Subscribe

ETF TALK: Os dois principais ETFs de mercado total americano !

Temos inúmeros analistas de ETFs e ações nos mais diversos canais hoje como Youtube, blogs, podcasts, Instagram que sinceramente intimida a falarmos sobre o tema, porém como foi pedido dos leitores, resolvemos criar uma série de posts para falarmos um pouco sobre os, por nós tão defendidos, ETFs. Usaremos muitos jargões e termos técnicos em inglês, afinal o mercado fala inglês e como a maioria dos ETFs que falaremos são estrangeiros, já é hora de ir se acostumando com os termos ;)

Em nosso primeiro post da série ETF TALK do AA40 com análises dos principais ETFs utilizados no mundo FIRE, gostaríamos de trazer para vocês dois dos ETFs mais utilizados pelos FIREEs para replicar o mercado acionário americano como um todo. Então let's talk ETF?



Estamos falando do ITOT e o VTI. Este último extremamente recomendado pelo padrinho FIRE JL Collins na forma de Mutual Fund VTSAX (Sempre lembrando que não-residentes nos EUA não podem comprar Mutual Funds deles. Também lembrando que todos os ETFs situados nos EUA que falaremos aqui são de distribuição. Quando não forem ETFs domiciliados nos EUA deixaremos isso claro).
Entretanto para comprar o ITOT até pouco tempo não era cobrada comissão na maioria das corretoras, por isso era a escolha certeira de muitos FIREEs. Com o advento da corretagem zero para compra de qualquer ETF ou ação, a escolha entre ITOT e VTI agora é puramente no detalhe, como veremos a seguir: 


-Apresentação, Índices e AUM


Tanto o Vanguard Total Stock Market ETF (VTI) quanto o BlackRock iShares Core S&P Total U.S. Stock Market ETF (ITOT) são ETFs que vem a mente de todos aqueles que querem montar um portfolio Core americano. Porém há alguns detalhes que só com uma análise mais profunda podemos perceber. 
O primeiro é que os dois seguem índices diferentes, mas equivalentes. O ITOT foi criado em 2004 e segue o S&P Total Market index (desde 2015). 
O VTI foi criado em 2001 e segue outra casa de índices, o CRSP U.S. Total Market index. Ambos são de mercado total americano e ambos são nota A pela agência de ratings MSCI e ETFs 5 estrelas pela agência MorningStar.
Poderíamos incluir nesta comparação o ETF SCHB da Schwab, também muito procurado, mas deixamos ele de fora por ser mais novo, ter menos holdings e valor de mercado bem menor que os dois abaixo:
Fonte: etfdb.com


Acima vemos o resumo comparativo dos dois. Podemos perceber que o VTI é um pouco mais velho que o ITOT, porém ambos possuem a mesma minúscula taxa de administração atual de 0.03%aa (3 dólares anuais de custo a cada 10 mil dólares investidos).
Quando ao valor sob gestão, o VTI claramente sai na frente com mais de 157 bilhões de dólares sob gestão enquanto o ITOT está na casa dos 27 bilhões. Como comentamos no nosso post de abertura, acima de 1 bilhão não há muito com o que se preocupar.
Os dois ETFs são da categoria Large Caps Growth Equities, mas não faz jus exatamente a esta classe uma vez que eles investem em todas as classes.
Quanto as gestoras, BlackRock e Vanguard são as líderes mundiais em gestão de ETFs então não há o que comentar.
Sob os aspectos acima, qualquer um dos dois seria uma ótima escolha, mas o VTI possui detalhes que podem levar o investidor a preferir ele.
 

-Histórico de Rendimentos

Embora rendimento passado não seja qualquer garantia de rendimento futuro, sempre é interessante observarmos os rendimentos históricos e principalmente a comparação com seus índices:

 

Fonte: ETF.com









Bom, primeiramente quem compra um ETFs destes não (deve) visa curto prazo. O ideal é olhar o retorno acumulado anualizado de 3, 5 e 10 anos para ter uma ideia mais fidedigna.
Ambos ETFs tem retornos em linha com o esperado, não havendo divergências consideráveis entre os dois. Pequenas margens concedem a vitória ao VTI em 3 anos, ao ITOT em 5 anos e ao VTI em 10 anos. Mas o mais importante aqui é vermos o tracking error, ou seja, qual a variação entre o ETF e seu índice correspondente.
Vejam que o ITOT está totalmente em "cima" do seu índice, chegando a superá-lo levemente em 3 anos. Da mesma forma o VTI replica exatamente o mesmo valor do índice em 10 anos. Tracking error certamente não é problema para ambos e os qualificam como ótimos ETFs.
O Bid-Ask spread médio de ambos está abaixo de dois centavos, o que é excelente.


-Holdings

Quanto aos componentes dos dois ETFs, podemos ver abaixo que são extremamente diversificados, com cerca de 3,500 empresas americanas. A diferença percentual é mínima embora o ITOT tenha alguns componentes a mais, percentualmente isto não significa praticamente nada. A distribuição das holdings por setores da economia, que segue seus índices são bastante concentrados em tecnologia, saúde e consumo. Coisas com que o americano realmente gasta muito dinheiro.


Fonte: etfdb.com

Não é surpresa alguma que as FAANG ocupem as maiores posições percentuais dentro do fundo, isto por que são ETFs/índices Market Cap, ou seja, quanto maior o valor de mercado da empresa, maior o percentual que ela ocupa dentro do fundo. Estes valores mudam a cada divulgação ( e com o valor de mercado) e geralmente estão em linha, mas como ITOT divulga mensalmente e VTI divulga trimestralmente, os percentuais abaixo para o VTI podem estar defasados.

fonte: etfdb.com
Verificaremos agora o overlapping, ou seja, quantas ações são as mesmas dentro dos dois fundos, podemos usar um ótimo site para isto, o https://www.etfrc.com/funds/overlap.php
Logicamente por serem fundos total market, quase todas as mesmas ações estarão presente em ambos. E o resultado é 96% de sobreposição. Isto indica que, obviamente, você não comprará os dois ETFs, apenas o que tiver preferência.

-Taxas de Adm (ER), Dividendos e stock lending

A taxa de administração de ambos é de 0.03% ao ano como mencionamentos no início. É uma das menores taxas de administração do mercado e algo menor  que isto é procurar "pêlo em ovo". 
Os dividendos, como todo ETFs de mercado total, são pequenos atualmente, em virtude do contexto de juros baixos, preferência por recompra de ações ao invés de distribuição, etc.
Para termos uma ideia do dividendo mais atual, devemos olhar sempre para o 30-DAY SEC YIELD que é o rendimento mais atual dos dividendos baseado na última distribuição e no valor de mercado atual ou podemos calcular nós mesmos:

-ITOT: Pagamento anual esperado de $1.31 por ação / Valor de $75.41 = 1.73%aa de dividend yield
-VTI: Pagamento anual esperado de $2.90 por ação / Valor de $169.89 = 1.70%aa de dividend yield

Lembrando que ETFs americanos são de distribuição e este dividendo é pago trimestralmente e você terá que pagar imposto sobre o mesmo, ou virá com 30% retido se você for um investidor W-8BEN.

Uma coisa importante de se observar e que eu considero a principal diferença entre os dois ETFs é que Stock Lending. O que é isto? Sabemos que os ETFs alugam as ações individuais que eles compram dentro do fundo para aqueles investidores que querem entrar vendido (o famoso aluguel de ações brasileiro). 
Os juros pagos sobre este empréstimo geram dinheiro e lucro para o fundo. Mas podemos ver abaixo que no caso do VTI, o fundo recebe de volta 100% do lucro obtido com a prática ao passo que o ITOT retorna apenas 72% enquanto a BlackRock/iShares fica com quase 29% do lucro. É por isso que muitos preferem a Vanguard como gestora, pois os investidores são os donos também. 

 

Contudo, mesmo assim, como vimos os dois ETFs conseguem seguir seus índices com precisão muito alta, isto não chega a ser um problema então.

Concluindo, ambos ETFs de mercado total são excelentes escolhas. Qualquer um dos dois será uma escolha para seu portfolio núcleo ou core. Apenas alguns detalhes que as vezes passam desapercebidos pelos investidores menos criteriosos, indicam minúscula vantagem para o VTI em relação ao ITOT (maior market cap e stock lending mais favorável ao investidor basicamente). 
O formato de gestão da Vanguard é considerado como mais amigável aos investidores do que o da BlackRock, mas não podemos deixar de reconhecer que a última é uma gigante multinacional que inclusive provém ETFs no Brasil, enquanto a Vanguard é mais elitista e só entra em mercados desenvolvidos como por exemplo EUA, UK e Austrália.

Algum outros aspectos que podem ser importantes para vocês como por exemplo ESG (que sinceramente para mim não é) ou outros quesitos que gostariam de comentários, por favor deixem uma mensagem abaixo que responderemos com o maior prazer. 

Até a próxima !




Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados deve ser considerado indicação de investimento. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro. Não copie nosso conteúdo sem citar a fonte e pedir autorização.

37 comentários:

  1. Mais um brilhante post AA40. Qual dos dois ETFs você possui?
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Anon. Obrigado. Sim tenho o ITOT na verdade pois comprava quando a minha corretora não tinha corretagem para ele. Agora se fosse vender tudo para comprar VTI teria muito imposto para pagar. Melhor continuar com ele que como vimos são praticamente idênticos. Abcs

      Excluir
  2. Muito bom, AA40! Virtualmente são a mesma coisa, ambos serão uma boa escolha.
    Você sabe dizer se há algum ETF de total market sediado na Irlanda? O tema entrou na pauta Fire por não ter tributação em caso de Falecimento. Sei que lá tem alguns que replicam o SP500 e alguns setoriais.

    Outra coisa: sabe de algum estudo que compare os ETFs de total market com os de SP500?

    Abraço,
    www.aposentecedo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu AC. São muito parecidos.
      Vamos falar sobre os ETFs irlandeses também em breve, mas a resposta curta é não, para replicar um total market na Irlanda você precisa de no mínimo dois ETFs.
      Falaremos também sobre os ETFs de S&P500 em breve. Abcs

      Excluir
    2. Olá AA40, quando falar sobre ETFs Irlandeses não deixe de comentar que um mesmo ETF é negociado em diferentes bolsas da Europa e também em diferentes moedas (dolar, euro, libra) e para cada bolsa/moeda tem um código de negociação diferente. Importante também verificar em qual bolsa este ETF tem maior liquidez, normalmente se imaginaria na bolsa de Londres porém muitos tem mais liquidez na bolsa de Frankfurt. Segue minha carteira: 40% LQDA, 10% SXR8, 30% EUNL, 20% IS3Q

      Excluir
    3. O ETF de acumulação total market sediado na Irlanda é o VWRA da Vanguard. Se quiser usar dois ETFs para dar pesos diferentes, há o IWDA que cobre os países desenvolvidos e o EIMI para os emergentes. Ambos da BlackRock. Obs: lembrando que os tickers dos ETFs irlandeses podem variar dependendo da bolsa. Esses que eu coloquei são os tickers em dólar da bolsa de Londres. Além do site do próprio ETF, você pode usar o Justetf.com para estudar os ETFs irlandeses.

      Excluir
    4. Ótimo, o RCELSO já respondeu, nem preciso mais fazer o post sobre isto ! Vcs são feras. Abcs

      Excluir
  3. Excelente post, AA40! Por enquanto só possuo ETFs aqui no br, futuramente com o crescimento do patrimônio irei migrando os aportes para lá! Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal One. Já pode ir anotando alguns desses ETFs para estudar enquanto se prepara para isto. Abcs

      Excluir
  4. Excelente post AA40!

    Você poderia fazer um sobre os ETF's irlandeses? Incluindo SP500 de acumulação assim como outros ETF's que abrangem mais países desenvolvidos e outros que cubram os emergentes.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado por me apresentar jlcollins. Vti+bnd e vivendo em paz desde entao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha adotado a sábia estratégia do JLCollins. Eu também a adotei e a paz e tranquilidade são impagáveis ! Espero nunca mais voltar a tredar ou a chegar perto de opções e mercado futuro. O pessoal não sabe o tempo e a saúde que estão perdendo. Já leu "The simple path to wealth"? Grande abraço

      Excluir
  6. parabéns AA40 mais um conteúdo de imensa qualidade é sabedoria,estou começando agora neste incrível universo fire é aprendendo muito com você,estou "maratonando" seus post aqui no blog e a cada um deles me motivo mas em minha caminhada.
    Só uma pergunta de iniciante,para usa um etf com core quanto mas amplo melhor?
    o que você acha do etf VT? séria uma alternativa relevante? por se expor ao mundo todo é não só aos Estados Unidos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa que legal. Ficamos muito felizes de que esteja gostando e lendo os posts.
      Quanto a pergunta, sim eu considero que quanto mais amplo melhor para um ETF core. Qualquer um dos dois acima são ótimos para isto.
      Quanto ao VT, não é ruim não, já pensei muito em utilizar ele e inclusive o JLCollins já falou sobre ele e gosta muito. Eu também não vejo problema nenhum em utilizar ele ao invés de VTI ou ITOT. VT é um pouco mais caro que estes acima, mas te expõe ao mundo todo. Se você acha que os EUA performarão menos que o resto do mundo certamente é uma melhor opção.
      Eu já concordo bastante com o Bogle que fala que 50%+ das empresas americanas são multinacionais e tem negócios no mundo todo então você já tem exposição a todos os mercados e moedas, tendo o mesmo efeito.
      Quanto a performance histórias dos dois, desde a criação:
      VTI: 14.16% de CAGR
      VT: 10.21% de CAGR
      Mas em um período onde os EUA cresceram muito mais do que o resto do mundo...difícil escolher mas eu ainda vou de ITOT/VTI. Abcs

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Excelente post AA40. Tenho aprendido muito com seus posts. Estou curioso aguardando os próximos rs. Quando terminar de montar minha reserva de emergência minha ideia é montar um carteira de investimento por meio de ETFs brasileiros. Agora depois de acompanhar seus posts e pesquisando vi que aqui no Brasil estamos engatinhando comparado ao mercado americano de ETFs. A minha dúvida hoje é se já devo começar investindo aqui e ja lá fora também. Confesso que ficava bem inseguro com a ideia de investir no mercado americano, porém agora tenho ficado mais tranquilo e convencido que é uma excelente estratégia e uma alternativa segura pra quem pensa em investir pra longo prazo.

    Valeu abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Danilo, legal. Que bom que começou pela reserva de emergência. Este é o primeiro passo.
      Verdade, ETFs no Brasil ainda tem muito o que crescer, muito por culpa da arcaica lei tributária.
      Considero que investir no mercado americano é sim uma ótima estratégia para parte do patrimônio, mas não iniciaria diretamente por ele. Primeiro temos a escadinha traditional reserva de emergência, renda fixa, estudar, depois começar alocar em RV e só no final diversificar em moeda e mercados. Acho que primeiro precisa ter um patrimônio um pouco maior do que a reserva para começar a por em prática. Muitos dirão que não precisa esperar, mas considero que é mais pelo aprendizado do que pelo rendimento nesta fase. Abcs

      Excluir
  10. Existe alguma opção de poder gastar o dinheiro sem mandá-lo de volta para o Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente. Eu não tenho intenção alguma de mandar dinheiro de volta para o Brasil, salvo algum negócio imperdível. Minha corretora por exemplo me dá cartão de débito internacional Visa que me permite usar em qualquer parte do mundo (inclusive Brasil) debitando diretamente da minha conta e também saques em ATM (cx eletronicos) em moeda local com conversão de moeda em tx oficial sem fees e com reembolso da taxa do ATM se tiver.
      https://www.fidelity.com/cash-management/faqs-atm-debit-card

      Dizem que o da Schwab é ainda melhor:
      https://international.schwab.com/brokerage-account

      Abcs

      Excluir
    2. Então, mas você tem residência nos EUA, correto? Para Brasileiros sem o Social Security há algo parecido?

      Excluir
    3. Tenho temporariamente. Fiz minha conta na Fidelity quanto ainda não morava aqui (depois do FATCA eles mudaram isto) e uso o cartão deles desde 2010. Acho que a Schwab international vc não precisa morar nos EUA nem ter social para conseguir conta e cartão até onde eu sei. Acho que até o TD Bank da TDAmeritrade fornece cartão mas cobra tarifa para saques fora dos EUA.
      É preciso pesquisar. Estou sem tempo para isto mas é só entrar nos sites das corretoras e catar. Abcs

      Excluir
  11. Obrigado pelos links. Ainda estou meio reticente em investir fora tanto pela questão de potencialmente pagar o spread da volta na hipótese de gastar dinheiro, quanto pela questão dos 40% do imposto sobre herança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. É preciso pensar em tudo isto. Diria que o spread para a volta não me preocupo nem um pouco pois não traria nada de volta, agora o imposto de herança é algo que estou analisando pq quando voltar terei que mandar tudo para Irlanda, claro que aos poucos para não pagar um IR absurdo aqui. Abcs

      Excluir
    2. AA40,

      Tomando como gancho sua resposta para o Maratona: e se você tivesse uma Offshore para investimento nos ETFs americanos, a coisa muda muito de figura? Penso que para um montante acima de USD 50k já passa a fazer sentido tanto pela tributação quanto pela questão de sucessão.

      O que acha?

      Abs
      Calango Investidor

      Excluir
    3. Anon, confesso que ainda não parei para ver isto e estou deixando para quando for voltar ao Brasil de vez. Mas com certeza é uma opção que vou investigar, aliás nem tanto uma off-shore mas um Trust. Porém acho que o montante precisa ser um pouco maior.
      A Vanguard agora está fazendo este serviço de trust e pelo que li eles estão cobrando, para um trust de $3 milhões de dólares por exemplo, seria uma taxa única de $15,000 mais 0.5%aa de tx de manutenção. Abcs

      Excluir
    4. Alias eles atualizaram algumas coisas.
      Aqui neste pdf tem todos os detalhes e preços:
      http://www.vanguard.com/pdf/a196.pdf

      (Página 10)

      Excluir
  12. Excelente Post, sempre bom relembrar esses detalhes =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu escola. Vejo que finalmente alguns blogs da firesfera estão pesquisando um assunto e compartilhando com os colegas ou pegando aspectos práticos de suas vidas e postando. Posts com opiniões sem conteúdo embasado fica um tanto chato de ler.
      Gostei muito do seu post prático com o custo de vida de morar em SP. Precisamos mais desses.... abcs

      Excluir
  13. AA40, uma pergunta de ignorante, já q vc entender tudo de ETF:

    No Brasil, os 15% de IR nos ETFs são sobre o montante total de uma venda realizada ou apenas sobre os lucros/ganhos de capital ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imposto de renda é sempre sobre o rendimento. Sobre herança é que incide sobre o total

      Excluir
    2. Anon, quem dera eu entendesse tudo sobre ETFs hehehe.
      Como falou muito bem o VAASD, IR é sempre sobre o lucro, afinal você já pagou imposto sobre seu salário né, não vai pagar novamente !
      Em caso de prejuízo pode-se compensar, não esqueça. Tem algumas regras para isso.
      Abcs

      Excluir
  14. Olá AA40! Passando por aqui e sem muito o que dizer sobre o Post, mais um padrão de qualidade!
    Ansioso para o tão aguardado post sobre os ETFs acumulation indexados ao S&p500 com domicílio na Irlanda.

    AA40, apenas 1 curiosidade, não precisa responder caso não se senta a vontade: vc aporta atualmente em ETFs no Brasil, tipo BOVA11 ou PIBB11 ou mesmo uma carteira modesta stop picking? Ou não aporta mais no Brasil? Pelo menos uns 30% da sua carteira de Renda Variável ainda é tupiniquim?

    Estou tentando me lembrar aqui se foi vc ou o Executivo Pobre (que tbm mora nos EUA) que disse que desde o Joesley Day (<12 e circuit breaker) não aporta mais NADA em RV no Brasil, embora mantenha a carteira já formada anteriormente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chimpanzé.
      Preciso pesquisar mais sobre os irlandeses ainda, como não invisto neles ainda, preciso dar uma boa estudada. Vai demorar um pouquinho.

      Sim, eu e muitos que não aportam mais no Brasil desde o Joesley day. Além disso eu tenho o problema do compliance da empresa onde eu trabalho que já expliquei em um post há alguns anos. Não posso ter conta em corretora no Brasil, menos ainda morando fora agora. O que tenho de RV é via fundos de ações que replicam o PIBB11 e Bova11, com uma taxa alta mas não tão absurda de 0.5%aa. Até rebalanceei esta carteira no Brasil no final de março aproveitando o ibov a uns 70k. Mas é isso o que tenho no BR, apenas 30% em RV o resto tudo em TD indexado ao IPCA e algum prefixado. Desde 2017 nenhum centavo novo no Brasil e continuarei assim, ainda mais agora com esta conversa de remover o teto de gastos que seria declarar a falência ao estado brasileiro. Abcs

      Excluir
  15. Fala, AA40! Mais um ótimo post. Só acho displicente não se importar com ESG. Penso que é necessário mostrar que o capital pode ser responsável. Nem tudo precisa ser uma zorra de "foda-se o mundo, vou ganhar meu dinheiro".
    O MMM fez um post excelente a respeito: https://www.mrmoneymustache.com/2020/08/22/socially-responsible-investing/

    Abraço,
    Macunaíma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Macunaima, entendo seu ponto, mas não foi displicência não, foi proposital. Tenho muita dificuldade de lidar com modinha para agradar certo grupo da sociedade, sabe, e este papo de ESG é justamente isso.
      Tenho que falar que eu invisto em empresas de tabaco, bebidas, de armamento de guerra e bombas, fundos que possuem as empresas sins diversas (do pecado) e várias petroleiras, então eu não poderia ser hipócrita e vir falar que invisto de forma ESG. Não nego que ESG está se tornando importante e o mercado está sendo obrigado a olhar para isto, mas só por um motivo, para atrair os Millennials, a nova geração de ivnestidores - isto é estratégia pura. Acha que estão realmente preocupado com o planeta? 5% dos gestores estão, sendo otimista.
      Como o MMM falou lá, VTI tem muitas pecadoras ai dentro, mas não é por isso que vamos parar de investir neste fundo e similares. Mas existem opções para quem quer seguir a moda do ESG, ai está o ETF ESGV.
      Abcs - AA40

      Excluir

Mensagens ofensivas e críticas infundadas não serão toleradas. As mensagens aqui postadas podem não representar a opinião do blog ou autores do AA40. Os posts aqui mostrados não representam sob hipótese nenhuma recomendações de investimento.