Subscribe

Nunca esteve tão ruim para o rentista

Sabíamos que não ia ser fácil para sempre. Mas que chegaríamos a este ponto, poucos imaginariam: Selic abaixo de 3%a.a.
Sabíamos que o novo governo e as novas políticas que almejariam "salvar" o país de quebrar, trariam algo não tão bom para todos nós que desejavam ou já viviam de renda: Juros mais baixos e maior dificuldade de obter retorno sobre o capital investido.

Com juros (Selic) de 12 ou 14% ao ano,  com um crescimento econômico pífio e déficits crescentes, o rumo do país ao fundo do poço era mais que certo.
Aceitamos, então, que isto não teria como ser permanente e por isso apostamos que, com o acerto das contas públicas e reformas, veríamos uma expansão da renda variável e fundos de investimentos imobiliários, veríamos uma queda do dólar, veríamos crescimento e controle da inflação. Alguns mais céticos como este que voz fala esperou e não entrou no oba oba da bolsa, mas muitos, a maioria, entrou na esperança de manter os seus altos ganhos na ordem de 1%a.m., algo impensável em países desenvolvidos.
Como sabemos, praticamente nada na vida sai conforme o planejado. O caminho inicial até foi correto, o crescimento parecia estar para acontecer, reformas acontecendo, risco-país caindo forte, juros caindo em um ritmo, confesso, muito maior do que o esperado. Mas tudo bem, enquanto os juros eram "trocados" pelo crescimento da economia real e da bolsa, tudo natural. Mas o caminho do dólar  e a fuga de capital estrangeiro parecia estar entregando que nem tudo aconteceria conforme o previsto.
Ai chegamos no atual momento, onde renda fixa e renda variável estão péssimas.
Conversando com amigos via DM do Instagram do AA40, chegamos a conclusão que nunca esteve tão ruim para o rentista (apesar de não gostar deste termo que já se tornou pejorativo - obrigado Guedes) no Brasil como hoje. Claro que ninguém poderia prever uma pandemia como esta, mas não é só isto. O crash recente da bolsa, acentuada queda dos FIIs com algumas suspensões de dividendos aliados a uma Selic que acaba de cair artificialmente para inacreditáveis 3,0% aa hoje, criou uma situação sem saída. A bolsa deveria estar na máxima histórica e dólar muito baixo para compensar. Isto tornou a missão de viver de renda praticamente impossível para alguém que calculou tudo com base em juros históricos ou mesmo de 5 anos atrás e que não tinha uma folga nos cálculos.

Viver de renda com 1 milhão de reais?

Aquela história de que 1 milhão de reais não garante mais FIRE de ninguém nunca foi tão verdade. Com juros reais negativos, qualquer aplicação em Tesouro Selic, Poupança, indexados <150% CDI e praticamente 90% dos fundos de renda fixa não vai lhe gerar um centavo de renda passiva real. E isto não é com 1 milhão, mas com qualquer valor. 


Para onde fugir?

Para aqueles que já vivem de renda sem uma reserva em dólar e sem flexilidade, a coisa está complicada. 
Não é o caso do SRIF365, mas ele fechando o blog muito provavelmente devido ao estresse do momento atual exemplifica bem o momento que estamos vivendo, também nosso colega VR não atualizando mais seu blog é outro sinal. É natural que a preocupação seja tanta que bate o desânimo, a falta de esperança e de uma saída, mas o melhor a fazer nestes casos é esperar a poeira baixar e não fazer nada precipitadamente. Estamos ainda no meio da tempestade sem que possamos ver para que lado estamos indo.
Para os que estão na caminhada, a renda variável em níveis atuais pode ser uma grande oportunidade para o longo prazo. Contudo, a quantidade de empresas cortando dividendos (muitas que o AA40 possuía nos EUA também) e guidance é assustador, então invista via ETFs sempre que possível e mitigue o risco de quebra dessas empresas, apostando na recuperação da economia como um todo no futuro.

Na renda fixa, felizmente os juros longos, aqueles encontrados na curva IPCA+ de 2035, 2045, 2055 ainda apresentam juros reais de quase 4%aa líquido (aliás, 4%aa real é só o que precisamos), algo que poderá ser extremamente difícil encontrar no futuro se continuarmos neste ritmo. Como mencionei, estamos no meio da tempestade e não sabemos se o pior já passou ou este será o novo normal, então dizer se é um ótimo momento para comprar TD IPCA+ nestes níveis é igual falar que em 2016 era ótimo comprar prefixados pagando 18%aa.  Hoje sabemos que ter os comprado seria a melhor coisa que você poderia ter feito, mas os juros poderiam estar em 30%aa e a inflação a 25%aa e ai não seria um bom negócio, não é mesmo? Ah, só compre se planejar levar até o vencimento.

Os CDBs prefixados, amplamente ignorados pelos rentistas, alguns pagando atualmente 13%aa, perto de 1%a.m. bruto, podem ser ótimas ferramentas de multiplicação de patrimônio em um cenário de juros e inflação extremamente baixos no curto e médio prazo (há quem já projete deflação). Você saberá hoje o quanto terá no futuro e aí poderá comparar com os diversos cenários futuros. 
Já, para quem acredita que a crise política pode culminar em impeachment, ditadura e a volta da esquerda e/ou da impressora de dinheiro, investimentos em ouro e dólar (embora a impressora esteja ligada nos EUA) podem ser boas pedidas, principalmente se a bolsa americana recuar significativamente nos próximos meses (Dica: acompanhe o que Buffett fizer).

Em resumo, o "rentismo" vive a tempestade perfeita, não só no Brasil mas no mundo sem juros de hoje. Mas não irá acabar, longe disso, apenas se adaptará ao novo normal como aconteceu com os FIREEs dos países desenvolvidos.
Há uma preocupação de que bolhas poderão ser formadas pois muitos empilharão seu dinheiro nos poucos ativos que pagam bons juros (REITs, FIIs, pagadoras de dividendos) na caça de Yield então todo cuidado é pouco ao investir. Ampla diversificação ainda é o melhor remédio contra crises. 
Muita calma nessa hora, meus caros. Esta crise só criará resiliência em todos nós. Planos mais robustos e com margens de segurança maiores serão consequência e aquele despreparado que pensava que FIRE seria fácil e simples, revisará suas metas.
No mais, quem puder, continue aportando e repense sua data FIRE e seus planos A, B, C e D. Não há nada de errado com adiar um pouco para que possamos ter mais clareza e segurança. "O AA40 mesmo está pensando em se tornar o AA42".
Quem já é FIRE, agora, mais do que nunca, é hora de rever gastos, cortar custos, ativar o modo CRISE, já que estamos em uma das piores da história, rever plano B,  criar um plano C, buscar uma renda extra e isto não significa que seu plano FIRE falhou, apenas significa reconhecer que precisa de ajustes em meio ao mundo louco e imprevisível em que vivemos hoje.

Força, foco e sigamos desbravando e tentando sobreviver a este mundo que, parece, declarou guerra ao "rentismo"! Mas não se preocupe, o movimento FIRE não vai acabar.


PS: O Podcast do SRIF365 fez um episódio comentando este post e a situação atual. Não deixe de conferir clicando aqui.



Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados deve ser considerado indicação de investimento.. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro.

68 comentários:

  1. Fala AA40.

    Você acredita que o VR e o SRIF365 pararam de postar por conta do cenário atual?

    Eu até acredito que haja um desânimo, mas não me parece ser esse o motivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI, podemos especular o motivo, mas eu acredito piamente que a situação atual, não só do mercado, mas social, confinamento, estresse, discussões online podem ter levado ao fechamento do blog sim. Só ele para nos dizer, mas o psicológico de todo mundo está abalado e eu não sou exceção. Está bem difícil ver o lado positivo disso tudo. Mas, esperamos que isso tudo passe em breve. Abcs

      Excluir
  2. Nem me diga, AA40. Aqui o desânimo bateu pesado, tenho tudo programado pra declarar o Fire e dezembro desse ano, inclusive um aluguel pré estabelecido e pré pago que acabe em dezembro. Pior: os planos são de ir para o exterior e eu tenho um timing antes do meu filho estar em idade escolar obrigatória.
    Estoi entre a cruz e a espada. FIIs sem dividendos e perda no valor da cota, rendas fixas que vencerão esse ano, previdência privadas performando mal, ações numa incerteza brutal, REITS que caíram 40% em 2 meses,imoveis físicos à venda relativamente encalhados...

    Estou seriamente começando a considerar ouro e criptomoedas pra diversificar.

    Tá difícil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, está dificil para todo mundo. Confesso que nunca vi algo assim. Nas outras crises pelo menos uma ou duas classes de ativos compensavam. Bons x Acoes, Reits x Ouro, etc, mas desta vez tá generalizado e pode piorar muito se o S&P500 desabar como espera Buffett. O jeito é colocar os planos em modo pausa por enquanto, pelo menos os meus. Pelo jeito vc tbm está a repensar os planos. Complicado, quem sabe no segundo semestre tenhamos mais clareza. Abcs

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Quem diria, SELIC cavando um buraco mínimo de 3% e dólar não acha um teto, hoje R$ 5,70 e contando...

    Onde poderíamos imaginar um Brasil de juros pífios e dólar subindo de elevador estilo trem-bala?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem o mais otimista da RV preveria isto para 2020, mas aconteceu. Agora é analisar se isto é permanente ou o novo normal e procurar alternativas como as que sugerimos acima (prefixados, IPCA+ longo, Debentures, etc). Estava fácil demais em 2016, mas não achávamos que ficaria tão difícil tão depressa e com tao poucas alternativas. Abcs

      Excluir
  7. Não precisa exagerar dizendo que estava indo tudo bem antes da pandemia... a economia real não apresentava nenhum sinal de melhoria, desemprego nas alturas, nenhuma perspectiva verdadeira de crescimento... reformas não iriam adiantar nada... governo medíocre, que com a pandemia só ficou mais evidente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo, realmente bem não estava mas estava no caminho certo economicamente. Fazendo o dever de casa e evitando quebrar depois de mais de uma década de farra fiscal. Mas a pandemia acabou tirando o rumo totalmente dos governantes. No curto prazo está difícil mas no longo prazo ainda é possível. Abcs

      Excluir
  8. O que pode ser melhor? Juros baixos incentivando o investimento e dolar alto tornando nossas exportacoes competitivas e permitindo o renascimento da industria nacional. Isso e essa guerra entre EUA e China sao uma oportunidade de ouro!

    Lembrem que o Brasil só se industrializou há 100 anos atras pq a Inglaterra (que impedia isso) entrou em decadencia e os EUA nao podia nos impedir ainda.


    Paulo Guedes prometeu acabar com os rentistas, os FIREes duvidaram, mas ele cumpriu! (nao do jeito que ele planejou, mas conseguiu)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até parece que a indústria nacional não precisa importar produtos para então poder exportar. Vai sonhando que dólar alto ajuda a indústria nacional. Se isso fosse verdade a Argentina seria uma potência mundial.

      Excluir
    2. A Argentina tornou a moeda nao conversivel, bloqueou remessas de divisas e tabelou preços. Uma cagada atras da outra.

      Claro que só desvalorizar a moeda nao resolve. Precisa de uma politica industrial.

      Tambem é boa hora de buscar financiamento externo para quitar a divida interna.

      Excluir
  9. Muito bom o seu texto.
    Se fala bastante de reserva de emergência (6 a 24 meses das contas pagas) na fase de acúmulo de patrimônio. Para os que seguem o caminho FIRE, vale a pena ter uma reserva de emergência também, para proteção de queda ou interrupção de proventos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Sim você tem razão, os mais preparados e conservadores estão em posição muito melhor para atravessar a tempestade. Abcs

      Excluir
  10. Olá, AA40!

    Realmente estamos passando por um cenário de loucura no âmbito de investimentos. Mas sigo acreditando que todo esse caos, quando plotado num gráfico de rendimento versus tempo em escala de 10 anos, irá ser só mais um pequeno ponto de variação, assim como foi 1929 ou o subprime.

    Abraço!

    https://engenheirotardio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas. Falo da situação atual. Longo prazo é outra história e, mesmo para quem investe nas poucas coisas que ainda valem a pena que citei no texto, vai se dar bem no longo prazo. Está história de que o movimento FIRE ou o próprio rentismo acabou é só para os que planejaram mal, sem cenários de crise e planos alternativos. Abcs

      Excluir
  11. Está ruim pra qualquer investidor. Renda fixa morreu e bolsa nao vai pra frente. Procurar ouro agora é comprar no topo histórico. Ativo que foi bem na crise foi titulos publicos americanos. Acho que o mais solido é dólar e euro, como protecao. FIIs fica interessante porque com a selic nesse patamar é facil achar FIIs que pagam mais. Quem puder faça caixa porque esses tempos difíceis vao durar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renda fixa morreu...
      FIIs interessante...
      Tá "Serto"!!

      Excluir
    2. Ta ruim sim Vaga. Complicado. Estou indo para o dólar, mas vc nao tem medo do que o FED anda fazendo por lá? Abcs

      Excluir
    3. olha, nao existe porto seguro, seguro mesmo, sabe ? Dólar é o porto mais seguro no momento a meu ver. O FED pode zuar tudo mas aí sao coisas que a gente nao consegue controlar. Pra quem nao quer lidar com a tralha toda de abrir conta no exterior e remessas, vc acha que fundo cambial vale a pena ?

      Excluir
    4. Como hedge sim, como investimento em si não, muito menos neste momento. IVVB11 para quem não quer abrir conta lá fora pode ser o melhor caminho, mas tlvz não neste momento, eu ficaria de olho no que o Buffett fará nos próximos meses, ele ainda não está comprando. Abcs

      Excluir
  12. Eu pensei bastante e realmente minha preocupação é com saúde da minha quero todos bem.
    Outros pontos que vi é que minha visa simples praticamente não mudou com isso.
    minha renda caiu 33% e se isso acontecesse num momento pós fire eu ainda assim conseguiria passar por esses tempos com tranquilidade apenas remanejando os compromissos.
    Agora estou voltando pra renda fixa com compras mensais e ficar de olho nas oportunidades "do mundo real". abraço nada mudou ainda até fim do ano se os Governos não fizerem mais cagadas isso passa rápido agora se inventarem um monte de regulação e restrições acho que ai teremos um problema real.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saúde sempre em primeiro lugar. Renda fixa mais longa fica interessante mais facilmente do que a curto prazo e indexada selic por exemplo. CDBs prefixados bem interessantes ai pagando 13%aa, acho que não veremos 13% em indexados IPCA e Selic tão cedo, então acho que vale muito a pena sim, além de ter FGC. Abcs

      Excluir
    2. Discordo dessa indicação de cdb prefixado pagando 13%, pq Boa parte são em bancos que podem não honrar e o FGC jamais garantiria se passasse o limite do que ele poderia pagar, se for mais de um banco com problema ou muita gente, digo assim , tem banco oferecendo mas alguns são bancos que na crise podem quebrar ou não honrar

      Excluir
  13. Vou retirar meu dinheiro do Brasil...aqui está ficando esquisito... presidente anti-democratico, taxa de juros incompatível com inflação, governo falando em imprimir dinheiro, Paulo Guedes parece nao ter ideia do que está fazendo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tlvz seja um pouco tarde na questão cambial, mas não confie 100% do seu capital ao Brasil isto é uma coisa certa em qualquer época de qualquer governo na história. Abcs

      Excluir
  14. Nosso banco central parece aqueles cachorros que tentam morder o próprio rabo. Primeiro baixam os juros depois saem vendendo dólares para conter a alta. Eu sou burro mas estes caras pelo amor de Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha adorei seu comentário, tanto que usei ele no Instagram. Abcs

      Excluir
  15. Infelizmente, ter ativos no Brasil se tornou um péssimo negócio, pois a moeda é fraca e a rentabilidade dos investimentos é baixa. Talvez, ao invés de incentivar a "retomada" da economia, a queda da Selic, que tende a nos comparar com países desenvolvidos, embora sejamos um país subdesenvolvido, na verdade provoque uma aceleração da fuga de capitais para os países desenvolvidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o que tinha que fugir já fugiu, só por isso o dólar ainda não está R$ 7

      Excluir
    2. Os estrangeiros já saíram do Brasil como disse o anon ai. Os estrangeiros têm menos de 9% da dívida pública hoje e já chegaram a ter quase 30%. Praticamente só os Brasileiros continuam comprado em Brasil esta é a verdade.

      Excluir

  16. https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/05/metade-da-populacao-podera-ter-de-receber-auxilio-diz-estudo.shtml

    ResponderExcluir
  17. Excelente texto, AA40
    Momento atual é de incertezas. Não está fácil tomar decisão de onde investir atualmente. Está me lembrando a época do governo da Dilma que reduziu a SELIC para um patamar incompatível com a situação econômica do país. Cenário atual está muito estranho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, houve um tempo em que ela desceu os juros na marra. Agora está igual, mas a partir de um certo momento não adianta mais, o sistema bancário não repassa, é apenas para o governo gastar menos com a dívida monstruosa que possui pela irresponsabilidade de décadas. Daqui a pouco vão começar emitir mais dívida, vai se começar a falar em títulos de 50 e 100 anos para empurrar mais a frente ainda o bolo de neve! Lamentável. Abcs

      Excluir
    2. Procura no youtube o canal do José Kobori. Ele explica porque baixar juros ajuda só até certo ponto. Princípio da saciedade na economia, algo assim

      Excluir
  18. https://exame.abril.com.br/economia/real-muito-mais-fraco-tambem-tem-um-lado-positivo-na-crise-do-coronavirus/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo tem dois lados FF, basta estar do lado certo para sorrir e do lado errado para chorar. Qual lado vc está? Abcs

      Excluir
    2. Nao é questao de lado. É questao de saber se adaptar. Só um exemplo: em outros paises uma das melhores formas de renda passiva é aluguel, no Brasil talvez tambem se torne. Na Suiça apenas 1/3 da populaçao tem casa propria, e os ricos de lá nao vivem de Tesouro Direto.

      E outra: antes de rico ou pobre, rentista ou assalariado, sou BRA-SI-LEI-RO e quero o bem do meu pais.

      Sofremos muito com a inflacao em 1994. Isso foi resolvido mas o cambio rigido se tornou um novo problema, isso tambem foi resolvido em 1999 com o cambio flutuante. Restou os juros altos. Parece que isso vem sendo resolvido.

      Temos solidas reservas cambiais e um agronegocio solido e competitivo. A industria está a beira da morte mas talvez ainda possa ser salva. Braskem, Embraer, WEG sao empresas fortes e competitivas.

      Sinceramente, tudo que estamos passando é muito ruim mas que ao menos o Brasil tire algo de bom disso e saia mais forte.



      Excluir
    3. Pq na Suíça 1/3 não tem?

      Excluir
    4. Bom, apenas retificando, eu tenho por certo que esse é o percentual em Zurique - talvez na Suiça toda seja menor.

      O custo de vida na Suiça é elevadissimo (eu morei na Alemanha e me assustava com os preços pra vc ter uma noçao) a maioria das pessoas simplesmente nao tem grana pra comprar uma casa. Juro é baixo mas nem todo mundo qualifica para emprestimo e, por fim, as moradias sao propriedade de uns poucos.

      Na Alemanha tambem muita gente vive muito tempo pagando aluguel. O dono do apartamento que eu morava em Munique era de um professor universitario que inves de aplicar o dinheiro preferiu tem renda passiva com imoveis.

      Voltando ao Brasil, nao sei se alguem notou mas o preço do aluguel residencial nao acompanhou a queda da Selic. Pode ser uma opcao boa no futuro para quem quer ter renda passiva.

      Excluir
  19. poxa AA40, até vc? rsrsrs
    Brincadeira, meu amigo.... aqui em casa todas minhas planilhas estão olhando para mim com cara de interrogação... kkk triste demais, porque eu não sei o que inserir nelas para expectativa de médio e longo prazo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tá facil não, as planilhas não conseguem mentir. Aquela projeção de 9%aa nominal está sorrindo para mim agora hahaha. Ai serão 2 anos a mais ate FIRE, mas chegaremos lá. Abcs.

      Excluir
  20. Modo crise foi o melhor kkkkk
    Pra mim modo crise é para todos desde o cara que ta começando até o felizardo que já alcançou.

    Tenho uma visão pessimista do futuro da economia brasileira é claro que fico na torcida para que o Brasil acabe de uma vez estas brigas politicas e se concentrem em fazer o Brasil crescer mas... estamos ainda vendo apenas a ponta do iceberg.

    Parabéns pelo texto, um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, modo crise acionado em todos os níveis.
      Minha visão também é um pouco pessimista quanto ao Brasil. Se nem o governo atual conseguir colocar a economia nos trilhos, qual esperança resta? Veremos onde isso vai parar. Enquanto isso é diversificar no exterior. Abcs

      Excluir
  21. Não há muito a acrescentar após suas precisas conclusões, com as quais concordo.
    Levanto reflexão, apenas, sobre um ponto: o fato de o mundo ter declarado guerra ao rentismo. Talvez sim, talavez não. Só o tempo irá dizer. Não sabemos se seremos "todos Japão", ou se estamos apenas atravessando uma fase (afinal, isso aqui é Brasil e por isso eu sempre espero mais dia menos dia uma inflação alta e por consequência Selic também).
    Fora isso, uma perda enorme para os blogs de finanças o fechamento do blog do Sr.If... eu era ouvinte assíduo do podcast. Salvo engano você (ou outro blog) já escreveu que uma das piores coisas que pode acontecer com nosso plano é chegar uma crise logo após declarar FIRE. Em março, vendo os Fiis de shopping zerando rendimentos, lembrei na hora do Sr.If... torço para que tudo esteja bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande perda realmente para a comunidade FIRE brasileira. Ainda temos os podcasts dele e esperamos que ele continue com eles ativos e fazendo novas entrevistas. Continuem mandando email para ele e cobrando podcasts, acho que ele atenderá, é gente boa. Abcs

      Excluir
  22. Excelente post, AA40A!
    Eu já estou em processo de chutar o balde nos investimentos do Brasil. Minha carteira, na parte de ações, está mais posicionada no mercado americano.
    Com a SELIC baixa, a evasão dos investidores internacionais daqui no Brasil é certa. O dólar, como sempre, vai se manter em acensão comparado ao real.
    A esperança de uma melhora na economia brasileira se esvaiu com a crise política que se instaura. A questão do COVID foi apenas um "start" para uma crise política que, na minha opinião, pode derrubar o IBOV no médio/longo prazo.
    Vamos ver como vai ser esse processo. Espero que a comunidade FIRE seja forte para passar essa crise.
    Abraço!
    I.An

    www.investidorantifragil.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem muito mar nem muita terra IAM, veja que o ciclo da selic baixa já está ai e precificada, então chutar o balde agora não sei se é a melhor hora. Agora ter um mix entre Brasil e resto do mundo em carteira sempre fez sentido, não importa o momento. Quando todos veem que a coisa tá feia é tarde demais para tentar fazer algo e "salvar" suas carteiras, pois o movimento do mercado sempre antecipa tudo. Ibov pode sim cair mais ou pode subir, quem há 6 meses diria que estaríamos nestes niveis hoje? Pois é, ninguem ve o futuro, mas temos que nos preparar para os mais diferences cenários. O cenário pessimista está ai, mas e um otimista, vc está preparado? Abcs

      Excluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Opa. Qual banco que está oferecendo CDB prefixado de 13% a.a? Procurei e não achei ainda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "Banco Máxima" tem um CDB com vencimento em 8 anos, pré-fixado a 13% a.a.

      Se é confiável eu já não sei.

      https://engenheirotardio.blogspot.com/

      Excluir
    2. Exato. Tem o link no texto. Se é confiável até não importa muito, apenas se mantenha no limite do FGC e estará ok.

      Excluir
    3. Até hoje não tive problemas com esse banco, já tive alguns CDB deles, sempre com boas taxas, mas confesso que nunca fiz para tão longo assim..

      Excluir
  25. Perfeito retrato da situação atual ein AA40!

    sabíamos que não ia ser fácil, mas SELIC a 3% tão rápido assim, quem esperava? E vai cair mais tá. Será que esses juros baixos assim são sustentáveis a nível de Brasil?
    Eu ainda vejo, com a devida cautela, estudo e planejamento, uma oportunidade de se expor mais a RV, graças ao crash da bolsa. Lembrando que houve uma recuperação parcial, pois havia chegado a 64p, agora está lutando pra bater 80.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vejo de forma semelhante Chimpanzé. Pode cair mais, mas a influencia destas quedas não serão mais perceptíveis na economia real que está completamente parada e sem perspectiva de volta e mesmo voltando nao será como antes. Cautela é tudo, deixar uma reserva para pegar um Ibov a 55 ou 60k pode valer a pena. Abcs

      Excluir
  26. AA40 o que você acha de investir em BDRs e IVVB11, para quem não quer investir diretamente lá fora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super recomendo IVVB11 para quem não pode investir lá fora. Não querer já acho que é falta de estudar um pouco mais e para estes recomendo o site do BPM
      http://comoinvestirnoexterior.com
      Abcs

      Excluir
  27. Fala AA40!
    Com certeza o que está acontecendo com os investimentos no mundo como um todo está ficando cada vez mais estranho. Aqui no Brasil também está numa transformação tremenda.
    Quando a SELIC ficou abaixo de 8% a.a. - IR eu percebi que empresas resilientes e boas pagadoras de dividendos tinham retorno igual ou maior se esperasse o tempo passar para receber os dividendos, foi aí que revi minha alocação da carteira para uma maior parte em ações. Vamos ver o que será os próximos passos desse cenário.

    Att. Engenharia dos investimentos

    ResponderExcluir
  28. Antes de mais nada, o que mais importa: Selic a 3% significa juros reais negativos pois nao acredito "nem a pau" numa inflaçao abaixo de 3% esse ano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Previsao do IPCA está em 1,9% neste ano agora. Se a inflação oficial é real ou não, não vale a discussão pq é igual política.

      Excluir
  29. AA40, sinceramente não vejo como ruim acabar com a farra dos rentistas. Apesar de ser uma boa colocar dinheiro lá e viver só na rede tomando água de coco, isso não trazia valor para o país. Vai demorar um pouco pro país andar depois dessa pandemia mas mesmo assim, ainda prefiro o cenário de ter que ralar pra ganhar dinheiro em todos os sentidos. É assim que a gente cresce, é assim que o país crescer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BPM. Que bom ver que ainda tem alguém que acredita no crescimento do Brasil. Eu sinceramente não sou um deles desde 2018. Posso mudar de idea quando ver algo de concreto em termos de mudança da mentalidade do povo e do sistema político. Abcs

      Excluir
  30. Gostaria de ajuda do senhor, tenho 125k parados na poupança (e provavelmente viveria bem com 20k de reserva), queria começar a investir em ações mas sou um completo analfabeto no assunto. Existe algum local onde eu poderia investir com a tutela de alguém, considerando os momentos de baixa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bete, existir existem milhares de gurus e empresas que oferecem cursos e tutela, mas todas te dirão que a responsabilidade por perdas é erros é só sua, o dinheiro é seu e ninguém melhor que vc para gerir.
      Se mesmo assim quiser, acho que o pessoal da l&s análise é uma das menos piores no mercado.
      https://ls.com.vc/trade-ao-vivo

      Excluir
  31. AA40, assim como você e a maioria dos leitores, estou acompanhando todos os acontecimentos e observando.

    Talvez eu seja o único com comentário diferente dos acima.

    A minha mensagem é de segurança.

    Muita coisa que vai acontecer não depende de mim, mas algo muito importante depende: Eu mesmo.

    Eu estou no comando das minhas atitudes, eu planejo a minha caminhada e eu saberei me reposicionar e me adequar se preciso.

    Quando estamos nós no comando da situação, o medo, a ansiedade, a inquietação perdem a vez. Por que tudo isso são coisas que querem controlar sua vida. Quem controla sua vida: Você e seu conhecimento ou seu medo?

    Eu confio nas coisas melhorarem. Tenho certeza que todos, até as piores pessoas, querem o bem e trabalham para ela. O mal nunca vence, a bondade, sim.

    Meu pensamento é que trabalharemos todos juntos para sair dessa, sem exceção.

    Se é o fundo do poço (ou ainda não é), não há problema. O caminho para sair do poço é para cima e é ele que as pessoas procuram.

    Eu continuo acreditando muito no brasil. Somos liderança máxima na região da américa do sul, temos pontos positivos em várias áreas na visão do mundo.

    Eu prefiro me apegar às coisas boas que vão continuar existindo. As más vão passar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você está no comando e está tranquilo. Sinceramente gostaria de ter todo este controle e certeza que vc tem em meio a tudo o que está acontecendo. Gostaria também de acreditar no Brasil, mas denovo, é bem difícil em meio a tudo o que acontece, e não é de hoje é assim desde que nasci, o país do futuro que nunca chega. Quem sabe um dia, a esperança é a última que morre.... Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog ou autores do AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.