser sustentável pois, mesmo você ganhando muito dinheiro, o que realmente importa é o fluxo de caixa, ou seja, quanto deste dinheiro é utilizado para fazer mais dinheiro. Se todo o dinheiro ganho for gasto para manter um estilo de vida, custos básicos e manter luxos, esta pessoa nunca terá riquezas de verdade, ou seja, não é sustentável. Você será eternamente dependente do seu trabalho ou atividade.

O que realmente devemos procurar é acumular riqueza na forma de ativos, ou seja, coisas que coloquem dinheiro no seu bolso.
Uma casa, um carro, um barco não são ativos. São passivos, pois consomem dinheiro para serem mantidos. Ações, títulos públicos ou privados, imóveis alugados, seu negócio/empresa são todos exemplos de ativos, ou seja, coisas que, se bem selecionados, colocam dinheiro no seu bolso regularmente e que lhe transformarão em uma pessoa rica de verdade ou Wealthy.

Quando você aprender e por em prática este conceito simples, estará dando passos reais para ser rico um dia !

-Use nossa calculadora para saber o número de dias que você pode viver sem trabalhar com a quantia que tem investida. 
Comente o resultado:




43 comentários:

  1. Muito bom. Concordo com tudo. Vendo o twitter do cara ai, gostei ainda mais deste:
    "ARE WE COMMUNISTS NOW? Karl Marx knew the American Spirit was too strong for Communism to work. POVERTY had to break American Spirit first. Then Socialism accepted, then Communism. Fed now taking ownership of our biggest corporations. That’s communism. Stay strong spiritually."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe é Anon, o Robert anda falando muita coisa ultimamente. Muitas críticas ao FED também. Abcs

      Excluir
  2. Por aqui estamos na fase da acumulação, viveríamos cerca de 6-7 anos com o consumo atual, mas reduzindo mais despesas talvez uns 10 anos..

    ResponderExcluir
  3. Com meu estilo de vida atual, eu seria capaz de sobreviver por cerca de 30-35 meses

    ResponderExcluir
  4. Olá, AA40.

    Se eu ficar morando no mesmo local é cerca de 9 ou 10 anos. Mas se acontecesse, por exemplo, perder o emprego. Eu mudaria e reduziria meu padrão de vida, assim daria para sobreviver por mais tempo. Uns 15 anos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um ótimo tempo. Isso é o que se chama já ter F-you money! Abcs

      Excluir
  5. Se for considerar somente cobertura dos custos, eu sobreviveria por quatro anos e meio.
    É claro que é uma conta "teórica" e muita coisa deve ser levada em consideração.
    Meu patrimônio não é todo líquido, possuo um imóvel, e fatalmente - se parasse 100% de entrar receitas hoje - eu teria que rever rapidamente meus custos de vida, o que estenderia um pouco este tempo.
    É uma ideia bacana, nunca tinha pensado nisso.
    Um abraço AA40!!
    Stark.
    www.acumuladorcompulsivo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Stark. Já é um tempo razoável e um bom f-you money. Pensar assim nos faz dar outro sentido ao dinheiro que temos guardado e isto importa mais do que o que vc pode comprar em bens materiais, não é ? Abcs

      Excluir
  6. Desconsiderando rendimentos e inflação, conseguiria viver 29 anos, contabilizando só o patrimônio líquido, ou 42 anos, caso conseguisse vender os imóveis em carteira.

    A regra é sempre flexibilidade, especialmente em tempos de crise. Quem vive com 15,tem que aprender a viver com 9, e por aí vai...

    Com 1 milhão de pensamentos, ainda mantenho meu plano de decretar FIRE ao final deste ano (a essa altura, 90% de chance de eu manter meu trabalho secundário, que responde por cerca de 20% dos meus ganhos atuais, mas equivalem a 50% do meu orçamento, além de "só" me tomar cerca de 30h mensais de trabalho).

    Abraço
    https://www.aposentecedo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente, praticamente FIRE já. Para quem diz que é impossível, cada vez mais vemos exemplos que sim é possível, mesmo em meio a uma crise, já que é algo permanente no Brasil dos últimos tempos. Abcs

      Excluir
  7. AA40,
    Ótimo texto para reflexão e aprendizado. Considerando o resultado da calculadora usando TSR de 3% e dois anos adicionais de aportes o resultado foi de 45 anos para pagar as despesas mensais com folga de 30%. O desafio ainda é manter taxas boas ou razoáveis para manter o sossego!! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente. Você já é FIRE meu amigo. Sim, taxas boas no longo prazo na renda fixa está complicado, mas as vezes elas surgem, não como antes, mas batendo 5%aa + IPCA já dá pra pensar. Abcs

      Excluir
  8. Otima materia aa40. sÓ MUDANDO DE ASSUNTO. sRIF365 fechou o blog dele que pena. Ele era um dos caras que contribuía bastante para a comunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, achei estranho também, mas ele já estava dando sinais que estava com o psicológico abalado com posts de madrugada e respondendo de uma forma mais seca. Mas é natural né com tudo o que está acontecendo, poucos não ficam abalados. Pelo menos ele continua com o podcast ativo (fui ver agora) e já é uma ótima coisa. Quem sabe depois de tudo isso passar ele não reativa o blog? Ou talvez sua identidade tenha sido descoberta e ele resolveu encerrar, algo que se acontecesse comigo eu faria também. Abcs

      Excluir
    2. Infelizmente perdemos a convivência com um guerreiro que inspirou muita gente.
      Mas parece que ele sentiu muito a crise, estava com emocional abalado e reclamando demais de tudo, só vendo o lado negativo das coisas e completamente perdido, como se estivesse se afogando com a água na canela.
      O excesso de exposição também deve ter pesado muito na sua decisão meio radical, que sirva de aprendizado pra quem se expõe demais.
      Senti bastante pois foi pelo Pod Cast dele que aprendi o que é FIRE e me identifiquei de cara.
      De qualquer forma deixo aqui a minha gratidão com o SrIF365, contribuiu muito, com muita gente.
      Que ele possa se reestabelecer o quanto antes em todos os sentidos e tenha saúde física e mental pra viver a tão sonhada vida FIRE.
      Abraço a todos !!!

      Excluir
    3. Que houve? Triste com a queda da bolsa?

      Excluir
    4. Acho que um pouco de tudo. É preciso ter sangue frio nestes momentos e a verdade é que poucos tem. Entrou no desespero é perdida a a guerra.

      Excluir
    5. Nao tinha entrado recentemente no blog do srif365. Uma pena que ele encerrou o blog. Discordo de muitos conceitos que ele aplicava mas ele sempre discutiu tudo abertamente

      Outro que nao vejo mais posts é o VR (viver de renda) que é um precursor desses blogs ao que sei

      Excluir
  9. Se eu não precisasse ajudar a família, seria alguns anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é RAF, isto é como pagar uma dívida que nunca acaba né. Complicado falar qq coisa mas, não desanime. Abcs

      Excluir
  10. É mais que óbvio que se vc tiver que arcar com custos de 100K/mês, por exemplo, vai falir. O problema é quando se casa, pois o padrão de conforto tem de aumentar, se não é divórcio! Ou seja, poucos terão riquezas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah, ai vai com quem vc casar. Minha esposa por exemplo, valoriza muito mais fazer uma viagem legal para um país diferente mesmo que tenhamos que passar 1 ano comendo em casa cozinhando todo dia. Vc ainda encontra pessoas assim ai fora, se não, casar hoje em dia é uma necessidade? Acho que não. Vale pesar o que é mais importante pra vc.
      Abcs

      Excluir
    2. Eu tava com meus pais, ajudo, ficou insustentável, privacidade, TV ligada direto, muito barulho tb de rua, nem pra raciocinar estudar tava dando, sai, mais gastos agora, mas mais conforto, foi o jeito, aluguel seguindo dica do aa40.

      Excluir
  11. Liquidando tudo a preço atual e dividindo pelo gasto anual atual, 10 anos...

    ResponderExcluir
  12. Ótima pergunta e não tão óbvia.
    Se eu apenas dividisse o meu patrimônio pelos meus gastos atuais: 8 anos.
    Com um mínimo de ajuste dos gastos, isto é, se eu retirasse as despesas com doações para caridade que consomem uma parte significativa do meu salário: pouco mais de 10 anos.
    Se a questão for apenas "sobreviver", já teria alcançado a independência financeira com alguma folga e nem seria preciso um ajuste tão radical assim: voltar a morar no bairro da minha infância, sem plano de saúde, já seria mais do que suficiente.
    Mas a verdade é que é difícil voltar atrás quando a gente se acostuma com um estilo de vida melhor. O importante é vigiar para evitar que o custo de vida esteja sempre aumentando mais do que o salário. Estou satisfeito com meu estilo de vida atual e pretendo mantê-lo, mas também quero aumentar a família, o que implica em maiores gastos. Aí, no fim das contas, a independência financeira fica em um prazo maior do que aparenta. Mas seguimos sempre em frente, um dia ela chega.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está em uma ótima situação. Realmente não é tão óbvio calcular, por que raramente estamos satisfeitos com nosso padrão de vida né. Poucos voltam atras para viver com menos, todos querem viver com mais e mais e mais...próprio do ser humano, mas na necessidade todos conseguem se adaptar.
      Abcs e seguimos sim!

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Excelente post. Eu ainda estou engatinhando em relação aos colegas. Estou estudando bastante sobre educação financeiro e venho aprendendo muito com seu blog e o do Viagem Lenta.

    Obrigado por vocês compartilharem seu conhecimento.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Pouco mais de 27 anos. Teoricamente já seria Fire, mesmo depois da queda recente da bolsa. Mas minha ideia é viver de só da renda passiva correspondente, no mínimo, ao dobro dos meus gastos mensais. Como ainda não cheguei nesse patamar, sigo em frente por mais um pouco. Abraço.

    ResponderExcluir
  16. Interessante essa reflexão sobre a diferença de ser rico e ter riqueza.
    No meu caso eu viveria menos de 5 anos caso parasse de trabalhar hoje, já realizando alguns ajustes nos meus gastos..ainda estou muito no início da minha caminhada, e apesar de ter começado "tarde" (depois dos 30), acredito que vou chegar lá nas próximas décadas, rs.

    Abraço!

    https://engenheirotardio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Legal essa reflexão!

    Por aqui, viveria aproximadamente 20 meses, mas como muita coisa deve mudar na minha vida nos próximos 12 meses essa estimativa é bem imprecisa! Estamos no começo ainda, vamo que vamo kkk!

    ResponderExcluir
  18. Esse Robert Kiyosaki é um picareta ladrao que deu calote num monte de gente e ganha mais com curso que com seus investimentos (https://thecollegeinvestor.com/4726/ultimate-hypocrite-robert-kiyosaki-companys-bankruptcy/).

    Mesmo assim o primeiro livro dele é muito bom, apesar de ser totalmente disprovido de qqualquer minima moral (li recentemente, muito depois de ter iniciado minha jornada FIRE) e ele dá algumas recomendacoes importantes:

    - Nao seja explorado (assalariado), seja explorador (empresario/investidor). O primeiro capitulo dele levaria Karl Marx a um orgasmo pq é um manual perfeito de mais-valia e exploracao dos meios de producao

    - "Tenha ativos e nao passivos" (meio obvio, mas nao gaste sua grana com futilidades, nao tenha dividas bobas, etc). Vc faz o seu dinheiro e seus empregados trabalharem para vc.

    - Sonegue impostos (essa é a melhor pq ele cita e nega, mas descaradamente dá varias dicas de como sonegar imposto e diz claramente que isso é essencial para enriquecer) "Ricos nao pagam impostos"

    - Tire vantangem dos trouxas (ele dá otimos exemplos de como ganhar dinheiro comprando ativos barato de gente mal informada ou em desespero, e vender caro pra gente igualmente trouxa). Ele é mais especializado em imoveis mas no fundo sao regras universais.

    ResponderExcluir
  19. Em contribuiçao a pesquisa de opiniao, pelas minhas contas eu aguento 15 anos sem renda, o que nao é suficiente para eu alcancar a aposentadoria (tenho 45 anos). Entao eu sigo na mice race

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso em português quer dizer o que?

      Excluir
  21. Quis dizer que eu uso a renda fixa e então eu ficaria alguns anos como fire, como caiu mais a Selic, os anos de fire reduziram, pois reduziram meu lucro.

    ResponderExcluir
  22. Antes da pandemia eu tinha uma renda com fii's uma média de 1,8k e dois imóveis comerciais num bairro de periferia alugados, que me rendiam 4,3k.
    Minha renda com fii's deve cair. Mas isso não me preocupa tanto. O que tá me deixando preocupado são os imóveis. Um funciona um pequeno depósito de bebidas. Mês passado e esse mês tive que dá 50% de desconto.
    O outro funciona uma loja de roupas. A dona nunca pagou muito certo. Atrasava, as vezes juntava 2 meses e ela parcelava. Não pagou o mês de abril e não pagará maio e não sei como serão os próximos meses.
    Minha renda com aluguéis de 4,3k caiu para 1,4k.
    Fora isso tem no td o equivalente a 2 meses de salário.
    Como tenho 10 anos de emprego. Se sair embolsaria uma nossa grana.
    Acredito que conseguiria me manter reduzindo bastante gastos por muito tempo. Mas não daria pra parar de trabalhar e ter uma vida tranquila.

    ResponderExcluir
  23. Meu objetivo é acumular uma reserva de emergência de pelo menos 6 meses e o resto da grana garantir pelo menos 15 anos de sobrevivência, para isso além de focar na acumulação tenho focado nos gastos, e sempre pensar no pior cenário possível dentro da realidade, pois já sabemos que sempre tem como piorar.

    ResponderExcluir
  24. Atualmente eu conseguiria viver por uns 10 anos de maneira bem frugal. Meu objetivo é trabalhar por mais 7 anos. Atualmente tenho 43 anos e 2 filhos entrando na adolescência.

    ResponderExcluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog ou autores do AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.