Subscribe

Por que a 'Escada de CDB' é uma boa estratégia de investimento em renda fixa

Escada de CDBs ou CD Ladders são muito comuns nos EUA mas por aqui não se lê ou se ouve falar nada sobre as mesmas.
Trata-se de uma estratégia de investimento em renda fixa em que o investidor divide o capital em partes iguais e investe em CDBs com datas de vencimento diferentes, obtendo liquidez no curto prazo e aproveitando as maiores taxas de juros pagas por investimentos de prazo mais longo


Benefícios da estratégia:

Geralmente quanto maior o prazo de vencimento de um CDB, maior a taxa de juros (retorno) pago e menor também o imposto pago pelas regras vigentes aqui no Brasil. 
Existem no mercado CDBs com vencimento diário, 6 meses, 1 ano, 2 anos, 3 anos, 5, 7 anos e ultimamente até 10 anos.
Idealmente queremos investir para obter a máxima taxa de retorno e estas geralmente estão nos instrumentos com vencimento mais longos. Porém, por outro lado, as vezes queremos ter liquidez para, se os juros subirem ou as taxas dos prefixados, poder comprar novos CDBs que paguem mais ou outros instrumentos de renda fixa como tesouro direto, por exemplo.
Fazendo uma escada de CDBs, haverá sempre um vencendo com certa regularidade, proporcionando liquidez caso necessário, mas também aproveitando os juros mais altos pagos por aqueles CDBs de prazo mais longo. Se liquidez não é problema para você, a escada talvez não lhe parecerá interessante.

Exemplo

Se pesquisarmos por CDBs disponíveis hoje no app Renda Fixa, e filtrarmos os indexados pelo CDI e classificarmos por data, podemos montar uma escada de 12 meses de intervalo utilizando um valor fictício de 200 mil reais para ficar abaixo do limite do FGC com certa margem:

Digamos que tenhamos 200 mil para investir, poderíamos distribuir da seguinte forma (apenas exemplo, não se trata de indicação de investimento):

CDB             Prazo (anos)     % CDI       Valor a investir
Banco Fibra      1                   109 BRL    33.333 
Banco Pan 2                   114 BRL    33.333 
Banco Pan 3                   119 BRL    33.333 
Banco Pine 4                   124    BRL    33.333 
Banco Pine 5                   126 BRL    33.333 
Banco Máx.       6                   130 BRL    33.333 

Com prefixados fica ainda mais interessante:

CDB                    Prazo (anos)     PRÉ(a.a.)        Valor a investir
Banco Daycoval      1                   7,16  %             BRL    33.333 
Banco Original 2                   9,67  %             BRL    33.333 
Banco Pan 3                   10,72%             BRL    33.333 
Banco BMG             4                   12,20%             BRL    33.333 
Banco Pine               5                   12,53%             BRL    33.333 
Banco BMG             6                   13,21%             BRL    33.333 

*DICA: Para evitar pagar IR mais alto nos dois primeiros anos, estude usar LCI/LCA na montagem do plano da escada. 


E quando vence o primeiro CDB, o que fazer?


Daqui a 1 ano o primeiro CDB vence e então, caso não precise do dinheiro, deverá comprar um novo CDB com vencimento de 6 anos. Desta forma você estará sempre comprando CDBs com o máximo retorno, mas tendo o benefício de ter liquidez parcial em intervalos de 1 ano.
No prefixado, a diferença entre o que tem vencimento de 1 ano e o de 6 anos chega a 47% a menos de rendimento que você deixa de ganhar por não fazer a escada.

No caso de uma emergência e o investidor precisar de dinheiro, a "estratégia da escada" garante que o o mesmo tenha um CDB com vencimento próximo, reduzindo, assim, o risco de liquidez.

Investidores que colocam todo o dinheiro em um único CDB pode se deparar com o fato de um novo CDB ser emitido logo a seguir pagando uma taxa maior de juros ou percentual do CDI. O investidor então estará com seu dinheiro todo bloqueado e não conseguirá aproveitar tão cedo as novas taxas de juros.
Isto é ainda mais importante para quem investe em CDBs ou instrumentos prefixados onde a taxa de juros do país é instável e sofre constante reajustes.



E você caro leitor, consegue perceber o benefício desta estratégia? Já a usou? Conte-nos abaixo:




46 comentários:

  1. Conceito interessante, realmente não conhecia... ano que vem começo a pensar onde investirei o dinheiro que mantenho fora do país e me parece ser essa uma boa opção caso o mercado americano não recue, ainda estou com muito medo dessa década de alta para considerar colocar tudo em ETFs.


    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também penso em investir no exterior, mas após um longo período de alta, não sei se esse é o melhor momento. Prefiro aguardar um pouco...

      Excluir
    2. Legal 365. Por enquanto estou mandando dinheiro para fora e deixando boa parte investida em CDs e treasures esperando o momento certo. Rende pouco mas é dry powder para quando precisar comprar pesado!

      Excluir
  2. Olá aa40!
    Eu conheço o conceito e resolvi montar minha escada aos poucos e não de uma vez só como o conceito é explicado.
    A cada 3 meses eu compro algum cdb com vencimento em torno de 1000 dias. Já faço isso há 2 anos. Desta forma sempre pego boas taxas e maximizo meu rendimento pela postergação do pagamento de IR.
    Em 2020 os primeiros começam a vencer.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Janota. Perfeito.
      Bons investimentos.
      Abcs

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. É uma boa estratégia. Tenho alguns CDBs com vencimento no médio prazo. Eu particularmente estou esperando para alocar um pouco de capital no TD IPCA 2045 quando a taxa se aproximar de 6%, mas está demorando demais e talvez eu mude essa estratégia comprando algum cdb mesmo. A vantagem do tesouro IPCA é que você só vai pagar imposto lá em 2045 e evita o risco de quando os CDBs vencerem daqui à 4-5-6 anos não encontrarmos taxas boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal It's me. Para não pagar IR no 2045 precisa escolher aquele que não paga cupons de juros, já que os cupons são tributados no pagamento. CDBs são sempre interessantes - os vendidos pelas corretoras. Abcs

      Excluir
  5. Olá AA40,

    Utilizo esse conceito sem o conhecer rs. Bom, agora o conheço. E como está mais claro como estruturar, vou revisar meus CDBs. Os degraus devem estar tortos.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal II. Pois é, esta estratégia é muito usada nos EUAe as corretoras oferecem as escadas montadas já mas por aqui fazemos sem considerar uma estratégia em si. Abcs

      Excluir
  6. Olá AA40,

    Eu não conhecia. Parece ser uma boa estratégia. Eu nunca investi em CDB, penso em investir no futuro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CDBs são ótimos investimentos em RF. Tem cobertura do FGC entao risco é muito baixo e rendimentos de até 130% CDI é ótimo, se considerar que o CDI ganha até do IBOV em muitos períodos. Abcs

      Excluir
  7. E ai AA40!

    Não conhecia esse conceito, achei muito interessante. Vou avaliar a possibilidade de colocar essa estratégia em prática!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Ministro. Que bom que contribuimos. Abcs

      Excluir
  8. Bom fazer essa escada misturando cd, lei, ela , tesouro. Interessante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, dá para misturar instrumentos de renda fixa para fazer escadas de vários tamanhos. Muito bem colocado Rafael. Abcs

      Excluir
  9. Boa! Invisto em CDB há anos e não conhecia esse conceito. De uma forma mais ou menos intuitiva eu sempre fiz um escalonamento de liquidez mas confesso que essa ideia de vencimentos consecutivos, apesar de natural, eu não tinha alcançado. Ainda tenho muitos recursos em CDB, vou ficar mais atento de agora em diante. Vivendo e aprendendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Jardineiro. Bons investimentos !

      Excluir
  10. só fiquei na dúvida se compensa...
    fazendo isso por 30 anos, vc vai pagar IR pelo menos 5x. Vale a pena?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para pagar IR menos vezes você precisaria investir em CDBs com vencimentos mais longos. Se liquidez não é sua preocupação pode ser uma boa. A escada é mais para quem precisa de certa liquidez mas quer aproveitar os maiores rendimentos dos vencimentos mais longos VR. Abcs

      Excluir
  11. Tenho feito dessa maneira com meus investimentos da renda fixa, pelo menos 1 título vencendo por ano. Minha dúvida mais recente é se vale a pena antecipar minha NTNB2019 e redistribuir na escadaria para preencher meus "gaps".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Gui. A NTN já está vencendo então está convergindo para a taxa contratada. Não fará muita diferença a meu ver mas precisa analisar. Abcs

      Excluir
  12. Interessante estrategia para quem gosta de renda fixa. Apenas para prazos até 1 ano, as vezes as LCI e LCA para esse prazo, tem uma rentabilidade maior (liquida), por não ter imposto de renda, convém comparar. Então as vezes, poderíamos misturar LCI e LCA com CDBs.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim II, como alguem ai falou, mesclar títulos de RF para fazer o ladder faz sentido também como LCIs/LCAs que não tem IR para começar a escada de curto prazo.

      Excluir
  13. La fora um CD ladder poderia fazer sentido, mas uma estrategia bem melhor que eu pratico seria investir em CD's de longo prazo com EWP's (Early Withdrawal Penalties - forma de multa se resgatar antes do vencimento) bem baixos. Precisa pesquisar bem os EWPs. Assim, poderia calcular a taxa liquida, inclusive do EWP, que bate em muitos casos as taxas de CDs de menor prazo.

    Aqui no Brasil, nao faz muito sentido fazer um CD Ladder com pos-fixados! Uma perda completa de tempo no meu ver. Pre-fixado poderia, mas nao existem tantas opçoes no mercado de hoje. Muitas vezes um Pre no proprio Tesouro consegue taxas mais competitivas, com menos risco. Ai sim, um Ladder Pre e Inflaçao do TD seria a melhor opçao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em que se baseia para dizer que é perda de tempo com pós fixado se é claro que quanto maior o vencimento maior o % do CDI pago? Se para vc não faz sentido é outra coisa, mas para muita gente faz sentido sim.

      Excluir
    2. Vamos la. "Travar" os seus investimentos em taxas overnight todas com base daquela 'canetada' do BC? Uma entidade que nao eh o mais independente, vamos nos lembrar.

      Seria um exercicio em futilidade.

      Eh so se lembrar o que ja aconteceu com TODOS os seus CDBs do seu suado Ladder na epoca de Tombini ....

      E agora com o Ilan, tambem um 'Dove,' todos os CDBs do seu Ladder sofreram, mais uma vez ....

      Uma perda nao apenas de tempo mas de retornos.

      Excluir
    3. Sim mas aí não é culpa da ladder mas da conjuntura macroeconômica. Todos indexados ao CDI sofrem.

      Excluir
  14. Chegando agora e já devorando o blog. Interessante o conceito, principalmente o fato da corretora já montar a escada automaticamente.

    ResponderExcluir
  15. Primeira vez que vi isso, salvo engano, foi no blog do Corey (ou aqui mesmo ou em outro blog com mais anos de vida) lá por volta de 2002... ele linkou um texto em inglês e daí conheci o conceito. Mas confesso que nunca usei não. Pra vencimento mais longo soco tudo no TD IPCA 2035 pra postergar ao máximo o IR e deixar os juros compostos agirem por mais tempo sem desconto de IR no meio do caminho. Como recebo certinho todo mês, todo mês tenho grana nova pra aportar, não tenho tanta necessidade de liquidez para grandes valores, então acho que não faz muito sentido pra mim fazer escada. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo Filipe. Quem não tem preocupação com liquidez não precisa usar a escada não. Vc tá certo sim. IPCA+ é um ótimo caminho para o longo prazo e proteção contra inflação. Abcs

      Excluir
  16. Descobri a idéia faz algum tempo e venho implementando. Só que nao pego nada pra mais de 3 anos porque ainda acho muito tempo. Mais longo que isso prefiro TD IPCA, pois se precisar mesmo da grana posso vender, já CDB nao tem como, tem que esperar. Parabens pelo artigo, ficou bem legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Vaga. Fazia tempo que não marcava presença aqui. Bem vindo de volta. Abcs

      Excluir
  17. Muito boa a análise. Simples, mas que muitos nãos e dão conta. As melhores taxas de RF estão nas corretoras que oferecem um verdadeiro cardápio de bancos;/ financeiras. Coloco um ponto aqui AA40 para obter sua opinião, já que gosto de título privados e longos. Minha preocupação é com o risco Brasil. Os títulos privados não te dão liquidez e se a coisa degringolar de vez, tipo Argentina ou mesmo ter alguma tendência na direção da Venezuela não se consegue mexer nesses títulos antes vencimento. Até consegue no mercado secundário, mas aí, no cenário que coloco a perda será imensa da mesma forma. Enfim, apenas uma preocupação que tenho em relação a essa estratégia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon está é uma preocupação de todo mundo e que está a cada dia aumentando. O risco Brasil é alto e sem reformas não tem saída. Deixei isso bem claro no post sobre porque não invisto mais no BR se as reformas não sairem. Nem em RF. Dá uma lida lá. Estou investindo só no exterior no momento. Abcs

      Excluir
  18. Olá AA40,

    Excelente dica, eu não conhecia e achei bem interessante. O que achei melhor nesta estratégia, é o fato de você investir em CDBs mais longos (ate 5 anos), consequentemente pegar uma taxa melhor e ainda sim, de qualquer forma ter uma liquidez anual de parte do total investido. Atualmente tenho a maior parte da minha carteira em CDB, com certeza vou aplicar esta escada.

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Show Rico. Feliz em poder contribuir. Um abraço

      Excluir
  19. Olá AA40,

    Eu já faço essa estratégia há um bom tempo, tanto que tenho CDBs prefixados pagando acima de 16% até 2019.

    Eu geralmente coloco em LCI ou LCA os vencimentos mais curtos em função da isenção de impostos. Nos vencimentos longos coloco em CDB misturando pré e pós.

    Sabendo avaliar a curva de juros é possível definir se vale mais a pena o pré ou pós-fixado.

    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa II. É exatamente disso que estamos falando. Existem momentos em que se tivermos liquidez para aproveitar estes prefixados que estavam pagando 16%aa estaremos garantindo um belo rendimento por alguns anos ao passo que se estiver tudo investido em CDBs pagando menos não poderiamos aproveitar. Esta estratégia permite isto, com reinvestimentos a cada 12 meses ou qualquer outro periodo disponível. Abcs e bons invst.

      Excluir
  20. Caro AA40, seu blog é muito bom. Sempre leio, apesar de não comentar devido ao tempo. Me identifico muito com o conteúdo do seu blog e tb do IF365, pelo fato de ganhar relativamente bem (Porém muito menos que ele... rsrs) e odiar o emprego. Sem querer já faço essa escada, mas estou como vc, estou com medo de novos aportes aqui no 3º mundo, ainda mais nos bancos intermediários, que são evidentemente os de maiores retornos. Não sei se vc já fez, mas poderia fazer um post de como investir nos EUA, opções de corretoras e etc... O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitor. Que bom que está gostando do nosso blog. Isto nos motiva mais.
      Sim, por isso ao investir nestes bancos médios e pequenos nunca podemos ir além do seguro do FGC. Sempre manter uma margem abaixo aliás. Investir cerca de 100 a 150k no maximo nestes de 5 anos de prazo. Se for um prefixado basta ver o valor estimado final e ficar abaixo de 250k.
      Sobre investir no Exterior, existem muitos blogs bons que falam tudo sobre isto então não escrevo muito aqui para não ser repetitivo. O melhor deles no momento é o comoinvestirnoexterior.com . Abcs

      Excluir
  21. Primeiramente parabéns pelo blog! "Segundamente" eu tenho feito isso com LCI's e nem sabia que isso é uma técnica hehehehehe ... basicamente invisto para gerar um fluxo mensal (para reinvestimentos) de vencimentos de LCI's.

    Iniciei com ciclo de LCI's com vencimento de 90 dias e comecei a investir em LCI's com vencimentos em 180 dias. A ideia é ir aumentando até ciclos de 12 meses. Abraço e sigo você!

    https://buscandorendapassiva.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado BRP. Pois é, muita gente faz e nem sabe. O que é preciso é estruturar o plano com intervalos regulares, cobertura do FGC, otimização de IR. Visitarei seu blog
      Abcs

      Excluir
  22. AA40, vc acha que essa estratégia funcionaria para o período "pós-acumulação", ou seja, quando o patrimônio estiver formado e precisar só da renda mensal? Por exemplo: se eu conseguir juntar R$ 1 milhão, poderia previamente dividir as aplicações de forma que todo o mês seja o vencimento de um CDB no valor X...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anon. Sim poderia sim. Fica difícil é planejar o vencimento todo mês (não simulei se isto é possível na verdade_, mas pensando em um prazo anual, quem quer ficar só na RF pode sim fazer uso desta estratégia.

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.