Subscribe

Estamos vendendo nossa saúde física e mental. Saiba valorizá-la !

Às vezes o trabalho nos ocupa tanto que nem temos tempo para ficar ansiosos durante o dia. No seu trajeto para casa ou no sofá da sala com a família às 8 da noite é quando ele chega. Sem querer, você trouxe o trabalho para casa com você, mesmo você não estando executando-o. Ele está sentado ao seu lado, olhando para você e parece que não há nada que você possa fazer.

Uma pesquisa da Mental Health Association mostra que pessoas com altos níveis de estresse no trabalho têm pior saúde mental do que aquelas com níveis mais baixos, logicamente, porém quatro anos de estresse crônico alto podem levar a uma redução de 7% na capacidade mental em comparação com aqueles que não sofreram estresse. O estresse também torna as pessoas mais zangadas, mais doentes e mais propensas a estar em casamentos infelizes.


Nossa vida fica no automático a partir de um ponto. O estresse do trabalho chega aos níveis observados pelo SRIF365 neste ótimo post. Porém o papel do chefe na saúde geralmente não é de um médico mas um sabotador.
Infelizmente vendemos não apenas nosso tempo para as empresas, mas vivemos em uma época em que estamos vendendo nossa saúde física e mental também ! Precisamos pensar sobre o valor disso já que não se compra por ai.

Em casa 

Estamos em casa apenas de corpo presente. A mente não está na família ou em casa, está presa ao trabalho no escritório.
Sabemos que o “estar presente” nos ajuda a perceber a riqueza das experiências e da vida, mas e quando não conseguimos atingir este nível de consciência? 
Geralmente chegamos em casa tão esgotados mentalmente que não conseguimos falar direito com o(a) companheiro(a).
A necessidade de não lembrar do martírio que foram 10, 12 ou as vezes 14 horas de trabalho contínuo, prazos, relatórios, e o pior, falta de comunicação, desentendimento da equipe, falta de conhecimento e desinteresse da chefia pelos detalhes das coisas é maior. 
Este "não querer lembrar" pode levar a uma falta de comunicação familiar e a crises nos relacionamentos.
Além disso, o pensamento fica preso nas coisas que ficaram por fazer, nas coisas que foram feitas mas que deram problemas, nas discussões com colegas e chefia, enfim, nos problemas do dia que passou e também nos problemas do dia seguinte, pois eles nunca acabam.

Filhos

O mesmo problema de não estar presente leva a uma desconexão com seus filhos. Desligar do mundo e dar atenção total a eles pelo menos a noite seria essencial mas é difícil pelos motivos citados acima. 
O tempo passa, eles crescem. O melhor tempo para curtir a paternidade acaba e é mais uma coisa que o trabalho está lhe tira, não bastasse a saúde física e mental.

Saúde

Fadiga mental
Os sintomas da fadiga mental e burnout são estes abaixo. Veja se você também tem algum ou vários deles:
  1. Incapacidade de manter uma boa e saudável conversa, sem sentir que vai explodir
  2. Há muita coisa acontecendo, mas pouco espaço para processar
  3. Você se esquece de praticamente tudo
  4. Fica fisicamente cansado muito facilmente, e sem nenhuma razão
  5. Você não pode sequer pensar já que não há tempo para processamento
  6. Você é uma montanha-russa emocional


Resumindo, você se sente um péssimo funcionário(a) pois não dá conta de tudo, um péssimo marido (esposa) e um péssimo pai (mãe) pois não tem tempo e disponibilidade mental para sua esposa (marido) e seu filho(s) que deveriam ser as coisas mais importantes na vida !
Como chama a atenção o Viagem Lenta em seu ótimo artigo, os jovens precisam pensar que as coisas mudam e se preparar para isso buscando a independência financeira o quanto antes. Leia aqui o excelente artigo

Caros leitores, sei que a maioria de vocês passam por situações de estresse no trabalho diariamente. Poucos conseguem não trazer isto para casa e isolar. Não é fácil fazer isto pois é psicológico e depende do caráter de cada um. Há pessoas que conseguem ligar o foda-se mas existem outros que simplesmente são responsáveis demais com as coisas e não conseguem fazer isso, colocando em risco sua saúde física e mental em troca de uma compensação financeira no final do mês. 
Uma das poucas saídas é FIRE! Muitos dos seus colegas terão que trabalhar até os 70 anos de idade, isso se chegarem até lá neste ritmo louco. FIRE pelo menos coloca este limite muito antes e com isso a possibilidade de pelo menos recuperar parte do perdido. E para você ?




83 comentários:

  1. Eita AA40... Todo foco tem sua consequencia. O atleta quer ganhar a competição a qualquer custo, vende a alma por isso. O FIRE os mais radicais a mesma coisa. Cabe a cada uma pesar 8 ou 80... Pra mim a vida é equilibrio. Sei que vai demorar mais tempo para atingi-la. Nesse meio tempo tenho boa saude, vida familiar equilibrada, graças a Deus tudo caminhando bem. Ambiente de trabalho tb muito bom, não tenho do que reclamar. Gostaria sim de já estar curtindo a fase FIRE, mas minha saúde fisica, mental e espiritual nenhum FIRE é maior que isso. Portanto a vida te retorna de acordo com aquilo que vc dá pra ela.

    Se é foco total em FIRE ok, saiba que terás algumas consequencia
    Se é manter a vida familiar e saude em ordem, ok tb, a fase FIRE deve demorar mais um poquinho.

    abs e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo KSPOV mas no meu trabalho é assim. É 100% ou tá fora. Tem fila de gente querendo e se eu sair perco muita coisa que conquistei para chegar até aqui.
      Não posso me dar ao luxo de parar ainda. Preciso continuar mais 6 anos mas tá osso.
      Abcs

      Excluir
  2. Cara, me vi muito nesse post, passei 7 anos da minha vida num nível de stress absurdo, sem ferias, sem final de semana, 100% na atividade.
    Resultado: cheguei ao hospital com a pressão 18/14, isso antes dos 30 anos.
    A partir desse fato resolvi pisar no freio, tenho conseguido por enquanto, mas já sinto que estou começando a acelerar novamente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Engenheiro, meu caso é tipo piloto de fórmula 1, não tem como andar devagar. Se pegar leve tá fora.
      Existe muito trabalho assim infelizmente onde pegar leve não é uma opção.
      Nossa 18/14 é para internação imediata. Ainda bem que conseguiu maneirar, e agora tá sob controle? precisa tomar remédio continuo? Abcs

      Excluir
    2. Sobre o episódio que relatei de fato fui internado. Passei mal trabalhando e acabei desmaiando e por isso tenho apenas flashes desse dia. Mas recordo que entrei no hospital na ambulância, não conseguia sequer movimentar os membros voluntariamente, me internaram mas tive alta no mesmo dia a noite.

      Ao investigar posteriormente, para minha surpresa o coração estava ok, não precisei tomar remédio.

      Porém o cardiologista indicou que eu fosse num psiquiatra e psicólogo para ir mais a fundo, o diagnóstico mais provável foi burnout (https://pt.wikipedia.org/wiki/Síndrome_de_burnout).

      Compreendo totalmente o ritmo de piloto de F1, mas lembre-se que no GP de mônaco até os mais velozes pilotos freiam na curva para não bater contra a mureta ;)

      Grande abraço.

      Excluir
    3. Nossa, estou pertinho do burnout também pelo visto.
      hahah legal sua analogia com o GP de Mônaco mas mesmo nas curvas eles estão andando a mais de 100km/h então o risco de bater é sempre muito alto realmente. Abcs

      Excluir
  3. Acho que nem vale a pena casar e ter filhos. Focar no bem estar financeiro e pronto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, também pensava isso até ter meu filho. É muito legal e impagável. Se não tivesse familia tlvz eu já teria desistido ou entrado em colapso. Pior, tenho um amigo que trabalha na mesma empresa que eu e é solteiro e sem filhos e o maluco faz pior que eu, vira noites, final de semana e tudo mais e só ganha mais trabalho com isso...mas entrou a pouco e quer mostrar trabalho ai já viu.
      Nem sempre a solução mais simples é a melhor. Abcs

      Excluir
    2. AA40, sinceramente acho q mais 6 anos disso vc não aguenta e menos ainda a sua esposa e filho. Como vc disse, não consegue ter a relação que gostaria com ele, então das duas uma: ou sua esposa te larga e daí vc vai passar a vida pensando q deveria ter dado valor antes, ou ela aprende muito bem a viver sem vc e qnd vc perceber ela não se importa mais. De q adianta vc morrer por 6 anos, perder tudo q importa e daí viver 20 independente e sozinho? Entendo 100% o foco na carreira e não querer "perder" tudo q lutou tanto, mas concorda que se a sua esposa reclamou é pq a coisa não tá legal? Está na hora de analisar o que vale a pena de verdade. Seu filho vai crescer, não vai nem te conhecer, vai se ressentir de vc e daí qnd ele for adolescente vc vai querer passar tempo com ele e ele q nao vai querer... Sei lá, prefiro viver com menos, mas bem, e demorar mais pra chegar à independência do q ganhar muito, viver mal e descobrir tarde demais q tudo q vc precisava já tava debaixo do seu nariz...

      Excluir
    3. Até o Alexandre Tasca com 42 anos que é podre de rico, sempre foi rico e nunca teve patrão fala que filho é problema e nunca vai ter, porque alguém que esta lutando por uma mísera independência financeira arrumaria um problema desses?

      Nem sonhando. Melhor não arriscar perder o precioso tempo.

      Excluir
    4. Primeiro, quem é Alexandre Tasca? Nunca ouvi falar. Segundo, isto é decisão pessoal, não tem nada a ver com dinheiro. Se fosse assim nenhum pobre jamais teria filho.
      Agora se vc acha que ter 1 filho é perda de tempo, melhor não ter mesmo. Abcs

      Excluir
    5. Claro que é uma decisão pessoal e o Tasca foi só um exemplo. Pra mim dinheiro e bem estar pessoal estão acima de tudo. Casamento e filhos não me dariam esse bem estar, além de trazerem gastos. A matemática é simples.

      O Tasca nasceu rico, tem um canal no you tube, dei o exemplo dele pois tem a mesma visão que eu. Porém eu sou o contrário dele na parte financeira, não nasci rico.

      E dinheiro é tudo pra mim.

      Excluir
    6. Entendi. Tranquilo. Tomara que você não se arrependa dessa decisão no futuro. Pode parecer que dinheiro compra tudo e realmente compra quase tudo, mas algumas coisinhas não. Abcs

      Excluir
    7. O futuro já é agora. Não tem arrependimento nenhum.

      Excluir
    8. A "eterna busca pela independência financeira". Povo passa a vida inteira em busca disso e esquece de viver. Se seu objetivo é ter esta tal de independência financeira e achar que filho vai atrapalhar, então é bom ficar longe da maternidade mesmo. Só que para alguns, ter filho é viver, faz parte da vida, então, estão nada mais que vivendo a vida. A vida é o que acontece quando vc está pensando na aposentadoria. A jornada é mais gratificante que o destino final. Assim eu penso.

      Excluir
    9. Ah, casar e ter filho em tese não prejudica a I.F., foi depois que me casei que passei a guardar todo meu salário, isto porque o salário da esposa é suficiente para pagar todas as despesas. De qq forma, penso que o divórcio este sim pode ser a ruína de uma homem, ainda mais se tem filho na jogada. Então, se casou, fique atento ao matrimônio, se a coisa desandar, sua I.F. realmente vai por água abaixo.

      Excluir
    10. Bem colocando Uó, um divórcio certamente pode prejudicar e muito ou até inviabilizar FIRE. Rende um post. Abcs

      Excluir
    11. Respondendo os anons e os blogueiros acima, não é necessário casar pra guardar dinheiro e casamento pode não ser algo 100% ruim.

      Não sou contra casamento, mas eu não arriscaria casar sem ter pelo menos condições de comprar um imóvel a vista e ter uma quantia aplicada que me rendesse um valor que sustentasse a família.

      Casar com separação total de bens. Com uma mulher que tenha pelo menos as mesmas condições. É difícil, onde vai achar uma mulher que aceite pagar metade de um imóvel a vista pra família morar?

      Se o imóvel custar 200 mil, esposa paga 100 e marido 100. Se separarem, cada um fica com metade e pronto. O que juntaram antes do casamento, nem entra em jogo.

      Por isso que a gente fica sozinho, onde vai achar mulher assim?

      Excluir
    12. Com todas essas suas imposições e exigências acho difícil encontrar alguma mulher mesmo. Quem sabe vc encontre algum homem assim, é mais fácil.

      Excluir
    13. Homem não é minha praia anon, se você curte problema é seu. Eu só dei um exemplo.

      Mulher tem em todo lugar, comer e depois jogar fora é a coisa mais fácil do mundo.

      Não seja palhaço.

      Excluir
    14. Experimenta casar sem ter dinheiro pra bancar a família pra ver que bom que vai ser!

      Vai depender de salário pra sobreviver? Nem a pau Juvenal.

      Primeiro IF, depois quem sabe, casamento.

      E se depois da if não tiver mais saco pra casar e ter filhos, não casa e pronto.

      Excluir
    15. Talvez o problema seja vc e não elas!

      Excluir
    16. O seu animal, quem disse que não arrumo mulher? Esqueceu da parte de "comer e jogar fora"? Eu falei de esposa e não de qualquer uma que se sai por ai.

      Excluir
  4. A situação geral é complexa. Cada profissão, empresa e ambiente de trabalho tem suas próprias características, cada pessoa deve ter auto crítica pra saber o que realmente vale a pena e até onde é possível chegar com saúde física e mental.

    Você falou sobre pessoas responsáveis que não conseguem se desligar do trabalho. Há também o outro lado, tem pessoas que tão nem aí pro trabalho, fazem mal e porcamente o mínimo necessário e quem acaba pagando essa conta aí muitas vezes são os mais responsáveis que dormem ma quando algo fica sem solução no trabalho.
    São esses que os superiores esperam "algo mais" e de certa forma são penalizados por isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Muito bem colocado anon. Infelizmente é muito difícil mudar isto pois é parte do caráter das pessoas. Abcs

      Excluir
  5. Aa40

    Lendo seu texto veio na mente um filme que as vezes costumo pensar e usar como exemplo quando vejo que estou deixando de viver.. Vc já deve ter visto Click com Adam Sandler..
    Ele literalmente passa a maior parte do tempo em casa apenas com corpo presente, e quando se dá conta vê que seus filhos cresceram, sua vida passou e ele não viveu, pq estava igual um robô em casa..
    No final tudo aquilo foi um sonho e isso que tento usar como reflexão, da tempo de "acordar" pra vida, assim como ele fez.

    Não podemos ficar escravos de nada.. Nem mesmo da corrida da Fire. Eu busco penso diariamente em estar bem no futuro, mas hj tento balancear, viver tbm o presente. Eu me imagino viajando pela Europa daqui 20 anos com a vida mais tranquila, feliz.. Porém hj posso tbm reservar algo pra viajar por perto mesmo, pra passear com família.
    Pq a sensação que dá no filme, e que dará na vida de vc olhar pra trás e ver que não viveu o que poderia só pensando no futuro tbm é algo assustador.
    Vamos viver o presente sem extravagâncias, caminhando pra Fire mas vamos aproveitar o caminho tbm!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem lembrado. Assisti este filme faz muito tempo. Preciso rever. Na vida real não temos aquele controle remoto né.
      Na verdade não considero que a corrida FIRE seja o motivo disso e sim uma SAÍDA disso. Muitos dos meus colegas aqui farão isto até os 70 anos de idade se alguém conseguir chegar lá fazendo este rotina, entào FIRE me dá perspectiva de parar muito antes e ainda ter tempo de recuperar parte disso, o que os outros nem isso conseguirão, entendeu. Tem este detalhe de como vc ve FIRE tbm. Abcs

      Excluir
  6. AA40 acredito que voce deve ter investido muito em sua profissão e batalhado para estar onde está. Mas mesmo que nao esteja em condições de independência financeira, pode estar em uma situacao mais confortável que muita gente em termos de reserva financeira. Seis anos é bastante tempo, considerando a pouca qualidade de vida que vc tem. Avalie investir em uma transição antes disso. Seguramente com mais tempo e saude voce pode potencializar talentos que gerem renda. Aqui nós estamos na casa dos 40, ja sofrendo com os maleficios do nosso estilo de vida na saúde.
    Meditação é algo poderoso e me ajuda bastante. Da meios de voce conseguir tirar o foco em tempo integral dos problemas, alivia stress.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas ABM. Foram anos a fio dedicados a profissão e a crescer na empresa. Agora que cheguei a um patamar onde outros querem chegar, preciso tirar vantagem financeira disso. É o velho ditado do se correr o bixo pega se parar o bixo come.
      Infelizmente não vejo como fazer essa transição mais branda. O último que pleiteou um período sabático já dançou alguns dias depois.
      Só com muita meditação mesmo. Valeu pela dica. Estou tentando encontrar algum talento extra que gere renda mas não é tão simples encontrar isso. O blog é uma delas mas não gera renda ainda. Abcs

      Excluir
    2. Acredito que você está em uma situação que a maior parte dos fatores está fora do seu controle. Na opção de se manter no trabalho por mais seis anos, você não tem controle sobre o volume de trabalho que terá, sobre o humor ou senso de justiça do seu chefe, sobre o comportamento dos seus colegas. Você só tem controle sobre a forma como você se relaciona com essas questões. Não há saúde mental que resista neste ritmo. Então o seu desafio é conseguir uma habilidade de conectar e desconectar do trabalho para se fortalecer. Quando estiver com seu filho, esteja 100% concentrado nele. Converse com sua esposa para que ela entenda como vc se sente. Não importa os fatos, o que importa é como eles te impactam. Há alguns meios que podem te ajudar a voltar sua mente para o momento presente. Como falei eu uso a meditação. O Tim Ferris realizou tres entrevistas muito boas com professores de meditação. Uma com a Tara Brach, com Jack Kornfield e com Sharon Salzberg. A do Jack Kornfield é um bom começo. Se cuide AA40!

      Excluir
    3. Exatamente ABM. Boas dicas. Obrigado e vou tentar me cuidar mais psicologicamente. Abcs

      Excluir
  7. pois e aa40 ai cada um tem de escolher ne; espero que vc sobreviva tive um colega que teve um infarto. Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa nem fale. Estou neste caminho. Infelizmente neste período do ano é um dos piores. Na verdade todo final de trimestre é complicado na profissão que tenho mas agora está emendando tudo....Vamos que vamos..após um final de semana as coisas melhoram um décimo pelo menos.
      Abcs

      Excluir
  8. Olá AA40,

    Realmente a saúde mental da humanidade anda em declínio. Por exemplo, a minha.

    Sou jovem, pobre, pardo e homossexual, creio em mim que essa orientação sexual é uma sequela da falta de um pai em minha vida. Vocês não tem ideia de como isso desmantela a psique de um ser humano. Ainda mais com os agravantes de ter Asperger e TOC. Penso diariamente em suicídio.Aqui onde moro não existe psicológo. E eu sou pobre, bem pobre.

    Agora estou ultimamente apaixonado platonicamente por um homem mais velho. Que vergonha. Queria tanto me sentir atraído por meninas. Sabe, ser um rapaz normal, ter amigos, sair, se divertir, namorar bastante. Mas eu não. Devo ter sido um serial killer em outras vidas para ter tanto sofrimento nesta vida agora. No final das contas, praticamente nem acredito mais na existência de Deus.

    Nasci fadado ao fracasso e a depressão eterna. Que todos consigam ser felizes nesta vida, por que eu não fui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba Anon, não se sinta assim cara, plante o bem, dê o seu melhor em tudo que faz que a vida vai te recompensar, tenha certeza! Abç

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Nossa anon. Achei que eu estava com problemas. Cara como falaram acima, não há nada de errado nisso. Tudo isto está na sua cabeça. Sei que não deve ser fácil mesmo mas aceitar as coisas como estão não é o caminho. Pense em que vc pode fazer para quem sabe ir morar em outra cidade. Quem sabe se desconectar dos problemas locais, buscar novos ares, sei lá. Ultimamente vc é uma pessoa independente e dono de si e livre para fazer o que quer da vida. Abcs e força ae.

      Excluir
    4. Tem que vencer a falta de amor com voce mesmo primeiro :D foco força e fé. Siga a dica dos amigos acima, tudo vai dar certo na sua vida ANON

      Excluir
    5. Olá,

      Eu sei disso, tenho muita, mas muita vontade de ir embora dessa cidade, desse estado. Queria morar no Sul. Nem que eu ficasse longe de todo mundo. Daria um jeito de levar depois apenas minha mãe e meu irmão doente, não posso cometer a covardia de abandoná-los. Recomeçar minha vida bem de longe, eu prefiro morrer a passar o resto da vida nesse inferno.

      Cidade pobre onde só riquinho filho de funcionário da prefeitura tem chance. Queria passar em algum curso universitário para poder viver em outro estado.

      Eu não tenho nem certeza se vou conseguir ser feliz sendo homossexual. Todo mundo é muito egoísta, só quem pode amar e viver feliz são os héteros, o resto que se dane. E além disso o mundo LGBT é cheio de falsidade e escandilice. O que mais me dói é que sou cheio de coisas ruins mesmo sendo novo (pobre, feio, asperger, TOC, pardo e ainda um baitola).

      Nunca vou ter diversão, alguém do meu lado, namorar, noivar, casar, ter filhos. Por que não sou um homem de verdade. Devia ter cura para isso. É muito revoltante minha situação.

      Excluir
    6. Anon, você já pensou em vir para São Paulo? Aqui existem clínicas gratuitasde psicologia e psiquiatria vinculadas a boas faculdades, além de uma cena LGBT bem forte, onde você poderia conhecer pessoas legais. Força para você!

      Excluir
    7. Penso sim em ir embora daqui. Porém essa cena LGBT que você se refere for aquelas baixarias nas paradas LGBT, a briga doentia por divas e outras futilidades, não quero isso para mim.
      Apenas uma vida normal.

      Excluir
  9. Olá AA40, muito delicada sua situação mas pense que vc está fazendo todo esse esforço por um bem maior, que é a FIRE. Entendo que suavizar não dá, mas tente dar uma equilibrada com o psicológico fazendo meditação, ioga, repetição mental, algo do tipo, pois realmente ajuda a diminuir o estresse. Eu mesmo tenho dois empregos, sou técnico e a noite leciono. Já estou acostumado mas quando é época de corrigir prova ou final de ano, a coisa aperta e já tive que varar a noite corrigindo avaliação ou emitindo relatório de prestação de contas pro MP. Não faço mais isso. Algo que descobri é tirar um cochilo no carro durante o almoço, como em 20 minutos concentrado e já desço pro carro e durmo umas meia hora. Nossa acordo revigorado e mais disposto.
    Bem é isso, aguente firme.
    Investidor paulistano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal IP. Vc entende como é a rotina. Fico pensando que eu ainda tenho uma perspectiva de melhorar com Fire em 6 anos. Mas os outros nem isso então me sinto afortunado. Porém não alivia a situação com a saúde e familia. Estou tirando este fds para dedicar a família um tempo maior. Abcs

      Excluir
  10. Tem um texto muito legal no blog papodehomem que fala muito bem sobre isso. Procurem no Google por Prisão Trabalho. TB estava nesse ritmo... Já consegui reduzir bastante mas ainda sinto falta de estar com a esposa e os pequenos durante a semana. ABS.

    ResponderExcluir
  11. Aa40,

    "Infelizmente vendemos não apenas nosso tempo para as empresas, mas vivemos em uma época em que estamos vendendo nossa saúde física e mental também."
    Faço das suas palavras as minhas.
    Por mais que nosso objetivo sejam a saúde, o equilíbrio, a temperança e o bem-estar, muitas vezes isso é quase impossível em um mundo de cobranças, poluição de todos os tipos e excessos (de maneria geral) cada vez mais intensos...

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito dificil. As vezes não há como manter este equilíbrio, somos humanos não balanças. Abcs

      Excluir
  12. Este post foi um pedido de ajuda, você pedindo ajuda a você mesmo, mas ao mesmo tempo está relutante. O equilíbrio entre vida familiar/pessoal e vida profissional é algo que nunca teremos. Hora vamos ter que pesar a família, hora vamos ter que pesar o profissional. São ciclos e fases. O que não pode ocorrer é pesar para um lado o tempo todo. Se pesar para a família vai perder algo no profissional, e se pesar para o profissional vai perder no campo profissional. A melhor fórmula só vc mesmo encontrará, mas precisa ter em mente que os desequilíbrios momentâneos são comuns e até mesmo desnecessários.

    De qualquer forma, você pode ser feliz todo dia, basta de noite, antes de dormir, fechar os olhos e relembrar tudo de bom e bacana que você fez no dia. Tenha em mente que apenas 5% do que vc fez no dia realmente tem valor, os outros 95% é rotina pura que não agrega em nada na sua vida nem na vida das pessoas. A graça da vida está nestes 5%. O problema é que a maioria das pessoas enxerga só os 95%, e a via para elas é um saco. Feche os olhos e tenha o sono dos justos.

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tanto pedido de ajuda como um compartilhamento do que temos que passar na busca FIRE. Alias, nem só na busca FIRE mas acontece na vida de qualquer pessoa focada na carreira, as vezes deixamos a familia de lado, mas é importante o alerta para que possamos reavaliar de vez enquando. Abcs

      Excluir
    2. Uó,

      Gostei muito da sua resposta, será útil à muitas pessoas.
      Vou inclusive colocá-la em meu blog no post dedicado à reflexões, com os devidos créditos ao AA40 e à você.

      Boa semana,

      Excluir
  13. Mais acima comentaram a respeito de casar e ter filhos, além do que já comentaram sobre equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

    No fim das contas acho que qualidade e equilíbrio são a resposta pra toda essa problemática. Casar e ter filhos é uma escolha pessoal, não há regras pra isso, certamente um casamento ruim tras mais dor de cabeça do que alegrias, assim como uma vida desregrada.
    O mais importante não é ser casado ou o emprego que se tem.
    O importante é qualidade de tudo isso e como você lida com essas coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Equilibro é a resposta sim, mas as vezes não é nada fácil atingir este equilibro, afinal somos humanos, não balanças. Abcs

      Excluir
  14. AA40 meu caro,

    Não preciso ficar falando aquele monte de coisas que você já sabe. A saúde e a família tem que vir primeiro, mesmo que o trabalho sugue demais.

    Sabe como faço? Acordo as 05:30, 3 vezes na semana vou para a academia e 3 vezes para o Crossfit. Chego no trabalho já com a atividade física cumprida. Estou me pagando.

    Agora à noite, que é domingo, estou retomando de 01:20 de sauna 🧖🏼‍♂️ lá eu relaxo e medito. Amanhã de manhã cedinho, Crossfit.

    apesar de estarmos sempre pensando na FIRE, sempre faço uns passeios diferentes e como em lugares diferentes também. De que adianta não aproveitar nada agora?

    Ano passado escrevi sobre como você vive a vida? Frugalidade ou equilíbrio e vou refazer este post por achar pertinente. Estou pra fazer isso desde a notícia da morte do VDC.

    Sei que é difícil mas pague-se primeiro em todas as etapas. O tempo perdido com seu filho não volta mais. Minha filha tem 18 e as memórias que ela tem de quando era pequena são muito valiosas.

    Força camarada!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal BPM. Vejo que você está muito motivado e isto me faltaa bastante. Energia e disposição são coisas que não me vem. Acordar as 5:30h? Rapaz, que disposição. Fico feliz por você mas só me sentiria pior ainda se me conheço bem.
      Abcs e vamos que vamos. Pelo menos recarreguei neste fds e vamos iniciar mais uma, faltam poucas para fechar mais um ano. Abcs

      Excluir
  15. AA40, li seu post no final de semana, mas não estava em casa. Pelo celular é horrível comentar...

    Se eu pudesse resumir em uma palavra minha opinião, ela seria "equilíbrio". E a divisão do tempo inclui entender que na vida, temos um período para dedicar-se à lavoura e outro à colheita. Esse seria o equilíbrio "macro".

    O tempo da lavoura não precisa ser tão árduo, como a maioria das pessoas o vê. Existe o equilíbrio "micro", onde dentro dele, a gente também precisa fazer pequenas colheitas para tornar esse período produtivo.

    Mesmo durante o tempo da colheita, também teremos ânsia por trabalhos, inaugurando outro período de equilíbrio "micro". O ser humano necessita produzir, conquistar para sentir-se bem.

    Eu me vi na sua situação alguns anos atrás. Entendo que muitas vezes a angústia impera, mas com serenidade, encontraremos o caminho correto a seguir.

    Pensei como seu relato poderia ajudar os jovens de hoje em pensarem na IF mais cedo: a maioria não entende que o futuro não será como o presente e que uma hora, eles perderão o gás.

    Gostei tanto da ideia que estou alterando meu artigo de hoje e vou escrever sobre o assunto, dando os créditos da ideia devidamente a você.

    Jajá retorno com o link da postagem.

    Abração e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal André. Eu mesmo advoco o Equilíbrio, mas falar é uma coisa por em prática nem sempre sai como esperado.
      A ideia do post foi justamente essa. Alertar para as dicas de quem te fala que está focando demais em uma coisa e esquecendo a outra. Precisamos prestar atenção nisso..
      Fique a vontade para add o link, leremos com o maior prazer.
      Abcs e boa semana

      Excluir
    2. AA40, já está no ar! Grande abraço!

      https://www.viagemlenta.com/2018/10/jovens-aproveitem-o-seu-tempo-pensem-em-independencia-financeira.html

      Excluir
  16. Que tenso AA40. Cara, eu sei que é fácil opinar para quem está de fora mas são justamente essas opiniões sem emoção, focadas só no racional, que podem te ajudar. Na minha opinião, um trabalho desses não vale a pena, principalmente para quem tem família. O tempo passa muito rápido, principalmente pra quem tem filhos.

    Você precisa seriamente mudar algo na sua carreira, não vejo como você poderia aguentar mais 6 anos dessa forma, talvez largar um cargo de chefia ou tentar mudar de departamento. No meu ver, a cultura imposta pelo seu chefe é o que mais gera stress, mais do que a carga de trabalho.

    Já aconteceu comigo de estar diariamente estressado com trabalho, mas era justamente por divergências de perfil com meu chefe da época. Foi só mudar de departamento, para um lugar em que a equipe e o chefe tinha uma filosofia de trabalho mais aderente aos meus valores e a coisa mudou da água pro vinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É caro Ministro, meu chefe tem um importante papel em fazer minha vida difícil. O problema que o trabalho atual realmente paga bem e tem sido um grande acelerador FIRE, o que, seu eu mudar, em vez dos 6 anos demoraria sei lá, uns 10 a 12 mais. Vamos ver até onde fica suportável.
      Abcs e obrigado por compartilhar seus insights !

      Excluir
  17. AA40,

    sinto bastante pela sua situação. Como já falaram por aí, é fácil pra nós, que estamos de fora, comentar o que deve ser feito. Mas espero trazer alguns pontos de reflexão:

    - Você, que é frugal e tecnicamente qualificado, deverá sobreviver em qualquer situação econômica: desempregado, ganhando pouco ou ganhando muito. Provavelmente sua mente já está treinada com bons hábitos;

    - Você está numa posição profissional possivelmente muito desejada pelos seus colegas. Mas isso é o que ELES querem. É isso o que VOCẼ quer?;

    - Você tem uma criança ("a coisa mais linda desse mundo") que te chama de "pai". Quais lembranças você quer que ela tenha de você?

    - Todos nós escrevemos uma história na vida. Você está vivendo a história que você quer contar no futuro?

    Desejo coragem e sabedoria pra você. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FH, sábias palavras cara. Realmente me deu algo para pensar. Certamente meu filho e família é a coisa mais importante, mas sabemos que sem dinheiro não somos nada neste mundo que vivemos.
      Um abraço e obrigado pelos pontos de reflexao. Abcs

      Excluir
  18. Olá AA40,

    Eu já fui programador em empresa privada. Vida de programador é muito chata também. Era uma coisa que não queria para toda a minha vida. Pensava trabalhar naquilo no máximo uns 10 anos. A minha estratégia foi passar em concurso público que paga uns 10k ao mês e hoje o meu trabalho é muito fácil. Chega a ser ruim, pois quase não faço nada.
    Muita força na sua jornada aí.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 10k com trabalho fácil? Caramba! Agora vc me deixou mais desanimado ainda kkkk
      abcs cowboy

      Excluir
  19. Há alguns meses eu me encontrava numa situação difícil no trabalho, muito tenso e desmotivado e eu nem conseguia dormir o que piorava a situação no dia seguinte e tudo virava uma imensa bola de neve. Eu estava a ponto de explodir. Estava em um período depressivo,acho. Procurei ajuda de um psicologo e passei a frequentar um centro espírita e isso tudo tem me ajudado demais. Pense em procurar alguma ajuda externa para te ajudar a lidar com sua vida. Talvez incluir uns 30 minutos diários de algum exercício aeróbico possa te ajudar bastante também, pois libera endorfina. Desejo que esse seu período de sofrimento seja breve. Muita sorte. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pelas dicas IM, faço esteira 40min 3x semana no meu horário de almoço mas não tem ajudado não infelizmente.
      Abcs!

      Excluir
  20. cara, vc parece ser uma pessoa do bem, inteligente.
    tenta se recolocar, mesmo que custe um pouco o padrão de vida.
    não adianta nada alcançar a IF se vc estiver doente demais pra aproveitar.
    desejo que sua situação melhore. abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. recolocação na especialidade que trabalho é extremamente difícil. Quando encerrar é praticamente para ou parar ou trabalhar em outra coisa.
      Estou tentando equalizar um pouco mais, aos poucos vai melhorar. Abcs e obrigado pelas dicas !

      Excluir
  21. Caro AA40, novamente parabéns pelos excelentes conteúdos... Esse é o dilema que todos nós passamos. Tenho uma filha de 1 ano e meio e ao ler esse post posso dizer que vivencio claramente cada virgula descrita. Desde que ela nasceu minha interrogação, de que até que ponto vale a pena sacrificar esse curtíssimo tempo que temos de vida em troca de “ganhar a vida”, se agiganta e me martela dia após dia. O caso é que vc, assim como eu e a imensa maioria dos aspirantes a fire praticamente não temos opção. Essa é a dura verdade que temos de nos conformar: Estamos vendemos nosso tempo, saúde e energia! Como num país instável e imprevisível podemos largar tudo e deixar um emprego bem remunerado, tendo família que depende dele para comer? São raríssimas exceções, como IF365, que nesse caso não tem nem o que pensar. Pra esse seleto grupo que chega a IF cedo, pra que ficar vendendo a vida por um trabalho que destrói sua saúde sendo que já é IF? No nosso caso, é arriscado demais chutar o balde se não tiver um plano B muito bem traçado e ainda assim... Nos resta remar pra sair o quanto antes dessa maldita corrida de ratos, se ela não nos matar antes, como faz com tantos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Vitor, vc entende perfeitamente. Não é uma questão de escolha neste momento. Largar um emprego bem remunerado com a familia toda dependendo disso já que minha esposa cuida do meu filho em casa não é uma opçào ainda. Se meus rendimentos passivos fossem já 100% dos meus custos tlvz já avaliaria esta possibilidade mas ainda está um pouco aquém do necessário.
      O importante é que estamos trabalhando no Plano B e a corrida dos ratos um dia acabará como foi para o IF365, que acaba de vencer a luta! Abcs

      Excluir
  22. Ganhar a vida é uma coisa, ganhar a morte é outra... nao vale a pena se acabar por dinheiro pra depois gastar tudo com remédios. Tenta mandar uns curriculos e achar algo melhor. Eu me identifico com sua situacao e foi isso que eu sempre fiz. Vc aguenta mais 1 ano e tal, mas 6, 7 já é demais. FIRE não vale a pena se for pra chegar lá todo detonado. Vc ainda é novo e tem mercado. A partir dos 40 vc já tá lascado, ninguem mais te contrata. Aproveita agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recolocação na especialidade que trabalho é extremamente difícil. Quando encerrar é praticamente para parar ou trabalhar em outra coisa.
      Estou tentando equalizar um pouco mais, aos poucos vai melhorando. Dias ruins outros piores e alguns poucos bons. Abcs e obrigado pelas dicas

      Excluir
    2. Da uma pensada se rola uma mudança de carreira entao, pra algo que seja de mais facil colocação no mercado. Complicado. Também já fiquei bem preso assim mas consegui sair. Saúde é a maior riqueza, uma vez perdida é muito dificil recuperar. Sorte ae !

      Excluir
  23. Perdoem me caros leitores mas por motivos particulares tive que deixar o post mais impessoal. Abcs

    ResponderExcluir
  24. Prezados,
    entendo completamente as razões deste post..
    Minha vida melhorou em todos os sentidos, apenas quando eu e minha esposa adotamos o FIRE anos atrás..

    Com o crescimento do patrimônio, diminuição do consumo, dentre outras consequências, o trabalho não se tornou menos importante, mas, digamos, o fardo ficou 'menor', justamente pq possuímos reservas robustas para qualquer problema.

    Ao contrário de muitos FIRE (e isto não é uma crítica), não busco o FIRE com o intuito de parar de trabalhar imediatamente no dia seguinte ao atingimento da meta, mas sim, para justamente não sofrer com esses problemas da 'vida moderna' (que não vejo nada de avançado nisso, rs).

    No meu trabalho, há gerentes e pessoas com cargos de alto nível que, literalmente, morrem de medo de perder o emprego mesmo após anos de trabalho, face ao fato que dependem única e exclusivamente do emprego para literalmente SOBREVIVER.

    Tive um diretor que quando perdeu o emprego, perdeu o chão e não sabia o que fazer..

    Há um livro interessante, não me lembro o nome, que diz que a vida de uma pessoa (estilo) se define entre os 20 e 30 anos, ou seja, se não houver um choque de consciência, dificilmente o estilo mudará em todos os aspectos..

    O FIRE ou o nome que derem para este planejamento financeiro é libertador e para mim, esta é a real liberdade, ou seja, não depender de ninguém, condição etc..

    Pena que isto é ainda, pelo menos com as pessoas que eu convivo, pouquissimo valorizado..

    Sigam em frente, pessoal..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal RPB. Sem dúvidas FIRE é libertador em todos os sentidos como vc mesmo descreve.
      Apesar de pouco valorizado, isto vem crescendo a medida que a educação aumenta e o niuvel de cobrança das empresas chega a níveis enlouquecedores. Abcs

      Excluir
  25. Você está na mesma sinuca de bico que eu, qualquer coisa que vc fizer com o intuito de melhorar sua qualidade de vida irá fatalmente prolongar a jornada rumo à IF e tudo que vc quer é que o "sofrimento" acabe logo. Tipo quando tomamos injeção, vc prefere que seja aplicada rapidamente ou que a enfermeira pare no meio para vc relaxar e depois continue? Sei que o exemplo é tosco mas era assim que eu me sentia quando as pessoas diziam para mudar de emprego, investir mais em férias e qualidade de vida. Colocava sempre na balança como aquilo iria prolongar meu sofrimento, na verdade até cheguei à adotar o caminho oposto, assumi funções que não gostava para ganhar mais dinheiro e acelerar minha IF.

    Apesar de hoje odiar meu emprego isso nem sempre foi verdade, diria que sofrimento mesmo foram os últimos 2 a 3 anos e se não fosse pela saúde ter atingindo o fundo do poço teria seguido com o plano até o fim e quem sabe prolongaria ainda mais meu tempo por aqui devido à ganância.

    Quanto à relação familiar eu não posso opinar pq uma das minha "decisões FIRE" foi me abster de ter filhos, esse é um assunto polêmico e minha decisão vai bem além de motivos financeiros, qualquer dia falo sobre isso no blog. Sinceramente a única coisa que eu posso recomendar é vc rever seus planos de FIRE no sentido de se perguntar quanto dinheiro vc realmente precisa, será que não está querendo guardar muito por medo do futuro? Durante esses últimos anos revi meus planos várias vezes e em cada uma delas cortei alguns "anos de trabalho", vim para o exterior para ficar 10 anos, depois cortei para 8 e agora terminei em 5. Ao ver que minha renda é um pouco mais que o dobro do que eu gasto para viver perdi a motivação para continuar nesse sofrimento e joguei a toalha. Milhões na minha conta não irão me salvar de uma doença fatal e tentar me resguardar de todo desastre financeiro que possa acontecer no mundo só irá me levar à loucura. O frio na barriga ainda é grande mas pior que esse frio só mesmo a situação que me encontrava. Um abraço.

    Sr. IF365
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chegaremos todos ao seu nível um dia 365. Só não podemos jogar a toalha cedo demais. Vc jogou na hora certa acredito eu. Boa jornada FIRE e continue nos contando tudo. Quem sabe agora vc não consiga fazer um Chautauqua brasileiro sobre o tema via internet?

      Excluir
  26. AA40, excelente post, como sempre. Além do seu desabafo, dá espaço para seus leitores desabafarem também, rs.
    Me relaciono com sua situação pois há alguns meses passei por um pico de trabalho com prazos importantes a serem cumpridos, noites viradas no trabalho, trabalho no final de semana, chefe irracional e intransigente, eventos sociais perdidos, etc. Resultado: queria passar todo o meu tempo livre dormindo, chorava quando recebia e-mails do trabalho no final de semana, crises homéricas de rinite e outras doenças que nem quero mencionar, aversão a ir para o trabalho de manhã, taquicardia. Eu estava no princípio da já mencionada crise de burnout. Por recomendação do psicólogo, fui no psiquiatra e estou tomando antidepressivos há alguns meses (meu humor melhorou e coisas que antes me deixavam irritadíssima não me deixam mais, e não estou "dopada" como tinha medo de ficar com o remédio). Também comecei a fazer exercícios que me dão prazer. E, felizmente, a carga de trabalho diminuiu e daqui a umas semanas vou tirar 3 semanas de férias (e após o retorno vou começar a redução do antidepressivo). Espero que você encontre meios de lidar com essa crise assim como eu encontrei. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é anon, parece ser algo recorrente nas empresas hoje em dia. Elas sugam toda sua energia e mais. A crise felizmente está passando, há dias melhores e há dias piores e a carga de trabalho é a mesma a pior. Não há muito o que fazer no momento além de continuar e tentar manter o equilíbrio. Abcs e obrigado por compartilhar.

      Excluir
  27. AA40, eu ja me vi na sua situaçao como voce descreveu alguns dez anos atras. Eu trabalhava num banco de investimentos, fui muito bem pago, valorizado, mais senti um Burnout muito intenso. Voce sabe quando eh insuportavel, quando nao tem mais jeito, eu sabia, e eu acredito que voce, pelo seu post original, entende isso muito bem. Uma decada atras ninguem sabia o que foi o FIRE, entao ninguem me entendeu. O que eu fiz? Eu sai de vez, sem volta, para o mundo FIRE, antecipado, e foi a melhor decisao da minha vida. Eh um FIRE incrivel, eu faço as coisas que eu quero quando eu quero, eh a liberade total. Claro, eh um pouco menos FAT que eu estava originalmente planejando, um FIT FIRE, mas sem estresse financeiro algum, e posso aproveitar coisas FAT quando precise rsrs. Eu recomendo que voce tambem considere um FIRE imediato - tal vez tambem um pouco menos FAT que queria originalmente, mas para GARANTIR que voce consiga de fato um FIRE com saude, e capacidade, enquanto tiver. Espero que a minha historia e outros aqui te inspirem. Acorda!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anon, interessante. Porém se parasse agora seria lean FIRE, nem FIT ainda. Preciso alcançar pelo menos FIT e isto ainda vai alguns anos. Também não quero parar agora, só queria um pouco mais de sossego e valorização e mais tempo para digerir as coisas. Vamos ver se na virada do ano surge uma oportunidade de pleitear isto junto ao chefe. Abcs

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.